‘Diário de Uma Busca’, premiado documentário sobre o jornalista Celso Castro, estreia no Curta!



Inédito no canal, a estreia da semana fica por conta de “Diário de Uma Busca”, um retrato político e familiar do jornalista Celso Castro, pai de Flavia Castro, diretora do longa-metragem. A cineasta decidiu reconstruir a história desse militante de esquerda que morreu de forma misteriosa em 1984, depois de um período refugiado no Chile e exilado na França. A polícia tratou o caso como suicídio. Na ocasião, seu corpo foi encontrado junto com o de um amigo na casa de um ex-oficial nazista.

Para ir atrás de memórias do pai com quem pouco conviveu, Flavia Castro apresenta cartas deixadas por ele e entrevistas com figuras que têm uma ligação com aquela época: policiais, legistas, amigos, jornalistas. O documentário revela ainda a experiência da própria diretora durante o período que ela chama de “infância militante”, quando ela e o irmão estavam afastados também da mãe, que era comunista e que acompanhava o marido na fuga do país. “Eu acho que, no Brasil, “Diário de Uma Busca” é um dos primeiros filmes que fala da questão das crianças, dos filhos dos militantes e dos filhos dos exilados. Apesar de não focar nisso, do fio condutor dele ser a história de vida do meu pai e da morte dele, ao longo do filme a gente sente um pouco como era ser filho de militante nessa época. Na verdade, nunca pensei em fazer um filme de homenagem ao meu pai. Eu queria me aproximar da figura dele através do meu amor, da minha subjetividade”, comenta a diretora. O filme vai ao ar na Sexta da Sociedade, dia 26 ás 22h05.

A série “Luz e Sombra – Fotógrafos do Cinema Brasileiro” apresenta a trajetória profissional de Lula Carvalho. Filho de Walter Carvalho, o cineasta é conhecido pelos trabalhos como diretor de fotografia na grande produção internacional “Robocop” e no sucesso nacional da franquia “Tropa de Elite” e “Tropa de Elite 2”. O episódio inédito vai ao ar na Quarta de Cinema, dia 24.

O “A Vida É Curta!” da semana traz uma sequência de filmes feitos em parceria profissional. O programa começa com “Interlúdio”, de Carlos Gerbase e Giba Assis Brasil, que conta a história de amor de um frequentador de supermercado com a caixa do estabelecimento.  “J. Carlos” é o segundo filme da faixa. Projeto de Norma Bengell - que morreu antes do filme ser concluído - em parceria com Silvio Tendler, o roteiro conta a vida do chargista, ilustrador e designer considerado um dos maiores representantes do estilo art déco no design gráfico brasileiro. Encerra a faixa “Marly Normal”, de Fernando Meirelles e Marcelo Machado, em seu início de carreira, em 1983. A produção mostra a vida de uma simples escriturária de São Paulo.

Mempo Giardinelli é o autor da semana na série “Impressões do Mundo”, em mais um episódio inédito, que vai ao ar nesta Quinta do Pensamento, dia 25. Depois de um período de exílio, o escritor argentino retornou ao seu país e fundou uma organização sem fins lucrativos de incentivo à literatura. Além de comentar sobre sua carreira e sobre a ditadura, ele dá detalhes sobre o processo de adaptação de sua obra “Luna Caliente” para a televisão, minissérie do cineasta brasileiro Jorge Furtado. 

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.