TV paga perde 750 mil assinantes em um ano e cai pelo oitavo mês seguido



A  Anatel divulgou hoje, 30, a base de TV por assinatura do mês de fevereiro de 2016, que apresenta uma nova queda frente a janeiro e frente a todo o ano de 2015 ou de 2014. Conforme a agência, o mês fechou com  18,96 milhões de acessos, presente em 27,94% dos domicílios brasileiros. Somente no início de 2014 é que o serviço de TV por assinatura estava abaixo dos 19 milhões de acessos em serviço, para o qual voltou a base do serviço. Em janeiro, havia 19,054 milhões de acessos.

Foram 40 mil a menos do que em janeiro. Foi o oitavo mês consecutivo de retração. Desde fevereiro do ano passado, quando o setor começou a sentir os efeitos da crise econômica que atinge o país, as operadoras perderam 758 mil assinantes.

Desde fevereiro do ano passado, quando o setor começou a sentir os efeitos da crise econômica que atinge o país, as operadoras perderam 758 mil assinantes. A queda, em um ano ano, foi de 3,8%, um percentual pequeno comparado a outros setores da economia _as vendas de carros novos, por exemplo, caíram 26,6% em 2015. Os dados foram divulgados nesta quarta (30) pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

A "boa" notícia para o setor é que o ritmo de cancelamento de assinaturas foi menor em janeiro e fevereiro. No primeiro mês de 2016, a queda foi de 0,3%. Em fevereiro, mês mais curto, foi de 0,2%, o menor percentual dos últimos seis meses. O pior momento para as operadoras foi em novembro, quando 1,2% dos assinantes cancelaram seus pacotes de canais pagos.

A evasão de assinantes tem sido maior entre as operadoras de TV paga via satélite (DTH), principalmente Sky e Claro. Há um ano, o DTH tinha 12 milhões de assinantes e 60% do mercado. Em fevereiro, tinha 10,961 milhões de clientes e 57,8% do mercado. Isso quer dizer que a perda de assinantes está mais relacionada à crise do que à concorrência com a Netflix. O DTH é a modalidade de TV paga que mais serve as classes de menor poder econômico, porque cobre as periferias e áreas rurais.

O cabo, que serve os mais ricos, vem perdendo menos clientes e, em alguns meses, até registra alta. Depois de conquistar 5.796 novos clientes em janeiro, o cabo perdeu 13.106 em fevereiro. Fechou o mês com 7.809.249 assinantes e 41,2% do mercado _participação que já foi de 38,5% há pouco mais de um ano.

A tecnologia via satélite – DTH – que tem o maior número de clientes, também foi a que teve a maior queda, passando de 11, 045 milhões de janeiro para 10,960 milhões em fevereiro de 2016. A TV a Cabo também teve uma pequena queda, enquanto as conexões por fibra õptica apresentaram uma ligeira alta, de 173,9 mil para 175, 6 mil acessos. Mas ainda bem abaixo do esperado para o IPTV no Brasil.

Também em fevereiro a GVT foi incorporada de fato à base da Telefônica Vivo, que teve o market share de 9,39%, passando a ser a número 3 no mercado nacional e superando a Oi, que somou 1,17 milhão de acessos. A América Móvil,com Claro, Net e Embratel, mantém liderança folgada com 9,859 milhões de clientes, ou 52%. A Sky fica na segunda posição com 5,36 milhões de assinantes, mas com uma queda de 46,4 mil clientes.

A comparação não pode ser feita, contudo, com base nos números do mês anterior, porque a agência fez ajustes em dados passados da operadora Blue Interactive (adquirida pela Net), o que afetou os números dos meses anteriores. Considerando esses ajustes, o mercado fechou o mês de fevereiro com 18,957 milhões de assinantes, o que representa 96,7 mil a menos em relação ao número ajustado de janeiro (19,05 milhões). 

As operações de cabo da NET aumentaram a base em 21,7 mil clientes em fevereiro, para 7,2 milhões de assinantes. A Claro TV perdeu 37,4 mil clientes no mês, fechando em 2,65 milhões. No consolidado do grupo América Móvil, a queda foi de 15,6 mil clientes, totalizando 9,86 milhões de assinantes de TV paga. Esse número ainda não inclui os assinantes da Blue, que somaram, em fevereiro, 148 mil clientes, segundo a Anatel.

A Sky teve a maior queda absoluta, de 46,4 mil clientes, fechando fevereiro com 5,36 milhões de assinantes. A Vivo cresceu mil assinantes, para 1,78 milhão, com destaque para a operação de DTH da GVT que ampliou sua base em 9,5 mil clientes, para 1,02 milhão de assinantes. A OiTV ficou praticamente estável, com 1,17 milhão de assinantes. Outras operações tiveram um pequeno crescimento de 5 mil assinantes no mês. Nos últimos 12 meses, a perda de base da TV por assinatura já é de quase 4%, ou 757 mil clientes.

