Animal Planet estreia série inédita "Planeta Macaco"



Humanos, símios, macacos e lêmures – todos são primatas e, mesmo que as sutis diferenças genéticas tenham efeito crucial nas trajetórias evolutivas,  nós e eles temos muitas semelhanças: a começar pelo polegar opositor e a capacidade de imitar nossos pares – determinante, por sua vez, no processo de aprendizado.

Na série PLANETA MACACO (The Real Apes of the Planet), o Animal Planet explora as diferenças e semelhanças entre algumas das centenas de espécies que fazem parte da ordem dos primatas. Com estreia na terça-feira, 12 de julho, às 21h30, os três episódios de uma hora revelam a variedade de características biológicas, de comportamentos e as impressionantes similaridades que eles, os primatas selvagens, têm conosco, seres humanos.

As câmeras do canal viajam a diferentes partes do planeta em um esforço comparativo que destaca práticas e comportamentos dos diferentes primatas. Ao investigar a organização social,  os cuidados com a higiene, relações entre indivíduos de um mesmo clã, táticas de sobrevivência e capacidade de solucionar problemas considerados complexos, a produção destaca os comportamentos que nos aproximam destes animais e aqueles que determinam a adaptação das diversas espécies a seus habitats.

Em Uganda, os chimpanzés mostram-se capazes de utilizar ferramentas; uma espécies de macacos da Tailândia encontrou um jeito inteligente de usar o fio dental após as refeições; em Bornéu, orangotangos aprenderam com os humanos a tomar banho nos rios locais esfregando o próprio corpo com sabão; em Iowa, um bonobo chamado Kanzi escolhe seu próprio alimento para o piquenique; e o macaco-prego-de-cara-branca, que vive na floresta tropical da Costa Rica, descobre a seiva de uma árvore que funciona como repelente.

Em imagens que captam os detalhes destes comportamentos, PLANETA MACACO demonstra como a engenhosidade é fator determinante para a sobrevivência de diferentes espécies de primatas e como esses animais reagem aos estímulos do mundo de maneiras singulares, por influência do grupo e de suas próprias personalidades.

"O universo dos primatas é vasto e composto por espécies interessantes. Infelizmente, muitas delas estão ameaçadas devido à destruição do habitat, o comércio ilegal e doenças", afirma Jane Goodall, pesquisadora de primatas, fundadora do Instituto Jane Goodall e Mensageira da Paz das Nações Unidas. "É importante que cada indivíduo compreenda o papel que pode desempenhar na criação de um futuro de esperança, tanto para os os primatas quanto para todas as espécies que compartilham a Terra como lar".

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.