HBO estreia documentário inédito "A Heroína em Cape Cod"



Com o objetivo de sempre exibir e  produzir conteúdos instigantes e inovadores, a HBO anuncia a estreia do documentário original A Heroína em Cape Cod, do ganhador do Emmy  e do Oscar Steven Okazaki (The Mushroom Club do Cinemax, The Conscience of Nhem da HBO, White Light/Black Rain: The Destruction of Hiroshima and Nagasaki da HBO), no dia 25 de abril às 22h.

O documentário aborda a crescente epidemia de consumo de heroína que está devastando pequenas cidades e comunidades dos Estados Unidos, incluindo o lugar mais improvável de todos – Cape Cod, Massachusetts. O longa conta em primeira mão como a dependência das drogas opiáceas acabou com a vida de oito pessoas na faixa dos 20 anos. A Heroína em Cape Cod também estará disponível na HBO GO e na HBO On Demand, após a estreia.

Nos últimos 15 anos, as mortes por overdose de drogas derivadas do ópio quadruplicaram nos Estados Unidos. Só em Massachusetts, foram mais de 1.250 mortes por overdose de heroína em 2014 e atualmente 85% dos crimes cometidos em Cape Cod estão ligados ao consumo de drogas opiáceas. Essa cidade litorânea paradisíaca não é o estereótipo dos lugares atingidos por esse problema devastador, mas as histórias e os rostos dos habitantes ligados à dependência de heroína contam uma história muito diferente.

As pessoas apresentadas na produção A Heroína em Cape Cod, todas moradoras da região, falam abertamente sobre sua dependência em heroína, sua comunidade e sobre o processo que parece interminável dos estágios de reabilitação, recuperação e recaída. O documentário apresenta o grupo local de apoio chamado Parents Supporting Parents Group of Cape Cod, em que pais dos dependentes descrevem como criaram seus filhos em lares felizes e depois viram tudo mudar quando começaram a abusar do consumo de medicação para a dor. Ao receber o inestimável apoio de outros pais que enfrentam a mesma situação, eles compartilham seus sentimentos de codependência e discutem o peso financeiro de ter um filho ciclicamente em processo de desintoxicação.

O documentário tem produção, direção e edição de Steven Okazaki e coprodução de Lise Balk King e Vanessa Carr. Sheila Nevins é a produtora executiva e Sara Bernstein, a produtora sênior. 

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.