Header Ads

Nova série de arte contemporânea do Curta! estreia em clima de Carnaval


O clima de carnaval invade a série do canal. (Imagem/Divulgação)
Na Terça das Artes, 28, às 23h30, o Curta! celebra o Carnaval e abre alas para a arte contemporânea. Em plena folia de Momo, estreia a série inédita e exclusiva “Estados da Arte”, trazendo em seu primeiro episódio, "Celebração", a mostra "Abre Alas" da galeria de arte Gentil Carioca. A inciativa, há 13 carnavais, extrapola as fronteiras da galeria, levando a arte para a rua, em meio a confete e serpetina. Dirigida por Eduardo Goldenstein e produzida pela Aion Cinematográfica, “Estados da Arte” investiga, em seus 12 episódios, a motivação, os pensamentos e as obras de artistas contemporâneos dos mais variados estilos, a partir de temas de peso na produção artística atual. Além de “Celebração”, a série abordará, ainda: “Futuro”, “Coletivo”, “Política”, “Palavra”, “Índio”, “Negro”, “Cidade”, “Natureza”, “Som”, “Feminismo” e “Memória”. A série é financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual (PRODAV 02/2013).

“Celebração” é o tema do primeiro episódio de “Estados da Arte”

Na série “As Canções da Minha Vida”, exibida na Segunda da Música, 27, é a vez do ecletismo do cantor e compositor Di Ferrero. A partir das 23h30, o roqueiro do grupo NX Zero revela que começou a cantar na igreja e surpreende ao falar sobre a importância de Alceu Valença em seu trabalho. “Eu tinha receio de falar para a minha galera rock'n roll que gostava de Alceu, mas com o tempo fui vendo que ele sempre foi muito mais rock'n roll do que a gente”. Di Ferrero interpreta um dos maiores sucessos de Alceu, “Anunciação”, além de trazer versões de “Lugar ao Sol”, de Charlie Brown Jr., "Lithium", do Nirvana, e "Onde Você Mora", do grupo Cidade Negra.

Antecipando o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, o "A Vida é Curta", celebra as mulheres no cinema – e que fazem cinema – durante duas semanas seguidas, a partir da quarta-feira, dia 1º, às 20h. Para começar, “Retrato de Carmem D.”, de Isabel Joffily, sobre uma psiquiatra, que atende os seus pacientes em um consultório no térreo de sua casa, onde também vive sua filha, que sempre nadou na piscina do jardim. O curta foi vencedor do prêmio Aquisição Canal Curta! e Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas de São Paulo em 2015. Depois, é a vez de “Cordilheira de Amora II”, documentário de Jamille Fortunato, que traz a história de uma indiazinha Guarani Kaiowá que transforma seu quintal em um experimento do mundo. O curta conquistou diversos prêmios, entre eles o de “Melhor Curta – Júri Popular no Fest Cine América do Sul”, em 2015. Encerrando a faixa, “Quem Matou Eloá?”, de Lívia Perez. O documentário traz uma análise crítica sobre a espetacularização da violência e a abordagem da mídia televisiva nos casos de violência contra a mulher, a partir da história de Lindemberg Alves, de 22 anos, que, em 2009, invadiu o apartamento da ex-namorada, Eloá Pimentel, e a fez refém por cinco dias.

Na Quinta do Pensamento, dia 2, às 23h, vai ao ar o último episódio da série exclusiva “No Caminho do Bem”. O economista e ambientalista Sérgio Besserman conversa com representantes de diferentes credos e questiona por que ainda vivemos tantos episódios de intolerância religiosa. A produção da Giros é dirigida por Belisario Franca e financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual (PRODAV 01/2013).


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.