Header Ads

NATGEO WILD - Destaques da programação de 20 a 26 de fevereiro


Destaques da programação 20 a 26. (Imagem/Reprodução)
Conheça os destaques da programação do canal NATGEO WILD de 20 a 26 de fevereiro.

SEGUNDA-FEIRA- 20 DE FEVEREIRO

20h15: Perdidos na Tribo - INÉDITO!

EP. 7: Os costumes e roupas ocidentais são completamente abandonados. Na família Menendez, Juliana é picada por um escorpião e Guilherme não está aguentando a pressão. Apesar disso, devem construir uma casa com métodos nada convencionais. Natalia Sackiewick faz um desfile com as mulheres Hamer. A relação entre os Mentawai e a família Oliva melhora e eles vão à cachoeira e ainda ganham um presente da tribo, mas Marco não se sente bem e deixa a tribo para se tratar. Classificação Indicativa: 12 anos.

21h15: Felinos da Tempestade (Storm Cats) –  Semana Garras Afiadas - ESTREIA!

Em uma paisagem onde a chuva é rara, violenta e rápida, os grandes felinos da África vivem uma vida previsível como mestres da terra a qual eles são adaptados. Mas então, por oito intensas semanas, tempestades violentas transformam seu mundo, acabando com sua rotina. Eles não podem se dar ao luxo de esperar que a chuva termine. Eles precisam caçar ou morrem de fome. Enquanto o risco de morte é maior que nunca, são grades também as oportunidades para aqueles que as aproveitam. Felinos da Tempestade é um retrato íntimo de leopardos, leões e guepardos sendo levados à extremos pelo poder da natureza. Apenas estes felinos podem se adaptar para sobreviver. Classificação Indicativa: 12 anos.

TERÇA-FEIRA- 21 DE FEVEREIRO

21h15: Planeta Terra: O Retorno dos Leões (Earth Touch Wild Package 2016) – Semana Garras Afiadas - ESTREIA!

Planeta Terra: O Retorno dos Leões - No coração da África, uma nova era está nascendo. Ruanda é uma das menores nações da África e está avançando em direção a um marco importante... está prestes a receber a primeira alcateia residente de leões em vinte e cinco anos. Duas décadas e meia atrás uma brutal guerra civil se alastrou pelo país, matando quase dois milhões de pessoas e acabando com suas vidas selvagens mais icônicas. Até os maiores predadores desapareceram de sua paisagem. As selvas se tornaram fazendas e as planícies ficaram silenciosas. Ruanda trabalhou duro para se recuperar das atrocidades da guerra, ela reconquistou sua paz... e rejuvenesceu sua vida selvagem. Hoje as planícies florescem e grandes rebanhos de antílopes prosperam novamente. É agora um paraíso para qualquer herbívoro, mas ainda tem uma coisa faltando... leões! Ruanda está ansiosamente antecipando a sua primeira reintrodução de leões. Deixando sua terra nativa na África do Sul, sete leões estão fazendo a árdua jornada, viajando milhares de quilômetros até o coração da África. Seu destino é Akagera, o parque nacional de Ruanda. Eles são a última peça do quebra-cabeça que irá completar o rejuvenescimento desta terra. Para Ruanda, eles simbolizam a redenção de uma nação inteira – um país reconstruído e renovado. É um grande caminho pela estrada, mas para os leões esta jornada está apenas começando. Para sobreviver nesta terra estrangeira, os leões terão que superar uma sequência de desafios. O primeiro será andar juntos e formar uma alcateia. Estes leões não são ligados pelo sangue, eles são um grupo aleatório de cinco fêmeas e dois machos, escolhidos por seus genes fortes e não por seus laços familiares. Para dominarem seu novo reino, eles precisarão aprender a caçar como um time e a se apoiarem. A chave para o sucesso para essa reintrodução é uma forte relação entre as leoas que irão caçar e fornecer para o grupo, e os dois machos, que irão protege-las e dar vida a novas gerações. Classificação Indicativa: 14 anos.

