Segundo a NET, TV everywhere e VOD blindaram o setor contra o churn


Foto: Reprodução
O TV everywhere e o VOD são as principais armas de defesa do setor de TV por assinatura contra o churn. "O VOD blindou a TV por assinatura", disse José Felix, presidente da America Móvil em painel na ABTA 2016. Mais cedo, em entrevista coletiva realizada no evento, Felix comemorou o resultado dos cinco anos da plataforma de VOD da operadora, o Now. "É a maior plataforma de distribuição de vídeo digital sob demanda do Brasil e uma das maiores do mundo", disse. Segundo ele, foram assistidos na plataforma – que pode ser acessada pelas caixas HD da operadora, bem como por tablets, computadores e smartphones – 1,5 bilhão de programas, dos quais 600 milhões nos últimos 12 meses. "Os resultados superaram todas as nossas expectativas", disse. Recentemente o acesso do Now foi extendido aos clientes da Claro HDTV, somente através de computadores e dispositivos móveis.

"As pessoas analógicas hoje decidem mais o mundo do que os digitais, mas a geração digital está chegando e temos de encontrar uma forma de atender o apetite que eles têm", complementou, durante o painel, Fernando Medin, VP executivo e diretor-geral da Discovery Networks Brasil e Cone Sul.

Medin concorda que o TV everywhere é uma forma de proteger a plataforma. No entanto, a programadora ainda não conta com soluções nesse sentido. "Temos que entender se há um desejo do consumidor de abrir um aplicativo para cada canal ou para cada programadora. Acho que isso é inconfortável", disse. O executivo aposta em soluções das operadoras que consigam agregar os canais e os conteúdos. "Mas seguimos desenvolvendo", disse. Segundo ele, o primeiro aplicativo de TV everywhere da empresa no Brasil deve ser lançado em breve, para o Discovery Kids.

Já a Globosat aposta alto no VOD e na distribuição não-linear. Todos os canais da programadora contam com conteúdo no Globosat Play. "Nossa trincheira é o TV everywhere, é o que blindou o ecossistema da TV paga. Quanto mais colaboração a gente tiver entre os elos, mais forte ela será", disse Manuel Belmar, diretor de gestão da Globosat. "O TV everywhere é um trunfo extraordinário para o percepção de valor", completou.

Pirataria

A solução agrega valor para reduzir o churn e, por consequência, também prevenir contra a pirataria. "Quem entrou na TV paga, gosta da TV paga. É um momento de prestar atenção ao roubo de sinal. Quando há crise econômica, esse tipo de coisa se calcifica", disse Medin, da Discovery.

O principal executivo da Turner no país, Gustavo Diament, também destaca o papel dessa tecnologia para prevenir contra a pirataria, e não apenas o roubo de sinal. "Não se fala muito da pirataria de conteúdo (na internet). Temos que levar isso em conta quando negociamos direitos, pois a necessidade do desembolso com direitos para garantir o everywhere é enorme", disse. Diament propôs unir forças do setor com o de streaming legal para brigar contra serviços como o Popcorn Time.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.