Curta! tem estreias exclusivas: "Andy Warhol"e "As Incríveis Artimanhas da Nuvem Cigana"


Estreias na programação dos canais. (Divulgação)
No mês em que completa quatro anos no ar, o Curta! presenteia a audiência com conteúdos nacionais e internacionais exclusivos. Nesta semana, estreia na Quinta do Pensamento, dia 24, às 22h30m, o documentário “As Incríveis Artimanhas da Nuvem Cigana”. Com direção de Paola Vieira e Claudio Lobato, o filme traz a trajetória do coletivo “Nuvem Cigana”, grupo de amigos formado por poetas, arquitetos, artistas visuais, músicos e jornalistas, que buscou ocupar espaços públicos com arte durante a ditadura militar. O longa é uma coprodução Diversão e Arte/Synapse e terá sua primeira janela de exibição no Canal Curta!, após ser selecionado pelo Fundo Setorial do Audiovisual (PRODAV 01/2013).

Na Terça das Artes, 22, às 23h, o Curta! exibe  o primeiro episódio da série internacional “Andy Warhol”, dirigida pelo cineasta Ric  Burns, e vencedora de dois prêmios Emmy e um George Foster Peabody Award. Os dois episódios trazem a vida de um dos mais famosos e controversos artistas da segunda metade do século XX, que virou ícone e referência de pop arte ao redor do mundo. Narrado pela artista experimental Laurie Anderson, a série conta com entrevistas de nomes como Irving Blum, Vicent Fremont, Paul Morissey, Donna de Salvo, entre outros. 

Na Quarta de Cinema, a história da emblemática cena de abertura do filme “Cidade de Deus”, batizada de “A Galinha”, é o tema do episódio inédito da série “Grandes Cenas”, apresentada por Matheus Nachtergaele. O roteirista de “Cidade de Deus”, Bráulio Montovani, e o diretor de fotografia, César Charlone, falam sobre a maneira como a cena foi construída, de modo criativo e inovador, além de revelarem a fonte de inspiração a que os cineastas recorreram para chegar ao resultado final. 

Ainda na Quarta de Cinema, a faixa “A Vida É Curta!” da semana exalta a música negra. O primeiro filme é o documentário “Tim Maia”, de Flávio Tambellini. No curta de 1987, o pensamento do ‘síndico’ Tim Maia, numa linguagem antiacadêmica, misturando papo e música, deixando a montagem fluir o swing de Tim. Na sequência, é a vez de “Macau, do jeito que sua alma entende”, de Daniel Tupinambá. O documentário registra o lançamento do primeiro disco de Macau, compositor da lendária canção “Olhos Coloridos”, imortalizada na voz de Sandra de Sá. Em seguida, “Conversa de Botequim”, de Luiz Carlos Lacerda, revela um papo com João da Baiana, o pioneiro sambista brasileiro. Para fechar a quarta-feira musical, “Booker Pittman”, do diretor Rodrigo Grota. O filme mostra a passagem do saxofonista americano pela Londrina dos anos 50. 

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.