Mesmo em queda, TV paga bate recorde de audiência em 2016


TV paga em crise
Apesar da crise e da queda de assinantes, a audiência da TV paga bateu recorde em 2016. (Divulgação)
Apesar da retração de assinantes nos últimos 18 meses, a TV por assinatura no país bateu todos os recordes de público no primeiro trimestre de 2016.

Somente os canais pagos registraram nesse período uma média de 2,2 milhões de telespectadores por minuto, apontam dados da medição da Kantar Ibope, obtidos pelo UOL.

Isso significa que, mesmo com a crise econômica eliminando quase 1 milhão de assinantes entre novembro de 2014 e dezembro de 2015 (4% da base da base somente entre fevereiro de 2014 e de 2015), as pessoas estão passando mais tempo diante da TV e, especificamente, diante dos canais exclusivamente por assinatura

Para Roberto Nascimento, coordenador do comitê de Publicidade da ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura), a pesquisa também apontou que 80% dos consumidores entrevistados se disseram satisfeitos ou muito satisfeitos com os pacotes adquiridos. .


SÓ CANAIS FECHADOS

Mas, no caso dessa pesquisa, a boa notícia para o setor é que ela não inclui o imenso público que, apesar de pagar assinatura, continua usando o aparelho para  assistir quase que exclusivamente aos canais abertos (VHF e UHF) - ao menos 30% do universo de pouco mais de 19 milhões de assinantes no país.

Apenas nos últimos três anos, o público exclusivo dos canais pagos mais que duplicou (de 1,84 milhão para 2,2 milhões. Nos últimos dez anos, esse público cresceu sete vezes.

Na média das 24 horas do dia, a TV por assinatura (apenas os canais pagos) já é a "vice-líder" de audiência, atrás apenas da Globo.

Na Grande São Paulo, por exemplo, principal praça do país, os canais pagos registraram de janeiro a maio deste ano média de 7,5 pontos (contra 11,4 pontos da Globo). Record e SBT vêm atrás, com 5,0 pontos em média. 

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.