Investigação Discovery estreia Poligâmicos e Assassinos


Nesta quarta-feira, 20 de janeiro, às 22h20, o Investigação Discovery estreia sua nova série POLIGÂMICOS E ASSASSINOS (Polygamous Perps), produção que conduz o telespectador aos meandros de investigações complexas, na busca por autores de crimes que abalaram famílias construídas longe das convenções da monogamia.

Quando homicídios acontecem em lares poligâmicos, o horror e o tabu orientam a reação da comunidade; relações intricadas vêm à tona trazendo diversos suspeitos e motivações – ciúme, inveja, desejo, tortura psicológica, ganância. Não importa o estilo de vida ou o número de parceiros: para algumas pessoas, as emoções e fraquezas humanas são impossíveis de controlar.

POLIGÂMICOS E ASSASSINOS utiliza dramatizações feitas com base nos detalhes dos inquéritos policiais e no depoimento de pessoas diretamente relacionadas ao crime ou a seus protagonistas: familiares das vítimas, cônjuges, testemunhas, oficiais que participaram das investigações, jornalistas que trabalharam na cobertura dos casos e suspeitos.

Alguns dos protagonistas da série buscavam o amor livre quando foram envolvidos em tramas passionais e conspirações fatais; outros foram atraídos por falsas promessas; há ainda os que adotaram a poligamia em virtude da  religião FLDS (Fundamentalist Church of Jesus Christ of Latter Day Saints, ou Ingreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Último Dias, em tradução livre) – a crença determina a existência de comunidades fechadas onde os laços familiares eventualmente justificam a criação de seguidores incondicionais, séquitos,  asseclas e, em casos extremos, capangas.

No episódio de estreia, a série conta a história do assassinato do médico Rulon Allred. Adepto da FLDS, Rulon levava uma rotina pacata ao lado das sete esposas e 48 filhos em Salt Lake City. Em 1977, o médico foi brutalmente assassinado dentro do próprio consultório, diante dos pacientes que estavam na sala de espera e de uma das esposas que trabalhava como sua assistente.

As lendas que cercam as comunidades FLDS e o preconceito fazem com que todos apontem para a causa óbvia do crime passional. Embora as esposas mantivessem relações conflituosas por debaixo das aparências, todas elas tinham álibis para o momento do crime.

O que se segue é uma investigação que adentra o submundo de cultos e seitas em que líderes autoproclamados se aproveitam de seus seguidores para perpetrar desejos homicidas.

Na segunda semana, Christina e Vicky são as esposas de Dustin. O trio é aparentemente bem resolvido, até que dois deles se apaixonam e iniciam uma relação monogâmica. Com dezoito facadas, o idílio se transforma em um enredo sangrento de ódio e ciúme.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.