Confira os dados abaixo: 
Regiões
Assinantes
Densidade por 100 Domicílios
Brasil
18.957.908
27,94
Centro-Oeste
1.353.906
25,87
Distrito Federal
512.553
53,92
Goiás
419.115
18,25
Mato Grosso do Sul
195.035
21,91
Mato Grosso
227.203
20,73
Nordeste
2.218.677
12,43
Alagoas
114.579
11,28
Bahia
619.971
12,2
Ceará
396.994
14,2
Maranhão
162.216
8,43
Paraíba
147.249
11,82
Pernambuco
385.335
12,73
Piauí
77.397
7,96
Rio Grande do Norte
224.442
20,75
Sergipe
90.494
12,83
Norte
798.593
15,83
Acre
34.382
14,84
Amazonas
316.815
29,49
Amapá
24.800
11,82
Pará
296.703
12,98
Rondônia
66.553
11,22
Roraima
18.915
11,83
Tocantins
40.425
8,21
Sudeste
11.713.770
39,88
Espírito Santo
272.799
20,01
Minas Gerais
1.551.227
22,22
Rio de Janeiro
2.574.407
41,85
São Paulo
7.315.337
49,18
Sul
2.872.962
27,76
Paraná
925.770
23,94
Rio Grande do Sul
1.258.102
31,24
Santa Catarina
689.090
28,08

Tecnologia
Os serviços de TV por Assinatura são prestados com a utilização de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (Serviço de TV a Cabo - TVC e Fiber to the Home - FTTH), mediante utilização do espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal - MMDS), na faixa de UHF (Serviço Especial de Televisão por Assinatura - TVA) e, ainda, por satélite (Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite - DTH).
Veja abaixo a distribuição da base de assinantes por tecnologia, em que se destaca a participação majoritária da tecnologia via satélite

Quantidade de acessos por tecnologia
Tecnologia
Agosto (2015)
Setembro (2015)
Outubro (2015)
Novembro (2015)
Dezembro (2015)
Janeiro (2016)
Fevereiro (2016)
DTH
11.717.467
11.588.145
11.441.542
11.240.358
11.113.160
11.045.141
10.960.800
FTTH
144.608
153.320
161.300
166.918
170.763
173.985
175.687
MMDS
10.923
10.854
10.818
9.747
9.479
9.229
9.255
TVA
3.253
3.253
3.253
3.253
3.253
3.253
2.917
TVC
7.736.423
7.755.673
7.796.210
7.805.490
7.817.218
7.823.014
7.809.249
Total
19.612.674
19.511.245
19.413.123
19.225.766
19.113.873
19.054.622
18.957.908


Participação percentual de cada tecnologia
Tecnologia
Agosto (2015)
Setembro (2015)
Outubro (2015)
Novembro (2015)
Dezembro (2015)
Janeiro (2016)
Fevereiro (2016)
DTH
59,74%
59,39%
58,94%
58,47%
58,14%
57,97%
57,82%
FTTH
0,74%
0,79%
0,83%
0,87%
0,89%
0,91%
0,93%
MMDS
0,06%
0,06%
0,06%
0,05%
0,05%
0,05%
0,05%
TVA
0,02%
0,02%
0,02%
0,02%
0,02%
0,02%
0,02%
TVC
39,45%
39,75%
40,16%
40,60%
40,90%
41,06%
41,19%
Total
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%

Grupos econômicos
Os grupos econômicos2 são compostos por operadoras que atuam em diversas áreas, com várias tecnologias.

Quantitativo de acessos por prestadora
Grupo Econômico
Agosto (2015)
Setembro (2015)
Outubro (2015)
Novembro (2015)
Dezembro (2015)
Janeiro (2016)
Fevereiro (2016)
Algar (CTBC Telecom)
110.641
108.721
107.694
107.024
106.572
105.416
75.385
Blue
157.323
156.307
161.537
160.124
152.328
150.426
148.070
Cabo
49.970
50.321
50.240
49.699
49.627
49.995
49.790
NossaTV
129.945
130.443
130.435
130.072
129.770
129.293
129.122
Oi
1.175.945
1.166.186
1.168.710
1.167.256
1.168.667
1.176.582
1.176.480
Outras
395.111
391.220
389.449
386.268
384.957
375.771
372.971
SKY/AT&T
5.607.519
5.537.956
5.479.762
5.412.716
5.443.885
5.412.359
5.365.978
Telecom Americas
10.159.139
10.133.097
10.087.264
9.989.447
9.897.528
9.875.240
9.859.606
Telefônica
1.827.081
1.836.994
1.838.032
1.823.160
1.780.539
1.779.540
1.780.506
Total
19.612.674
19.511.245
19.413.123
19.225.766
19.113.873
19.054.622
18.957.908

Veja abaixo a distribuição percentual da base de assinantes do Brasil por grupos econômicos.

Participação percentual por prestadora
Grupo Econômico
Agosto (2015)
Setembro (2015)
Outubro (2015)
Novembro (2015)
Dezembro (2015)
Janeiro (2016)
Fevereiro (2016)
Algar (CTBC Telecom)
0,56%
0,56%
0,55%
0,56%
0,56%
0,55%
0,40%
Blue
0,80%
0,80%
0,83%
0,83%
0,80%
0,79%
0,78%
Cabo
0,25%
0,26%
0,26%
0,26%
0,26%
0,26%
0,26%
NossaTV
0,66%
0,67%
0,67%
0,68%
0,68%
0,68%
0,68%
Oi
6,00%
5,98%
6,02%
6,07%
6,11%
6,17%
6,21%
Outras
2,01%
2,01%
2,01%
2,01%
2,01%
1,97%
1,97%
SKY/AT&T
28,59%
28,38%
28,23%
28,15%
28,48%
28,40%
28,30%
Telecom Americas
51,80%
51,93%
51,96%
51,96%
51,78%
51,83%
52,01%
Telefônica
9,32%
9,42%
9,47%
9,48%
9,32%
9,34%
9,39%
Total
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%
100,00%

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.