Discovery estreia a série Sobre Cães e Homens narrada por Arnaldo Antunes


Nova série narrada por Arnaldo Antunes estreia no canal. (Divulgação)
Companhias constantes dos humanos, os cães dividem 98,8% do DNA com os lobos. Nessa pequena diferença genética, estão as origens de características e comportamentos que transformaram predadores em “melhores amigos do homem”. A partir de quinta-feira, 17 de novembro, às 22h20, o Discovery estreia SOBRE CÃES E HOMENS (Dogs: The Untold Story), série em cinco episódios de uma hora que une ciência a histórias comoventes para decifrar como esses animais domesticados são capazes de desenvolver vínculos emocionais complexos com seus donos.

Na voz de Arnaldo Antunes, narrador dos episódios na versão brasileira, essa superprodução, que visita 24 países, compõe um panorama da evolução da espécie com a ajuda de tecnologia de ponta e os mais recentes estudos acadêmicos da medicina veterinária. As câmeras visitam laboratórios onde são desenvolvidos experimentos sobre comportamento canino e documenta histórias reais de amizade entre cães e pessoas em diferentes partes do mundo. O Brasil está entre os destinos da série, que vem em busca do emblemático lobo-guará, um dos canídeos – ou “parentes selvagens” – mais próximos aos cães domésticos. 

SOBRE CÃES E HOMENS procura explicações sobre como chegamos ao atual estado de colaboração, em contextos sociais e condições geográficas e climáticas tão diversas. O telespectador conhecerá o hotel de luxo para cães em Nova York e as butiques japonesas para bichos fashionistas, assim como a comunidade na República do Congo, onde homens e cães caçam juntos, além do vilarejo africano onde os cachorros alertam para a presença de serpentes.

As histórias reais alternam-se com descobertas vindas de grupos acadêmicos que se aprofundam nos estudos sobre os vínculos entre humanos e cães. Fontes como Emily Blackwell, especialista em comportamento canino da Universidade de Bristol, e Daniel Mills, da Universidade de Lincoln, mostram como a ciência atesta a capacidade canina de entender tanto a conduta de outros cachorros, quanto as expressões faciais e vocais humanas a partir de um complexo código de comunicação: cães são capazes de categorizar as emoções de outra espécie que não é geneticamente próxima a eles.

Há 33 mil anos, eles competiam conosco por alimento e território – quando esses primeiros ancestrais de humanos e cães decidiram unir forças durante a caçada, teve início uma rotina de colaboração que mudaria o curso evolutivo. Desde então, com o passar dos séculos, os cães atuam junto aos humanos para proteção, trabalhos diversos e companhia, colocando seus sentidos – visão atenta, audição e olfato apurados – a serviço de interações cada vez mais sofisticadas.

São mais de 400 raças adaptadas aos mais variados ambientes, temperaturas e estilos de vida – da imensidão gelada do Alasca que os huskies cruzam puxando trenós, ao deserto onde os velozes cães saluki se transformaram em companhia dos beduínos.

Nenhum comentário:

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.