BBC Earth estreia nova série "Comida do Amanhã"



Programa apresentado por Dara O'Brian (foto) viaja o mundo para mostrar descobertas, produtos e serviços que prometem revolucionar a forma como os alimentos são plantados, comercializados e ingeridos

Como será a comida no futuro? Quais tecnologias estão sendo desenvolvidas para que os alimentos suportem as mudanças climáticas? Como mercados e restaurantes podem progredir para agradar clientes cada vez mais exigentes? Essas e outras questões relativas à evolução dos alimentos são respondidas na série Tomorrow's Food (Comida do Amanhã), que estreia no canal BBC Earth no próximo domingo, 6 de março, às 22h50. O primeiro episódio também será exibido na segunda-feira, 7 de março, às 17 horas. 

Apresentado por Dara O'Brian, dos programas humorísticos da BBC, o especial conta com três especialistas: Angela Hartnett, chefe de cozinha que já trabalhou com o renomado chefe Gordon Ramsay; Chris Bavin, comerciante de frutas e vegetais; e Shini Somara, engenheira mecânica especialista em tecnologia. Eles viajam para diferentes países, como Inglaterra, Austrália, China, Japão e Estados Unidos, para mostrar quais tecnologias e descobertas científicas estão sendo usadas para aprimorar a maneira como os alimentos são produzidos, vendidos e consumidos.

No programa de estreia, O'Brian vai à City University, em Londres, conhecer um computador que promete fazer com que as pessoas sintam sabores mesmo sem ingerir alimentos. Depois de definir qual sabor será sentido (doce, salgado, azedo, amargo e um quinto sabor chamado umami), um sensor é colocado na língua e produz uma pequena corrente elétrica, estimulando as papilas gustativas e trazendo a sensação do gosto escolhido.

Já Angela mostra como são produzidas as comidas dos soldados do exército norte-americano. Para atender a uma reivindicação dos combatentes, pesquisadores buscam um alimento que tenha sabor de pizza, mas que, ao mesmo tempo, resista a condições adversas, como impactos (ao ser jogado de helicópteros) e temperaturas elevadas dos acampamentos militares. Chris vai à Austrália visitar uma fazenda que usa diferentes protótipos de robôs construídos na Universidade de Sydney para atividades como controle de pragas, vigilância e até mesmo uma máquina que atua como "cão pastor", ao localizar as vacas de um rebanho.

Na China, Shini conhece um restaurante que usa robôs como cozinheiros e garçons. Outro estabelecimento pretende conquistar os clientes utilizando tecnologias como projetores e simuladores de som. A ideia do local é melhorar a qualidade das refeições ao oferecer uma experiência multissensorial, ou seja, estimulando também o olfato, a audição e a visão dos consumidores.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.