Header Ads

A&E - Destaques da programação de 17 a 23 de abril

Destaques da programação A&E. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do canal A&E de 17 a 23 de Abril. O canal estreia a série dramática BULL. Estrelada por Michael Weatherly, a série é inspirada no começo de carreira do doutor, escritor best-seller e apresentador de TV Dr. Phil McGraw.

O canal exibe também o último episódio de Assassino de Mulheres, e episódios inéditos de Acumuladores Compulsivos, Minha Vida Com Síndrome de Down, Escravos da Cientologia, Sem Volta e NCIS: Los Angeles.

17/4, segunda-feira, 23h15

Traumas de infância e riscos à saúde, nos casos inéditos de Acumuladores Compulsivos

A&E apresenta a nova temporada de Acumuladores Compulsivos (Hoarders). Os personagens da série parecem pessoas comuns, mas escondem transtornos que muitas vezes os levam a perder família, amigos, dignidade e também a liberdade. Eles fazem de suas casas ambientes insalubres, pois acumulam objetos que não têm nenhuma utilidade, transformando os espaços em verdadeiros lixões. Muitos estão prestes a serem despejados ou sofrerem intervenção de entidades de saúde pública, em virtude de denúncia de vizinhos incomodados com tamanha sujeira e desordem.

Ao contrário de colecionadores, são pessoas que sofrem do transtorno mental conhecido como colecionismo. Elas têm uma condição patológica séria e participam do programa com tratamento específico para cada caso, sempre com a orientação qualificada de terapeutas, na tentativa de recuperá-las desse transtorno.

No episódio inédito de hoje, a acumulação de Susan chegou a pôr em risco a vida de sua mãe. Quando era criança, Michael foi obrigado por seu pai nazista a comer o rabo de seu animal de estimação. Agora, ele é um acumulador compulsivo e vive com seu cachorro em um espaço diminuto.

18/4, terça-feira, 20h

Comportamento de Cristina sai do controle e amigos ficam preocupados, no inédito de Minha Vida Com Síndrome de Down

Vencedora de um prêmio Emmy de Melhor Reality Estruturado e homenageada pela Television Academy Honors, Minha Vida com Síndrome de Down (Born This Way) (imagem), que mostra a vida de um grupo de jovens adultos com a síndrome, está no ar em sua segunda temporada.

A produção acompanha as histórias de sete jovens do sul da Califórnia junto com seus familiares e amigos: Rachel (33 anos), que trabalha em uma companhia de seguros e sonha em se casar; Sean (22), excelente jogador de golf, esportista e destruidor de corações; John (29), apaixonado pela música e pelo rap, nascido para entreter; Steven (25), um aficionado por cinema que trabalha lavando pratos em um estádio de beisebol em Anaheim, Califórnia; Cristina (26), uma doce e compassiva jovem que trabalha em uma escola secundária e adora o noivo com quem mantém um relacionamento há mais de quatro anos; Megan (23), empreendedora de moda que criou uma marca de roupas e também quer concretizar o sonho de ser produtora de cinema; e Elena (29), uma grande cozinheira que abraça a vida, encantada por dançar e escrever poesia.

Em Grandes expectativas, Megan garante um trabalho em Los Angeles e, quando Brandon se recusa a discutir sobre casamento e filhos, a decisão dela de se mudar fica mais fácil. E num jantar de despedida com seu pai, ela faz perguntas difíceis. O ciúme e o comportamento de Cristina ficam fora de controle, deixando os amigos preocupados. Então, Rachel, Bea e Mariano tentam ajudar.

18/4, terça-feira, 23h15

Em Escravos da Cientologia, ex-integrante conta experiência trágica envolvendo a religião e que o separou de seu irmão

O A&E exibe com exclusividade Escravos da Cientologia (Leah Remini: Scientology and the Aftermath), série de oito episódios apresentada pela atriz, produtora e autora norte-americana Leah Remini (King of Queens), que junto a ex-membros da igreja detalham histórias impactantes de abuso e perseguição, vividas por aqueles que abandonaram a Cientologia e falaram publicamente sobre suas experiências. Leah Remini revela os segredos e o escândalo da Cientologia, mesmo sob o risco de sofrer ameaças, perseguição e invasão de privacidade. Escravos da Cientologia quebra o silêncio do estigma dessa religião, fundada pelo escritor norte-americano Ron Lafayette Hubbard, e cuja doutrina prega que os humanos são seres espirituais imortais.

