HISTORY revela a origem e mitos dos Cavaleiros Templários em nova série


History estreia série original "Temporários". (Divulgação)
Vestidos com uma túnica branca com uma cruz vermelha no peito, os Cavaleiros Templários formavam uma ordem religiosa e militar criada para proteger a vida dos cristãos que peregrinavam a Jerusalém, na Idade Média.  Militarmente eram reconhecidos entre os melhores guerreiros que fizeram parte das Cruzadas. Seu poder e seu tamanho cresceram rapidamente, chegando a ter um contingente de 15 mil homens, despertando uma série de desconfianças e especulações. Após a erradicação da Ordem do Templo pelo Papa Clemente V, em 1312, as lendas e mitos sobre esses monges não pararam de crescer, criando uma profunda curiosidade até os dias atuais. A estreia está marcada para o dia 12, segunda-feira, ás 21h45.

De 12 a 15 de setembro, o HISTORY exibe sua nova série original Templários, levando para a TV de forma magistral a história da Ordem do Templo na Península Ibérica durante a Primeira e a Segunda Cruzada. O telespectador será transportado para suas origens e para os acontecimentos que, ao final do século XI e começo do XII, criaram uma nova forma de pensar e impulsionaram a proliferação de um novo modelo: os monges guerreiros.

A série se concentra especialmente na influencia da Ordem na criação de Portugal, bem como nas primeiras Cruzadas, e no impacto que provocaram numa Península Ibérica mergulhada em plena Reconquista. A cada episódio, Templários conta o processo realizado para tornar-se portador da preciosa túnica branca com a cruz vermelha no peito, e também mostra como uma pessoa dessa época podia se converter em um homem ilustre, um fanático religioso ou uma máquina de matar.

A série, de seis episódios, conta as histórias de personagens célebres, como Bernardo de Claraval, o eclesiástico mais relevante do século XII e cuja influencia superava a do Papa em Roma; Alfonso Henriques, que depois se tornaria Alfonso I de Portugal, o primeiro rei do reino recém-criado, e sua mãe Dona Teresa, que chegou a lutar contra o próprio filho pela coroa portuguesa; Gualdim Pais, o mais importante mestre da Ordem do Templo em Portugal; e Hugo de Payns, fundador da Ordem do Templo, entre outros.

Templários abordará as grandes batalhas e perseguições que deram fama à Ordem, a origem de muitos de seus mitos, a busca pelo conhecimento, a luz e os segredos mais obscuros do Templo. Com a ajuda de importantes especialistas, historiadores e reconhecidos romancistas, a série mostra como era a mentalidade daquela época e o que movia e motivava os Cavaleiros Templários.

No episódio de estreia, Por sua culpa, às 21h45, no final do século XI, a fria Europa entra em convulsão. O fanatismo religioso e as profecias sobre o final dos tempos provocam um surto de violência sem precedentes. Milhares de crentes buscam a salvação se alistando na Cruzada contra o inimigo muçulmano. Recuperar os Locais Sagrados de Jerusalém torna-se uma obsessão.

13/9, terça, 21h45 – No episódio intitulado Nove, é o ano 1118, os Cruzados conquistaram Jerusalém e o novo reino cristão na Terra Santa se prepara para o contra-ataque do Islã. As tropas que defendem a cidade são realmente escassas e os peregrinos que vêm visitar os Locais Sagrados são atacados sem piedade.

14/9, quarta-feira, 21h – No primeiro episódio de hoje, Para que não se esqueça, é o ano 1134, e a Península Ibérica está em plena Reconquista. Depois de ter vencido 26 vezes os almorávidas, Alfonso I, rei de Aragão, já é conhecido como "o Guerreiro". Hoje ele enfrenta sua última batalha. No leito de morte, ele doa todos os bens de seu reino à Ordem dos Templários. Em seguida, em Batalha de Ourique, é o ano 1139, e o jovem Alfonso Henriques comanda uma batalha que invade o território muçulmano. Surpreendidos por um forte contingente árabe, os guerreiros tratam de salvar suas vidas entre as florestas repletas de inimigos.

15/9, quinta-feira, 21h – Em Campus Stellae, Gualdim Pais, com apenas 20 anos, participou na famosa batalha de Ourique. Criado como escudeiro de D. Afonso Henriques, sua habilidade com as armas fez com que o rei, emocionado, o nomeasse cavaleiro no próprio campo de batalha. A seguir, no último episódio. O santo Graal, apenas um dos nove cavaleiros originais permanece vivo. Gualdim Pais vai conhecê-lo durante o cerco à cidade de Gaza. Ninguém consegue explicar por que o Grão-Mestre da Ordem dos Templários ordena que Gualdim volte para Portugal e consolide, a qualquer custo, as posições do Templo neste novo reino.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.