Header Ads

Canal Viva - Destaques da programação de 27 de fevereiro a 05 de março


Destaques da programação Canal Viva. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Viva de 27 de fevereiro a 05 de março. O canal adianta que em maio mês de aniversário estreia duas atrações "Tieta" e "Por Amor" na programação. 

Maio no VIVA: “Tieta” e “Por Amor” estreiam no mês de aniversário do canal

Dois clássicos da teledramaturgia brasileira estreiam em maio no VIVA, no mês em que o canal comemora sete anos: “Tieta” (1989) e “Por Amor” (1997).

“Tieta” é uma das novelas mais pedidas pelos assinantes do VIVA e substituirá “A Gata Comeu” (15h30) a partir de 1º de maio. Um dos principais folhetins de Aguinaldo Silva – com parceria de Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares – chega ao canal com personagens emblemáticos, como a protagonista, eternizada por Betty Faria, e sua irmã, a caricata Perpétua de Joana Fomm.

Já “Por Amor” entra no lugar de “Pai Herói” (23h30) no dia 8 de maio. A novela de Manoel Carlos completa 20 anos e ganha mais uma exibição do canal. A primeira foi em 2010, quando fez sucesso nas tardes do VIVA e garantiu o 1º lugar no total de indivíduos e no público adulto durante seu horário principal (16h30). Comparado ao período de estreia no canal, o potencial de alcance da novela cresce 126%. *

VIVA tem programação especial em homenagem ao Dia da Mulher
segunda-feira, dia 27 de fevereiro, às 8h

O Dia da Mulher ganha homenagem no VIVA! Comemorada mundialmente em 8 de março, a data terá programação especial no canal com dez edições do “Bem Estar”, cinco episódios do “TV Mulher” e a exibição da entrevista de Regina Duarte ao “Damas da TV”.

O especial começa no dia 27 de fevereiro com o “Bem Estar”. 10 programas que abordam temáticas femininas vão ao ar nas manhãs do VIVA, de segunda a sexta, às 8h. A edição de estreia tem como convidados a fisioterapeuta Dra. Débora Pádua e os ginecologistas Dr. José Antônio Marques e Dr. Nilson Roberto de Melo. Os especialistas esclarecem os mistérios e as verdades sobre a saúde da mulher, explorando questões como ciclo menstrual, cistos, endometriose e incontinência urinária. A seleção de episódios vai ao ar até 10 de março, com debates variados. Os programas reúnem assuntos que englobam: mitos da beleza, dieta detox, queda de cabelos, pílula anticoncepcional, tecnologia dos cosméticos, seios, maquiagem, coração e gravidez.

Globo de Ouro Palco Viva Samba – Especial Carnaval (Cinco Episódios)
segunda-feira, dia 27 de fevereiro, na faixa das 16h

A segunda-feira de carnaval tem programação especial com a exibição de cinco edições do “Globo de Ouro Palco VIVA Samba”, que celebram o centenário do gênero musical mais genuinamente brasileiro. O especial tem apresentação da dupla Taís Araújo e Cauã Reymond.

No programa, a história do samba é comemorada com interpretações de mais de 50 artistas, de todas as gerações. Os números musicais vão desde clássicos como “Pelo Telefone”, primeiro samba registrado, até hits contemporâneos e antológicos sambas-enredo, além de promover encontros especiais.

Gravado na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, o programa reúne a nata do samba e grandes nomes da música brasileira: Alcione, Alice Caymmi, Anitta, Arlindo Cruz, Áurea Martins, Baby do Brasil, Beth Carvalho, Diogo Nogueira, Dudu Nobre, Elza Soares, Erasmo Carlos, Fernanda Abreu, Ferrugem, Frejat, Fundo de Quintal, João Cavalcanti, Jorge Aragão, Leandro Sapucahy, Luiz Melodia, Mãeana, Marcos Valle & Azymuth, Maria Gadú, Maria Rita, Mariene de Castro, Martinho da Vila, Mart’nália, Molejo, Moyseis Marques, Orquestra Imperial, Pedro Luís, Pedro Miranda, Péricles, Preta Gil, Revelação, Roberta Sá, Sandra de Sá, Serjão Loroza, Sorriso Maroto, Teresa Cristina, Thiaguinho, Velha Guarda da Portela, Wilson das Neves, Xande de Pilares, Zeca Pagodinho e Zélia Duncan.

Zorra Total
quarta-feira, dia 1º de março, na faixa das 22h

Milton Gonçalves interpreta Pimenta, um pai de santo que visita o casal Fernandinho (Lucio Mauro) e Ofélia (Claudia Rodrigues). As pérolas já começam quando o convidado é apresentado à moça: “Você é do ‘cão’domblé’?”, pergunta Ofélia, associando os cachorros à religião. O bate-papo tem confusões hilárias e promete muitas risadas.

Em “Rosto a Rosto”, Alberto Roberto (Chico Anysio) recebe Susana Vieira. O apresentador galanteia a entrevistada durante todo o programa, mas ela leva tudo na brincadeira e relembra momentos marcantes da carreira como a novela “Anjo Mau”.

Damas da TV
sábado, dia 4 de março, às 10h30

Joana Fomm fala sobre Perpétua, de “Tieta”

Há mais de cinquenta anos, Joana Fomm começava a escrever sua história na televisão. Em entrevista ao “Damas da TV”, gravado em 2013, a mineira de Belo Horizonte lembra papeis que a consagraram, como Perpétua, de “Tieta” (1989) – que estreia em maio o VIVA -, e Yolanda Pratini, de “Dacin’ Days” (1978).

