Série olímpica inédita do BBC Brasil apresenta a visão dos estrangeiros sobre o Brasil



Nesta semana, estreia Olhares, série original de vídeo da BBC Brasil, produzida para o serviço de notícias internacionais da BBC durante cobertura os Jogos Olímpicos Rio 2016.  Com foco nos estrangeiros que vivem ou estão de passagem pelo Brasil, a produção multimídia tem o objetivo de trazer um novo olhar e uma perspectiva diferente sobre o país e seus habitantes. Os episódios podem ser assistidos no site bbcbrasil.com, no Facebook, no canal de YouTube da BBC Brasil e no BBC World News – canal de TV de notícias internacional da BBC – presente no Brasil e outros países.

As gravações dos programas acontecem durante as Olimpíadas Rio 2016, quando a cidade recebe um grande número de visitantes de todos os continentes, e muitos estão tendo contato com o país e seu povo pela primeira vez. “Para a equipe da BBC Brasil, o que causa surpresa, estranhamento e interesse na visão dos estrangeiros serve para entendermos a cultura deles, mas também para nos revelar aspectos da nossa própria cultura, sob um olhar diferente”, explica a Diretora de Redação da BBC Brasil, Silvia Salek. “Às vezes, aspectos óbvios do cotidiano acabam passando despercebidos”.

Olhares faz parte do projeto da BBC Brasil de ampliar a produção audiovisual com foco nos dispositivos móveis, com duração e legendas para serem assistidos com facilidade em celulares, por exemplo. Segundo Silvia Salek, “O acesso aos conteúdos da BBC Brasil por celular já representam metade da audiência”. O impacto da BBC Brasil tem aumentado significativamente ao longo do último ano. Seu site bbcbrasil.com alcançou 20,1 milhões de usuários únicos em junho de 2016 (Fonte: ComScore).

Visitantes do Reino Unido estão no episódio de estreia de Olhares

O Reino Unido é tema do primeiro programa, com o casal inglês Tanya e David Lindsey. Eles chegam ao Rio para passar lua de mel. Casados há apenas um mês, os dois são praticantes de jiu-jítsu e tinham curiosidade de conhecer o país onde o esporte nasceu. Além disto, ela veio trabalhar como médica voluntária no Centro Aquático durante os Jogos Olímpicos.

No caminho entre o aeroporto internacional e a Barra da Tijuca, eles ficam espantados com a grande diferença social de regiões como o Conjunto de Favelas da Maré, na Linha Vermelha, e os belos pontos turísticos da Zona Sul. "É uma diferença marcante", diz David. "Parece que você está em outra cidade."

Alemanha e Senegal nos próximos programas

Um pintor alemão que mora na favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, e quase foi baleado por um policial ao ter seu pincel confundido com uma arma está no segundo episódio. O terceiro programa apresenta uma comerciante senegalesa que trabalha nas ruas do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.