“Clubversão” ganha novos episódios pelo CINEMAX a partir desta segunda



Os novos episódios da série Clubversão, com produção da Polar Filmes e exibição exclusiva no canal Cinemax, estreia em 14 de novembro, às 21h45. Após o sucesso da primeira temporada, a série traz importantes nomes da música brasileira para dar continuidade à missão de criar uma nova leitura para uma canção já conhecida em apenas um dia.

Composta por 13 episódios, de 30 minutos cada um, Clubversão acompanha o processo criativo que acontece no estúdio, desde o primeiro encontro dos artistas e músicos convidados com os produtores musicais até a gravação das bases, vozes e a execução da nova versão da música.

O episódio “Baby do Brasil e Seu Jorge" (estreia 14 de novembro) apresenta o novo frescor que os dois cantores deram para a emblemática canção “Qualquer Coisa”, de Caetano Veloso. Em seguida, “Gaby Amarantos e Gui Amabis” une os variados tons, referências e sotaques dos artistas para interpretar “Ponteio”, de Edu Lobo, dando a ela uma roupagem diferente.

“Maria Gadú e Filipe Catto” (estreia 21 de novembro) traz  um encontro cheio de energia, em que os dois fazem a versão de um dos maiores sucessos do The Doors, “Touch Me”. Na sequência, “João Donato e Nina Becker” exibe a reinvenção de “Smoke Gets in Your Eyes”, de Jerome Kern e Otto Harbach, que teve a versão de maior sucesso gravada pelo The Platters.

“Wanderléa e Fred 04” (estreia 28 de novembro) apresenta a inusitada mistura de referências da Jovem Guarda e do Manguebeat. Juntos, eles revisitam “A Voz do Morro”, clássico de Zé Keti que exalta o samba dos morros cariocas. Já no episódio seguinte, “Roberta Sá, Davi Moraes e Curumin”, Noel Rosa tem uma de suas principais canções revisitada pelo trio de cantores, que propõe um caminho diferente para o samba inconformado de 1933, “Filosofia”.

“Fernanda Takai e Guilherme Arantes” (estreia 05 de dezembro) traz uma releitura especial do clássico absoluto de Elton John, “Tiny Dancer”. Depois, o episódio inédito “Jeneci, Siba e Bi Ribeiro” recria a atmosfera do sertão impiedoso que cantava Luiz Gonzaga em “Assum Preto”, com a união da sanfona de Jeneci, a rabeca de Siba e o baixo de Bi Ribeiro, acompanhados da percussão de Thomas Harres.

No episódio “Marisa Orth, Rael e Irina Neblina” (estreia 12 de dezembro), as cantoras e o rapper recontextualizam de maneira improvável e bem-humorada a polêmica música “Jorge Maravilha”, de Chico Buarque. Em seguida, “Domênico, Laura Lavieri e Luiz Carlini” mostra o trio de músicos reunido para uma releitura de  “Psycho Killer”, do Talking Heads.

“Fagner e Ava Rocha” (estreia 19 de dezembro) exibe um encontro emocionante, no qual os artistas dão nova cara para “Volver a los 17”, de Violeta Parra, canção que foi banida durante o governo de Pinochet e ficou conhecida na voz de Mercedes Sosa. Logo depois, “Dado Villa Lobos, Roberta Campos e Gustavo Garde” apresenta uma nova roupagem para “Virgínia”, dos Mutantes.

O episódio “Ney Matogrosso e Marina de la Riva” (estreia 26 de dezembro) encerra a nova temporada de Clubversão, com uma nova interpretação para a composição “Por Una Cabeza”, de Carlos Gardel.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.