Lifetime - Destaques da programação de 18 a 25 de Julho



Conheça os destaques da programação do canal Lifetime de 18 a 25 de Julho. Entre eles, destaque para a estreia de Famílias de Ouro, reality que acompanha seis jovens atletas que se preparam para os Jogos Olímpicos no Rio e o envolvimento de suas famílias nessa jornada. Também na semana, episódios inéditos das séries Devious Maids, Bring It!, Dance Moms, Pequenas Grandes Mulheres e Pequenas Grandes Mulheres: Atlanta. O Lifetime Movies estreia o longa Jogo de Asfixia, baseado no livro Choke, de Diana Lopez, que aborda os perigos desse tipo de jogo, muito comum entre adolescentes.

18/7, segunda-feira, 22h

Episodio inédito de Pequenas Grandes Mulheres tem festas, descobertas e um convidado surpresa

A divertida série Pequenas Grandes Mulheres (Little Women: LA) está agora em sua quarta temporada. O reality acompanha as aventuras de um grupo único de amigas, espertas, sexy, engraçadas e com um grande coração, donas de personalidades fortes e de dramas ainda maiores. E, por acaso, acontece de elas também serem anãs. Esta nova fase revela novas alianças e muita tensão.

Terra Jolé, Tonya Banks, Elena Gant, Christy McGinity Gibel, Traci Harrison Tsou, Briana Manson, a fofoqueira Brittney e Jasmine retornam com mais problemas e aventuras. A quarta temporada já começa com tensão, quando Elena se sente excluída do grupo de mães organizado por Jasmine. Forçadas a tomar partido, Tonya e Terra começam uma nova briga, quando uma se mete na vida amorosa da outra. Enquanto isso, Christy e Todd consideram adotar um filho; e o relacionamento entre Briana e Matt causa grandes problemas na família tão unida de Briana.

No episódio Convites a confirmar, Jasmine oferece uma festa de despedida de solteira para Briana. Elena fica muito preocupada quando descobre que está grávida e Christy faz uma festa de boas-vindas e convida todas as meninas. Mas será que um convidado inesperado vai acabar com a festa?

18/7, segunda-feira, 22h50

Evelyn corre em busca do sonho de adotar uma criança, esta semana, em Devious Maids

O misterioso assassinato de uma empregada em Los Angeles, na Califórnia, acaba unindo o destino de cinco mulheres que também trabalham como domésticas. As riquezas e excentricidades de seus patrões milionários, em cujas famílias abastadas não faltam intrigas e segredos, envolvem as histórias vividas pelo quinteto feminino que estrela a série Devious Maids, que está em sua terceira temporada.

A série é centrada no grupo composto por Marisol (Ana Ortiz), Rosie (Danie Ramírez), Carmen (Roselyn Sánchez), Valentina (Edy Ganem) e Zoila (Judy Reyes). Enquanto limpam luxuosas mansões e dão conta dos afazeres domésticos, essas mulheres são testemunhas de infidelidades, mentiras e traições de ricos e famosos de Beverly Hills. E com o passar do tempo tornam-se confidentes e amigas inseparáveis, compartilhando suas ambições e desejos. Carismáticas, inteligentes e calculistas, elas decidem desvendar o crime que levou uma colega à morte.

Nesta terceira temporada, as cinco amigas se apoiam umas nas outras como nunca antes, mesmo enquanto enfrentam problemas complexos em suas vidas. Zoila pondera seus próximos passos depois de descobrir que está grávida, sem saber ao certo quem é o pai. Carmen percebe que há mais do que os olhos veem no encantador Sebastien (Giller Marini). Enquanto isso, as aspirações de Marisol podem levá-la a uma mudança de carreira surpreendente; e Blanca (Naya Rivera), uma nova empregada do bairro, consegue um emprego com uma família aparentemente perfeita, mas logo descobre um terrível segredo.

No episódio inédito Momento decisivo, Marisol acha difícil lidar com o fato de Jesse (Nathan Owens) ser seu namorado e também seu funcionário. Zoila bola um plano para fazer com que sua irmã vá embora. Evelyn (Rebecca Wisocky) corre em busca do sonho de adotar uma criança e a carreira de Carmen como cantora finalmente ganha força.

19/7, terça-feira, 22h

Em Pequenas Grandes Mulheres: Atlanta, Emily organiza uma viagem para todas, mas o clima de tensão continua

Na esteira do sucesso de Pequenas Grandes Mulheres e Pequenas Grandes Mulheres: NY, o Lifetime apresenta Pequenas Grandes Mulheres: Atlanta (Little Women: Atlanta). Os telespectadores podem acompanhar este grupo de seis amigas com personalidades conflitantes e brigas por hierarquia de poder. As meninas lidam com problemas com as famílias, confusões por causa de homens e um bebê a caminho.

