AT&T planeja vender a Sky, e a Telefônica pode ser uma das candidatas a comprá-la



O grupo espanhol Telefónica teria manifestado interesse em adquirir ativos da AT&T, segundo a agencia de notícias Reuters. O alvo da sondagem seriam as operação de TV paga na América Latina, que seriam avaliados em US$ 10 bilhões. A agência cita pessoas “familiares” com a questão, que preferem permanecer anônimas.

A AT&T comprou os ativos na América Latina como parte da aquisição da DirecTV no ano passado.  O negócio inclui satélite e serviços de televisão a cabo no Brasil, Colômbia, Venezuela, Argentina, Equador, México, Peru, Porto Rico, Uruguai, Venezuela e Caribe. A possibilidade de venda dos ativos está sendo considerada pela AT&T, mas a operadora não decidiu se vai de fato vendê-los nem qual será o comprador. A Liberty Global, operadora britânica, também teria manifestado interesse.

Outras partes estariam interessados em comprar os ativos da AT&T em países específicos, e a empresa pode optar por executar diversos processos de venda, disse uma fonte próxima.

O chefe executivo Randall Stephenson disse em uma conferência da indústria em dezembro que AT&T consideraria vender o negócio na America Latina, mas que a empresa era paciente.

A agência diz que haveria, ainda, interessados em adquirir operações locais nestes países. Na América Latina, cerca de 19 milhões de pessoas assinam os serviços de TV da AT&T. No Brasil, onde controla a Sky, são 5,4 milhões de clientes, conforme dados de outubro de 2015 coletados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A AT&T detém cerca de 93% da Sky Brasil. E motivo da venda dos negócios por que o grupo deseja se dedicar somente nos EUA.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.