Canal VIVA - Destaques da programação de 6 a 12 de junho



Conheça os destaques da programação do canal Viva de 6 a 12 de Junho.

DAMAS DA TV
terça-feira, dia 7 de junho, às 9h30
Horário alternativo: terça-feira, dia 7 de junho, às 2h30

Destaque de uma geração repleta de grandes talentos, Fernanda Montenegro lembra os melhores momentos de sua vida e trajetória profissional no programa “Damas da TV”, gravado em 2013. Vencedora do 41º Emmy Internacional, considerado o Oscar da televisão mundial, na categoria melhor atriz por sua atuação em “Doce de mãe”, da Globo, e intérprete de mais de 500 papéis no teatro, Fernanda tem uma carreira brilhante na televisão: Charlô, de “Guerras dos Sexos” (1983), Silvia Toledo, de “Baila Comigo” (1981), Salomé, de “Rainha da Sucata” (1990), e a vilã milionária Bia Falcão, de Belíssima (2006) são algumas de suas personagens mais marcantes. No cinema, foi indicada ao Oscar pela atuação no filme “Central do Brasil” (1998), de Walter Salles.

Viver de teatro no Brasil nunca foi fácil, nem mesmo para os grandes atores. Fernanda lembra que, há 50 anos, houve uma transformação na profissão graças ao trabalho na TV, que proporcionou um salto em qualidade de vida para ela e seus colegas. “Todos nós éramos muito jovens. A chegada das novelas nos dava um ganho a mais. Isso foi vindo conosco à medida que abria um novo caminho de comunicação, de dramaturgia e de jogo cênico, além de ajudar no dia a dia a pagar contas, criar filhos e cuidar da saúde.

Ao programa, faz questão de destacar a parceria com uma amiga de cena, por quem tem grande admiração: Nathalia Timberg. “Trabalhei com ela a vida inteira, durante muitos anos. Nós nos encontramos no ‘Grande Teatro Tupi’, na Excelsior, e durante dez anos dividimos todo um repertório extraordinário. Uma vez, escrevi para ela uma carta exaltando as suas qualidades de mulher e de atriz. A gente competia, claro, mas não era em função de nós mesmas. A gente competia em função de um trabalho, o que é muito diferente. Então, eu destaco nessa vida de companheirismo, de novela e de atuações, a figura da Nathalia.”

A TURMA DO DIDI
quarta-feira, dia 8 de junho, às 20h30
Horário alternativo: quinta-feira dia 9 de junho, às 11h30

Didi (Renato Aragão) está na sala, quando a campainha toca: são quatro ninjas misteriosos. O grupo começa a ameaçá-lo, até Daniele Suzuki, que interpreta a nova namorada de Daniel [Del Sarto], aparecer e explicar toda a situação. Os intrusos são parentes da nipônica e estão atrás de seu novo parceiro. Daniel fica todo receoso, e esclarece que não aconteceu nada entre ele e a parceira, na noite anterior. Didi se mete, acaba entregando o amigo e todos têm que sair correndo do apartamento.

No quadro seguinte, Didi vira um anjo, e recebe a missão de ser cupido de futuros casais. Ele vai aprontar e muito em sua nova função.

VIVA O GORDO
quinta-feira, dia 9 de junho, às 21h

O programa começa com Jô Soares satirizando a frequente troca de moedas no país. Frei Cosme (Paulo Silvino) e Frei Damião (Jô) comemoram o centenário em que Frei Serapião resistiu à tentação, que, segundo eles, “era grande, era enorme!”. O quadro conta com participação especial da atriz Lília Cabral, que aparece querendo se confessar com Frei Josias, por quem se apaixonou.

O inconveniente Décio comete inúmeras gafes com Lucia Veríssimo, que interpreta Fernanda, ex-namorada dele e, hoje, casada com Rui (Paulo Goulart). Jô também interpreta o corretor de órgãos Jota Siqueira, que tenta comprar os cabelos de Paulo Betti. Vovó Naná e o telespectador Zezinho também aparecem na atração.