Juntas, Emily Fernández, as gêmeas idênticas Andrea e Amanda Salinas, Bri Barlup, Ashley “Minnie” Ross e Tiffany “Monie” Cashette, enfrentam os desafios do cotidiano de uma pessoa pequena, e provam que são as verdadeiras rainhas de Atlanta.

No episódio inédito Férias em Savannah, as Cheeks e as Twins acabam trabalhando juntas quando Emily organiza as férias em Savannah, mas Bri não está convencida de que as Twins possam jogar limpo. E há muita tensão entre Minnie e Monie sobre a desastrosa gravação do vídeo, causando uma divisão no grupo.

ESTREIA – 20/7, quarta-feira, 22h

Adolescente em busca de aceitação entra num jogo perigoso, no filme inédito Jogo de Asfixia

Nesta quarta-feira, a faixa Lifetime Movies estreia Jogo de Asfixia (imagens), longa-metragem baseado no livro Choke, de Diana Lopez, que aborda os perigos de um jogo bastante comum entre adolescentes. A jovem Taryn (Freya Tingley) se torna mais popular na escola quando uma nova amiga, a carismática Nina (Alex Steele), lhe ensina o jogo de asfixia.

Sem contar nada a ninguém, Taryn acredita que o jogo é uma maneira de ganhar autocontrole e ‘curtir um barato’, mas ela não sabe que, na realidade, está colocando sua vida em risco.

22/7, 23/7 e 24/7, sexta-feira, sábado e domingo, 19h30

Famílias de Ouro acompanha os esforços de jovens atletas nos testes para os Jogos Olímpicos

O caminho para conquistar uma medalha olímpica começa em casa, onde atletas e suas famílias sacrificam tudo em nome dos seus sonhos. Esse é o mote da série do Lifetime, Famílias de Ouro (imagens), que acompanha seis atletas com grande potencial de conquistar medalhas olímpicas este ano, e suas famílias, revelando suas marcas fantásticas, dificuldades econômicas e sacrifícios pessoais pelos quais todos passam para alcançar o pódio nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Sobre as Famílias de Ouro:

Aly Raisman, 21 anos, ginasta vencedora de medalha de ouro – foi a ginasta norte-americana mais condecorada com medalhas nas Olimpíadas de Londres 2012. A capitã de três tempos tem agora a oportunidade de se tornar a primeira ginasta dos EUA a ganhar dois ouros consecutivos em Olimpíadas, em mais de 15 anos, e a primeira ginasta da história a ganhar medalhas em duas Olimpíadas seguidas. Seus pais, Lynn e Rick, ganharam atenção internacional quando um vídeo deles assistindo à performance da filha nas arquibancadas viralizou, uma vez que eles continuam a torcer por ela em cada passo do caminho. A mais velha de seus irmãos, Aly tem uma grande base de apoio em sua família, mas entende a pressão de fazer parte do time olímpico. Assim como é difícil chegar ao topo, é mais difícil manter-se lá.

Steele Johnson, 19 anos, atleta de mergulho – um dos favoritos a levar a medalha de ouro em mergulho e mergulho sincronizado masculino nos Jogos Rio 2016. A família muito unida de Steele, formada pelos pais Bill e Jill, e seus irmãos Race e Hollyn, fez investimentos financeiros e emocionais para a ida dele ao Rio, sem plano de emergência. Como cristãos devotos, eles têm na Igreja um importante sistema de apoio ao longo da jornada de Steele.

Jajaira Gonzalez, 19 anos, boxeadora – ela nasceu com o boxe no sangue: seu pai, José, era boxeador amador em Guadalajara, antes de ir para os EUA, e seus irmãos Joet e Jousce são potências do boxe. Outro irmão, o JonJairo, se afastou do boxe e o caçula da família, Jason, tem paralisia cerebral. Isso fez com que Jajaira ficasse ainda mais determinada a marcar seu nome no mundo do boxe feminino. Enquanto treina com a família, ela ainda faz sua parte para ajudá-los a pagar as despesas, limpando casas com sua mãe, Sofia. O boxe é tudo para a família González, que fará o possível para ir às Olimpíadas.

Jordan Windle, 17 anos, atleta de mergulho – ele é constantemente comparado ao seu mentor e lenda do mergulho, Greg Louganis. Aos dois anos de idade, Jordan foi adotado em um orfanato no Camboja, por Jerry Windle, que depois casou-se com Andres Rodriguez. Os dois pais de Jordan fizeram inúmeros sacrifícios, deixando empregos lucrativos e mudando de casa, para que Jordan pudesse trabalhar com um dos melhores treinadores do mundo. Será que todo o investimento da família no sonho olímpico de Jordan, tanto financeiro quanto emocional, valerá a pena?