QUARTA-FEIRA- 22 DE FEVEREIRO

21h15: Botsuana: Vida de Leão - Semana Garras Afiadas  - ESTREIA!

Botsuana é o lar dos maiores leões do planeta, mas apenas 1 em cada 8 machos chegam à vida adulta. Os filhotes de leão começam sua vida fracos e vulneráveis e as ameaças vêm de todos os lados. Anos são necessários para que se aprendam todas as habilidades necessárias para ser um bom predador, e eles precisam superar muitos desafios para sobreviver. Compreender as políticas do grupo é a primeira lição vital. Observando e aprendendo tudo com suas famílias, jovens leões praticam seus movimentos uns nos outros antes de atacarem presas. Em alguns anos, eles se tornarão caçadores fortes e independentes, ajudando a alimentar o grupo, mas para alguns, os dias estão contados. Quando param de crescer, as fêmeas se tornam as rainhas do grupo, tomando seus lugares ao lado das leoas adultas, mas os machos são banidos – não mais tolerados pelo macho dominante. Eles precisam aprender a se virar sozinhos, em uma perigosa terra de ninguém. Fazer parte de uma fraternidade dá a eles a força de que precisam e que não teriam sozinhos. Juntos, eles conseguem conquistar um novo grupo – mas só pode haver um rei. Classificação Indicativa: 14 anos.

QUINTA-FEIRA- 23 DE FEVEREIRO

21h15: A Alma dos Felinos (Soul of The Cat) - Semana Garras Afiadas  - ESTREIA!

A maioria das pessoas que conhece um gato domesticado compreende o olhar selvagem nos olhos de seu animal de estimação. Somos nós meros ajudantes alimentando e limpando gatos que vivem suas vidas como se fôssemos contratados por eles? Pensa-se que há mais de 4.000 anos os primeiros gatos foram capazes de nos domesticar, mas pesquisas apontam para 10.000 anos – com o início de tudo não no Egito, mas no Chipre. A datação por radiocarbono nos diz que na China antiga eles começaram a nos usar como produtores (de ratos e camundongos) em nossos silos e armazéns de grãos de trigo, mas o que nos fascina sobre nossos gatos é que dentro de cada um deles está um não tão distante ancestral selvagem que não foi completamente esquecido. Este episódio mostra estes antigos comportamentos em gatos domesticados e em seus primos selvagens e ancestrais, especialmente para traçar este paralelo e explicar para os “proprietários” (se é que alguém realmente pode ser proprietário de um) o que eles estão vendo quando observam seus animais. Usaremos imagens de arquivo de grandes felinos como leões e guepardos caçando mostraremos gatos brincando e caçando. Teremos cenas de gatos saltando, caindo, correndo por árvores como leopardos e todo o comportamento que estamos acostumados a ver em gatos domesticados, mas extraídos exatamente do equivalente selvagem. Classificação Indicativa: 12 anos.

SEXTA-FEIRA – 24 DE FEVEREIRO

21h15: Disputa Animal (Ultimate Rivals: Cat V. Dog) – Semana Garras Afiadas  - ESTREIA!

Caninos e felinos vivem lado a lado na África por centenas de milhares de anos, e eles nunca se entenderam – nem mesmo entre si. Adicione hienas à mistura e elas serão pesadelos de vizinhos, roubando umas das outras, provocando umas às outras, e comendo os filhotes umas das outras. Evitar pode ser a única maneira de ficar vivo. Cães, gatos e o coringa da natureza, as hienas, todos competindo pela sobrevivência. Neste clássico programa, você acompanha a competição pela sobrevivência durante bons e maus tempos nas planícies do sul da África. E este não é apenas um mundo onde “os cães comem os gatos”: leões comem guepardos, chacais comem filhotes de leão, hienas comem qualquer coisa que elas consigam pegar. E ainda assim, um predador ganha de todos. O clima é um inimigo de longa data, derrubando qualquer coisa e qualquer um em seu caminho. Quando a seca chega, a competição fica ainda mais feroz. Nos escondemos entre as árvores com o leopardo, nos mascaramos por trás de arbustos com a leoa, vagamos em grupos com cães selvagens e passamos rápido pelos guepardos, caçar com estes predadores significa matar ou morrer. Significa comer rápido ou morrer tentando. A fome não espera por nenhuma chuva – na África, ou você é um grande felino ou um cão selvagem. Classificação Indicativa: 12 anos.