TOMA LÁ, DÁ CÁ
sexta-feira, dia 10 de junho, às 21h
Horários alternativos: domingo, dia 12 de junho, na faixa das 22h30; e terça-feira, dia 14 de junho, às 22h

Um acidente suspeito movimenta a vida dos moradores do Jambalaya. Mario Jorge (Miguel Falabella) compra um carro importado com a comissão da venda de um apartamento e, antes mesmo de mostrar a nova aquisição para a esposa, Celinha (Adriana Esteves), alguém bate no automóvel e foge sem deixar nenhuma pista.

Enquanto busca o culpado, que está mais próximo do que se imagina, a síndica Álvara (Stella Miranda) contrata o detetive Meira (Duda Mamberti). Porém, antes do profissional descobrir o autor da batida, Copélia (Arlete Salles), Bozena (Alessandra Maestrini) e Isadora (Fernanda Souza) desvendam o mistério e aproveitam para tirar vantagem.

O caos no condomínio fica completo quando o policial federal Mendes (Juan Alba), bate à porta de Rita (Marisa Orth) e Arnaldo (Diogo Vilela) para investigar uma denúncia de contrabando contra o dentista. Tudo por causa de Isadora e Tatalo (George Sauma), que trouxeram um carregamento lotado de perfumes e guardaram as ‘muambas’ no consultório de Arnaldo.

GENTE INOCENTE
sábado, dia 11 de junho, às 17h

Vera Holtz estava no ar como Santa, na novela “Uga Uga”, em 2000, quando participou do programa “Gente Inocente”. Henrique é o primeiro do elenco infantil a fazer perguntas: “O que lhe faz feliz como atriz?”. “Um bom trabalho, poder contar uma boa história, divertir o público.”, diz a atriz.

Na vez de Amanda Ribeiro, a menina pede para Vera destacar seu pior defeito e sua melhor qualidade. “Gosto muito de comer! Com certeza, é meu defeito. E a qualidade é que sou bastante alegre, bem humorada, alto astral, sabe?”. Márcio Garcia concorda com a entrevistada: “Você passa isso para todo mundo.”.

“Se você pudesse escolher, seria magra ou gorda?”, questiona Pedro Lucas. Vera acha graça e diz: “Do meu tamanho, nem magra, nem gorda. O tamanho que eu coubesse em mim.”.

É Natália Soutto quem deixa Vera encabulada, quando pergunta sobre a atração da convidada por homens mais novos que ela. “Sabia que iam falar isso! Olha para o meu lado, por isso prefiro caras mais jovens”, explica ela, aos risos, apontando para Márcio.

‘DERCY DE VERDADE’ ESTREIA NO VIVA
sábado, dia 11 de junho, na faixa das 22h30
Horário alternativo: domingo, dia 12 de junho, na faixa das 20h

A história da irreverente Dercy Gonçalves é contada em quatro capítulos, passeando por três fases da vida da atriz, que morreu aos 101 anos, em 2008. Na minissérie, a homenageada é interpretada por Luiza Périssé, Heloisa Périssé e Fafy Siqueira, em momentos marcantes de sua trajetória.

Batizada Dolores Gonçalves Costa, Dercy nasceu em Santa Maria Madalena, região serrana do Rio e ainda criança foi abandonada pela mãe, o que deixou marcas profundas em sua vida.

Por conta de seu jeito ousado, enfrentou muitos preconceitos, até ter sido expulsa do coral da igreja por ter a voz mais alta que a das demais participantes. A vida de Dercy mudou quando uma companhia de teatro chegou a sua cidade e, encantada com aquele mundo, ela decidiu fazer as malas e partir com a companhia.

DEBORAH SECCO APRESENTA
domingo, dia 12 de junho, às 20h

No episódio da semana, Deborah Secco conversa com seus convidados sobre a relação “Pais e Filhos”. Logo no início do programa, Fátima Bernardes compartilha a primeira lembrança que tem da atriz. “Você tinha 18 para 19 anos e já dizia empolgada que queria ter gêmeos, que queria ser mãe!”. Deborah se emociona.

“Construir sua família significou o que para você?”, pergunta Deborah a Milton Gonçalves. O veterano chora e comenta: “Quando meu pai foi embora, não entendi direito, mas decidiu que quem cuidaria de mim, seria eu mesmo.”.

Durante o programa, Tiago Leifert também revela a vontade de ser pai, mas se diz preocupado com o mundo de hoje.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.