Nastasya Generalova, 16 anos, ginasta rítmica – caso vá ao Rio, será a primeira ginasta rítmica negra em uma Olimpíada. Sua mãe Olga, ex-ginasta russa, é uma mãe solteira que trabalha em inúmeras funções para pagar as contas dela e de Nastasya. Enquanto outras atletas têm os pais, treinadores e mesmo massagistas em sua equipe, Nastasya está sempre sozinha nas competições, pois a mãe está sempre trabalhando e não consegue acompanhá-la. Aos 13 anos, ela fez parte do time nacional dos EUA, despertou a atenção de Taylor Swift, que a chamou para o clipe de Shake it Off. Assim que as filmagens acabaram, Nastasya voltou aos treinos, para aumentar suas chances de vitória.

Sean Grieshop, 16 anos, nadador – está no ranking dos melhores nadadores dos EUA, na categoria Junior. Se ele quiser ir ao Rio, terá de ser igualar aos campeões Michael Phelps e Ryan Lochte. Os pais de Sean, Neil e Anne, e seus dois irmãos, Ryan e Jack, saíram de El Paso para Austin, de forma que o menino pudesse treinar com um técnico renomado. Mas com a chegada dos testes, Sean foi surpreendido recentemente com a renúncia de seu treinador. Todos os meninos Grieshop dependem do apoio de Anne, então sempre há competição entre os irmãos pela atenção dos pais.

No episódio de sexta-feira, Tome sua marca, acompanhada de toda a família, a ginasta Aly Raisman vai para Hartford competir no Classic, em que terá de provar à Marta Karolyi que ela tem o que precisa para ganhar a medalha de ouro no Rio. Para a boxeadora Jajaira Gonzalez e sua família, tem sido uma jornada longa e difícil, mas tudo parece entrar nos eixos nos testes para os Jogos Olímpicos, em Memphis. A pressão olímpica também começa a pesar para o mergulhador Jordan Windle, então, ele e seus pais buscam uma saída ao ar livre para aliviar o estresse. De volta a Los Angeles, Nastasya Generalova tenta equilibrar os estudos e sua rigorosa agenda de treinos, enquanto sua mãe decide procurar um filho perdido para ajudar a incrementar o sistema de suporte da família.

No sábado, dia 23/4, às 19h30, e no domingo, dia 24/7, às 19h30, o Lifetime exibe, respectivamente, o quinto e o sexto episódios da série.

22/7, sexta-feira, às 22h

Problemas entre Miss D e Neva continuam, no episódio inédito de Bring It!

Bring It! é o reality do Lifetime que dá o lugar que o hip hop merece dentro do mundo das competições de dança internacionais. The Dancing Dolls of Jackson é a academia fundada em 2001 por Dianna Williams, conhecida como “Miss D”, e que então passou a ser a sede de um dos grupos de dança mais proeminentes dos Estados Unidos, com mais de 15 títulos de campeonatos a nível nacional, e mais de cem troféus conquistados.

Este empolgante grupo de hip hop conta com bailarinas com idades entre sete e 17 anos, amantes do gênero cultivado por elas com muita tradição e profissionalismo. Cada episódio mostra as garotas em seus treinamentos e dedicação para vencer as competições, e culmina com uma “luta” frente a suas rivais.

Nesta terceira temporada, Miss D terá de lidar com novas bailarinas, que precisam de muita prática. E as Dancing Dolls terão de fazer o máximo para impressionar juízes difíceis e vencer rivais poderosas. Agora, o título de ‘melhor bailarina’ é concedido pela Battle Royale e todas farão o possível para conquistá-lo.

Em A revanche de Neva, ainda brava com Miss D, Neva passa dos limites e isso pode criar problemas para as duas equipes. Miss D é forçada a tomar uma decisão arriscada. E Tina se ofende quando Kayla é ameaçada de ser posta de lado.

24/7, domingo. 20h20

Em Dance Moms, Abby desaparece cinco semanas antes das eliminatórias para a Competição Nacional

Dance Moms, a série de sucesso do Lifetime que conquistou a América Latina e o Brasil, acompanha Abby Lee Miller, a apaixonada e superexigente instrutora de balé da escola que leva seu nome, localizada em Pittsburgh, nos Estados Unidos. Ela dirige sua escola com mão de ferro, mas sempre arruma tempo para ensinar suas jovens e talentosas alunas e também para lidar com as exigências das mães das garotas, que fazem todo o possível para que as filhas realizem seus sonhos profissionais.

Nesta temporada, Abby e sua equipe têm um início difícil; Chloe e Christi desaparecem, sem fazer contato com as meninas, nem com as mães. Depois de um telefonema de Abby, Kalani e Kira voltam ao grupo para ocupar o lugar deixado por Chloe e Christi. A nova safra de episódios inéditos está cheia de danças, audições em estúdios competitivos e, claro, os gritos de Abby e as brigas das mães.

No inédito Onde afinal está Abby Miller?, depois da última briga, ninguém sabe do paradeiro de Abby, Kira e Kalani. E as meninas têm apenas cinco semanas para determinar quem ganha uma vaga na Competição Nacional. E Nia planeja seu próximo número, que inclui pela primeira vez um rap.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.