Embratel Star One começa transmissão de TV por Assinatura para América Central


Embratel promete 40 canais novos em HD até o final do ano
para seus assinantes.

A Embratel Star One anuncia o início da transmissão de canais de TV por Assinatura para sete países da América Central por meio do novo satélite Star One C4. O satélite está sendo utilizado pela Claro na oferta do serviço a milhares de clientes da Nicarágua, Guatemala, Honduras, Costa Rica, Panamá, El Salvador e República Dominicana.

O Star One C4, recém-lançado, tem cobertura de sinal para Américas do Sul e Central. O novo satélite aumenta a capacidade de transmissão de canais HD e, com isso, amplia as ofertas de produtos na região. "Com a nova distribuição, reforçamos nossa atuação como o maior operador de satélites da América Latina", afirma Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel Star One.

No Brasil, o Star One C4 já permitiu à Claro HDTV a ampliação da sua capacidade de distribuição de canais em alta definição, além da oferta de novas soluções de telecomunicações com muito mais qualidade, transformando a experiência dos clientes.

"O Embratel Star One C4 viabilizou o lançamento de mais de 30 novos canais em HD, expandindo a oferta de TV por Assinatura em alta definição via satélite. A Claro HDTV, disponível em todas as regiões do Brasil, complementa a oferta via cabo da NET e posiciona a América Móvil como líder do mercado de distribuição de conteúdo no país. Temos hoje a maior oferta de canais HD do Brasil, tanto no cabo como no satélite", afirma Márcio Carvalho, diretor de Marketing - Mercado Residencial e Combos da América Móvil Brasil.

EXPANSÃO

Está previsto a expansão em breve de 40 novos canais HD (High Definition) e 6 SD (Standard Definition). Durante o período de um ano, a Embratel Star One trabalhará na duplicação do sinal e no reposicionamento das antenas de todos os clientes presentes nos sete países que estão recebendo o sinal.

"A transmissão feita pelo satélite representa uma evolução dos serviços, pois quanto maior a capacidade satelital, melhor será é a qualidade dos canais distribuídos. Com isso, as operadoras locais conseguirão criar pacotes mais flexíveis e vantajosos aos clientes", afirma o executivo.

O Star One C4 integra a terceira geração da Star One (denominada série C), em conjunto com os satélites C1, C2, C12 e C3 e usa a Banda Ku para expandir os serviços de DTH (Direct to Home) no Brasil e na América Central alcançando milhares de assinantes. Ele ocupa a posição orbital de 70ºW, a mais importante para o mercado de Broadcasts no Brasil. É considerada uma 'hot position' por transmitir os sinais das maiores emissoras de televisão e por possuir um parque de 22 a 25 milhões de antenas parabólicas que apontam para esta posição.

A Embratel Star One é uma das maiores empresas do mundo na oferta de capacidade satelital, promovendo uma gama de soluções para clientes dos segmentos de telefonia, TV, dados e redes corporativas no Brasil e na América Latina. Atualmente, atende empresas dos mais diferentes setores e órgãos públicos do Governo. A empresa amplia, por exemplo, a capacidade de transmissão de dados de bancos e de empresas, o alcance de emissoras de rádio, a capacidade de provedores de Internet, permite o ensino a distância, a infraestrutura de transmissão de telefonia para empresas, amplia capacidade de comunicação de companhias com negócios internacionais e oferece projetos customizados para empresas e órgãos do governo.

A Embratel Star One já está desenvolvendo o Star One D1, que iniciará sua quarta geração de satélites, a família D, equipada com a Banda Ka. Esse lançamento está previsto para 2017.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.