Filmada em 2016, a série é baseada nas memórias de Leah Remini, “Troublemaker: Surviving Hollywood and Scientology”, publicadas em 2015, e que contam a experiência da atriz criada na cientologia desde pequena, até sua saída pública da instituição, em 2013. O livro narra seu doutrinamento na religião aos 10 anos de idade com sua mãe e irmã, assim como a fase de sucesso de sua carreira em Hollywood e como foi pressionada para promover a religião nesse ambiente. Remini relata o processo de investigação que começou a realizar a partir de diferentes questionamentos sobre as práticas misteriosas e obscuras da Cientologia.

No episódio inédito Auditoria, Aaron e seu irmão gêmeo Collin eram Cientologistas especializados na prática de auditoria. Após anos de silêncio, Aaron vai falar com Leah para contar a tragédia que o separou de Collin, quando foi expulso da religião. O que teria acontecido com ele?

ÚLTIMO EPISÓDIO - 19/4, quarta-feira, 23h

No final de Assassino de Mulheres, Rachel e Josh descobrem novos casos misteriosos

Dividida em oito episódios, a impactante série em formato de documentário Assassino de Mulheres (The Killing Season) foi realizada por Alex Gibney, ganhador do Oscar de Melhor Documentário em 2008 por Um Táxi Para a Escuridão. A docussérie acompanha os documentaristas Joshua Zeman e Rachel Mills enquanto investigam um dos casos mais estranhos de serial killers da atualidade: dez prostitutas mortas foram descobertas em Gilgo Beach, Long Island, em 2010. As autoridades locais suspeitam que os crimes tenham sido trabalho de um serial killer de Long Island, que depois de seis anos continua solto.

Por meio do contato com detetives, jornalistas e parentes das vítimas, Zeman e Mills descobriram pistas que sugerem que Long Island é só o começo e que outros casos de violência em outras cidades não são atos isolados. Revelaram, também, detalhes e segredos que revolucionaram o gênero de documentários sobre crimes. Graças à ajuda de internautas aficionados, Zeman e Mills descobriram uma rede de conexões misteriosas de assassinatos não resolvidos, de Atlantic City a Daytona Beach, mostrando que os serial killers realizam inúmeras buscas a prostitutas usando a internet como ferramenta de caça.

No oitavo e último episódio, Pesadelo americano, com a ajuda de advogados locais e ex-agentes do FBI, Rachel e Josh procuram a oitava mulher desaparecida em Albuquerque, quando descobrem que estão lidando com algo muito mais sinistro do que um serial killer. Depois, voltam a Long Island, onde surge a sombra de um novo assassino.

ESTREIA – 20/4, quinta-feira, 23h15

A&E estreia com exclusividade BULL, série dramática estrelada por Michael Weatherly

Brilhante, impulsivo e encantador, Dr. Bull é um psicólogo e mestre manipulador supremo, combinando como ninguém a psicologia, a intuição humana e os dados da mais alta tecnologia para chegar ao fundo da mente dos jurados, advogados, testemunhas e acusados em cada um dos casos em que atua. Esse é o mote da esperada série BULL, protagonizada por Michael Weatherly (NCIS) como Dr. Jason Bull, que o A&E estreia nesta quinta-feira.

BULL é inspirada no começo de carreira do doutor, escritor best-seller e apresentador de TV Dr. Phil McGraw (que se tornou conhecido ao participar do programa de Oprah Winfrey a ponto de conquistar o seu próprio programa de TV), fundador de uma das empresas mais bem-sucedidas de assessoria e preparação jurídica.