SÁBADO - 25 DE FEVEREIRO

21h15: Destino Selvagem (Wild Canada (In-House) – Semana Garras Afiadas - ESTREIA!

Canadá Selvagem: De costa a costa, das planícies às florestas, dos campos às pradarias e às geladas paisagens do Ártico, a notória vida selvagem do Canadá precisa competir para sobreviver. Trazendo algumas das mais empolgantes histórias dos quatro episódios da série, esta compilação irá destacar as lutas pela sobrevivência dos maiores ícones animais do Canadá. Muitas baleias jubarte comem grupos de peixes. Lobos batalham contra bisões na pradaria congelada. Um urso polar e seus filhotes procuram desesperadamente comida. Carneiros-selvagens brigam para acasalar. Águias-douradas caçam filhotes de cabras-das-rochosas. E os ursos-cinzentos engordam na temporada de salmão. Nesta terra de extremos, estes animais vão até os estremos para sobreviver. Classificação Indicativa: Livre.

22h: Destino Selvagem – Episódio inédito!

A Vida em 24 Horas: Campo de Guerra: Montanhas Rochosas: 24 horas da vida nas fabulosas Montanhas Rochosas podem ser difíceis quando o inverno persegue o outono nos vales. Esta é a temporada da rotina, quando grandes animais procuram acasalar, mas a briga fica amarga quando as temperaturas caem e o frio chega. Classificação Indicativa: Livre.

DOMINGO - 26 DE FEVEREIRO

19h: Missão Net Geo (Mission Critical) - Semana Garras Afiadas - ESTREIA!

Vizinhos Leopardos – Quando os fotógrafos da National Geographic são designados a uma tarefa, não é só um trabalho: é uma missão. Cobrindo histórias que são tão urgentes quanto atemporais, eles viajam para todos os cantos do mundo para nos mostrar o que precisamos saber agora para salvar icônicas espécies da extinção, nos proteger, e criar um planeta melhor e mais sustentável. O fotógrafo da National Geographic Steve Winter passou sua vida trabalhando para salvar grandes felinos em extinção através de suas premiadas fotografias. Agora ele aponta sua lente para um grande predador: o leopardo. Neste episódio, Steve leva seus sofisticados equipamentos não para a savana ou para a floresta, mas sim para uma das maiores e mais populosas cidades do planeta: a capital financeira da Índia, Mumbai. Aqui, a expansão urbana está engolindo um parque nacional que é o lar de ao menos 21 leopardos. Os animais deixam o parque para andar pelas ruas da cidade, às vezes caçando e matando humanos. Em nenhum outro lugar do planeta predadores vivem tão próximos de uma metrópole deste tamanho. Mas quando os ataques acontecem, o caçador pode se tornar a caça: as mortes retaliatórias de leopardos são apenas um dos motivos para este ser o grande felino mais perseguido. Ainda assim, na maior parte do tempo, incrivelmente, as pessoas e os felinos vivem bem juntos. Steve se aventura dentro da pulsante cidade para captar imagens incríveis que mostram como os leopardos e as pessoas podem coexistir. Embora Mumbai seja uma cidade única, por todo o mundo os predadores que reverenciamos correm risco quando encontram pessoas – desde onças-pardas em Los Angeles a tubarões na costa leste do Estados Unidos. Poderiam os leopardos de Mumbai ser um modelo para aprendermos a viver com estas icônicas criaturas? Ter o “melhor emprego do mundo” não é tão simples quanto parece. Você recebeu uma Missão Nat Geo, e tem apenas uma chance para nos contar a história e fazer a diferença. Classificação Indicativa: 12 anos.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.