Em “Tieta”, ela interpretou a vilã caricata, irmã da protagonista vivida por Betty Faria. A beata da fictícia cidade de Santana do Agreste é um dos personagens mais queridos por Joana, pois deixou a timidez de lado, investiu no humor e somou características circenses à personagem: “Perguntei como eram as ‘perpétuas’ para o pessoal que tinha trabalhado no Norte e tive informações valiosíssimas. Elas eram insuportáveis! Foi muito importante saber como elas eram fisicamente e juntar com o texto sensacional. Eles queriam que eu levasse a sério, mas lia o roteiro às gargalhadas. Não podia fazer sério uma coisa tão engraçada.”. E continua: “Montei a Perpétua, que tinha uma loucura, e identifiquei um lado meio circense. Não tinha tentado isso antes por causa da minha timidez. Deu tão certo, que a novela toda seguiu esse caminho e foi um sucesso”, revela.

Sobre “Dancin’ Days”, Joana diz que adora ver a briga entre sua personagem e a de Sônia Braga, sua irmã na trama. Ela conta que essa foi uma de suas novelas preferidas, e ressalta um dos pontos fortes: trabalhar com a parceira. “Ela me dava um amparo. Em muitas cenas com diálogos enormes, quando eu esquecia alguma coisa, ela dizia meu texto e eu entrava no dela.”.

A veterana, que já trabalhou com profissionais de peso, conta que só se reconheceu como boa atriz quando foi elogiada pelo diretor e ator Zbigniew Ziembinski. “Eu não sabia que era boa. Hoje em dia, sei. Mas, naquela época, mal sabia que era atriz. Lembro que ele me convidou para jantar e disse que eu precisava botar na cabeça que era boa.”. Questionada sobre sua preferência quando o assunto é personagem, ela escolhe as vilãs: “Personagem mau tem a vantagem de te dar uma liberdade total. Ele pode ser tudo, ele é tudo! Para mim, fazer personagem boazinha é difícil porque sou assim, então não posso fazer muitas coisas.”.

Especial de Fim de Ano Roberto Carlos – 1990
sábado, dia 4 de março, na faixa das 21h30

A partir de 4 de março, o VIVA exibirá seis especiais de fim de ano do Roberto Carlos, que foram ao ar de 1990 a 1995, na Globo.

Nos números, o Rei divide o palco com grandes nomes da música brasileira como Cássia Eller, Chico Buarque, Daniela Mercury, Erasmo Carlos, Fábio Jr, Fafá de Belém, Fagner, Frejat, José Augusto, Leandro & Leonardo, Sandy & Junior, Wanderléa, entre muitos outros.

Na estreia do especial, o canal recorda o programa de 1990. Intitulada como “Verde é Vida”, a edição tem como tema a preservação do meio ambiente. Gravada no estádio do Maracanãzinho, Rio de Janeiro, a atração contou com números musicais emocionantes como o de Wanderléa com “Foi Assim”. A convidada ainda formou um dueto com o Rei na canção “Ternura”. Em seguida, José Augusto se apresentou com “Aguenta Coração”, tema de abertura da novela “Barriga de Aluguel”, exibida na época. Já com Roberto Carlos, ele cantou “Fera Ferida”.

Gente Inocente
domingo, dia 5 de março, às 10h30

Em 2001, Deborah Secco e Débora Falabella estavam no ar, respectivamente, nas novelas “A Padroeira” (Cecília de Sá) e “Um Anjo Caiu do Céu” (Cuca), quando toparam bater um papo em dose dupla no “Gente Inocente”.

Henrique Ramiro é o primeiro a fazer perguntas. De Deborah Secco, quer saber qual o personagem mais difícil de sua carreira. “Acho que todos são muito difíceis. Em todos tento distanciar ao máximo de mim, sabe? Mas a Íris, de “Laços de Família” (2000), foi muito difícil! Ela era totalmente o meu oposto. Sou mais quieta, enquanto ela não parava… Foi até bom pra Deborah, ganhei um pouco mais de alegria e de movimento com ela.”. Já para Falabella, está curioso para descobrir qual presente um homem tem que dar para conquistá-la. “Acho que tem que ser original. Também adoro flores!”.

Durante o programa, as atrizes são homenageadas e relembram momentos marcantes da carreira. Deborah Secco é surpreendida com o vídeo de sua participação na versão mirim da “Escolinha do Professor Raimundo”, quando interpretou Dona Capituzinha.

Os Anos 80 Estão de Volta
domingo, dia 5 de março, às 18h30

O último episódio da série “Os Anos 80 Estão de Volta” mostra o que de mais importante aconteceu na década na área de humor. Diogo Vilela, Hamilton Vaz Pereira, Marcelo Madureira, Miguel Falabella, Pedro Cardoso e Stella Miranda estão entre os convidados do programa.

Um dos destaques é a geração talentosa de atores como Diogo Vilela, Pedro Cardoso e Débora Bloch, que levaram o humor anárquico para a televisão, com a criação do “TV Pirata”. O “teatro besteirol”, gênero que marcou a época com peças de humor, revelou autores como Mauro Rasi e Vicente Pereira, e consagrou, no palco, atores como Miguel Falabella e Guilherme Karam.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.