'Pai Herói' marca a estreia de Janete Clair está de volta no VIVA


Pai Herói está de volta ao canal viva. (Divulgação)
Há 37 anos estreava "Pai Herói", uma das novelas mais emblemáticas de Janete Clair. A partir de 17 de outubro, o folhetim substitui "Laços de Família" e marca o primeiro trabalho da autora no canal Viva.

"Maga das Oito", "Nossa Senhora das Oito", "Usineira de Sonhos". Foram muitos os codinomes que Janete recebeu devido ao sucesso estrondoso de suas obras. Um estilo arrebatador, com histórias envolventes e baseadas na realidade dos brasileiros, que consolidou a carreira da escritora, considerada um dos nomes mais representativos da teledramaturgia do país. A cada novela, a mineira conquistava mais o telespectador e a audiência batia recordes. Em 1979, foi a vez de "Pai Herói" ocupar o horário nobre da Globo. Protagonizada por Tony Ramos, a novela virou um fenômeno nacional e dominou as TVs pelo Brasil.

A trama central é a busca de André Cajarana (Tony Ramos) pelas verdades do passado de seu falecido pai, Malta Cajarana. Da fictícia Paço Alegre, em Minas Gerais, a Nilópolis, no Rio de Janeiro, a sede de vingança move o protagonista, que só tem uma missão: inocentar e honrar o nome de seu pai. Ao longo da produção, ele divide-se entre o amor de duas mulheres distintas: Carina (Elizabeth Savalla) e Ana Preta (Glória Menezes), personagens icônicas na trajetória profissional das atrizes. Enquanto a primeira é dançarina de balé, a outra é dona de uma casa de samba. Essa é apenas uma das diferenças que formam as personalidades das duas e que encantam André.

O caminho de André também é cruzado pelas armações do padrasto Bruno Baldaracci, interpretado por Paulo Autran, que estreava em novelas. Carlos Zara também vive um antagonista na trama: o inescrupuloso César Reis, seu primeiro personagem na emissora. A novela marca ainda as estreias de Jorge Fernando e Regina Dourado.

Beatriz Segall, Carlos Kroeber, Cláudio Cavalcanti, Dionísio Azevedo, Elza Gomes, Emiliano Queiroz, Fernando Eiras, Flávio Migliaccio, Ivan Cândido, Jonas Bloch, Lélia Abramo, Lima Duarte, Lajar Muzuris, Maria Fernanda, Maria Helena Velasco, Manfredo Colasanti, Monah Delacy, Nádia Lippi, Nildo Parente, Osmar Prado, Paulo Gonçalves, Reinaldo Gonzaga, Rosamaria Murtinho, Suzana Faini, Thaís de Andrade e Yara Lins completam o elenco. A história traz, ainda, temas como: esquizofrenia, exploração da fé, celibato e amores conturbados.

A canção "Pai", na voz de Fábio Jr., é trilha de abertura da novela e se consagrou como hit na época. A novela tem direção de Walter Avancini, Roberto Talma e Gonzaga Blota.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.