Em sua empresa Trial Analysis Corporation, Bull conta com uma equipe notável de especialistas que o ajudam na tarefa de dar forma, até o último detalhe, às narrativas de seus clientes submetidos a julgamentos. São eles, seu engenhoso ex-cunhado Benny Colón, interpretado por Freddy Rodríguez (The Night Shift, Six Feet Under, Ugly Betty), um advogado que atua como defensor nos julgamentos simulados da empresa; Marissa Morgan, protagonizada por Geneva Carr (Law and Order: Criminal Intent), uma especialista em neolinguística do Departamento de Segurança Nacional; a ex-detetive do Departamento de Polícia de Nova York Danny James, interpretada por Jaime Lee Kirchner (Necessary Roughness, Mercy), uma investigadora dura e altamente confiável; a hacker Cable McCrory, protagonizada por Annabelle Attanasio (The Knick), uma millenial arrogante, encarregada de coletar toda a informação cibernética possível; e Chuck Palmer, interpretado por Chris Jackson (Oz, The Good Wife, Moana), um estilista e ex-jogador de futebol americano, a cargo de tudo relacionado com o aspecto visual e estético dos clientes no momento do julgamento. Deste modo, enfrentando julgamentos de alto risco, com todas as probabilidades contra, a fórmula BULL – um notável conhecimento da natureza humana, três PhDs e uma equipe de primeira classe – gera as estratégias vencedoras para inclinar a balança em benefício de seus clientes.

No episódio de estreia, O colar, Dr. Bull é contratado para ajudar a defender o filho de um milionário, que teve relações sexuais com uma garota traficante de drogas de sua escola. Quando o filho é acusado pelo assassinato da menina, Bull deve usar suas habilidades e tecnologia para descobrir as intenções dos jurados, de seu cliente e de todos os envolvidos.

21/4, sexta-feira, 23h15

Grupo pensa em abandonar Yórdi, mas ele é o único que sabe o caminho para o resgate, no episódio de Sem Volta

O A&E apresenta Sem Volta, série brasileira de ação, carregada de suspense e drama. Na trama, um grupo de 11 montanhistas decide escalar a Agulha do Diabo, na Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro. Aí começa a aventura, numa história repleta de perigos e mistério, em meio à natureza, em que todos lutarão pela própria sobrevivência.

Em 13 episódios, Sem Volta traz cenas de grande impacto, que vão testar os limites dos personagens e o coração do telespectador. O roteiro explora as reações humanas frente aos desafios da natureza e situações drásticas. Com idades entre 16 e 50 anos, os montanhistas embarcam em uma aventura e testarão suas habilidades. No entanto, uma sequência de erros e uma tromba d´água avassaladora fazem com que eles se percam e tenham de passar por uma verdadeira prova de sobrevivência. Na busca por manterem-se vivos, os personagens enfrentam também a natureza humana. E cada decisão a ser tomada pode ser fatal.

Na produção, atores conhecidos da TV brasileira, como Camila Rodrigues, Ângelo Paes Leme, Flávia Monteiro, Heitor Martinez, Nicola Siri, Gustavo Leão, Cláudia Mauro, Silvio Guindane, Roger Gobeth, Guilherme Dellorto, Juliana Schalch, Mariana Molina, Rhaisa Batista e Ivone Hoffmann.

A série foi exibida em janeiro na TV Record, que coproduziu Sem Volta em parceria com o A&E e as produtoras Panorâmica e Chatrone. Pioneira no gênero no Brasil, a produção tem roteiro de Gustavo Lipztein e direção de Edgard Miranda. As filmagens duraram cerca de três meses, em locações nas cidades de Teresópolis, Petrópolis e Casemiro de Abreu, no Rio de Janeiro.

No quinto episódio da série, carregar Yórdi (Sílvio Guindane) se torna cada vez mais difícil. Quando o grupo de montanhistas precisa atravessar um rio, eles querem deixá-lo para trás, mas o guia se recusa a revelar o caminho que os levará até o resgate. Lulli (Mariana Molina) afirma que só há um jeito de transportar Yórdi – mas ele ainda não está preparado para isso.

22/4, sábado, 22h30

No episódio inédito de NCIS: Los Angeles, Callen se passa por paciente em manicômio para desvendar um caso

Nos novos episódios da oitava temporada de NCIS: Los Angeles, os agentes especiais Chris O’Donnell e LL Cool J seguem em sua tarefa arriscada de capturar os criminosos mais perigosos de Los Angeles. Esta temporada é a última com a participação do ator Miguel Ferrer, que trouxe para a tela por muitos anos o personagem de Owen Granger, após sua morte inesperada em janeiro deste ano.

NCIS: Los Angeles é uma série dramática que mostra em detalhes os riscos assumidos por uma divisão de NCIS encarregada de prender criminosos perigosos e fugitivos, que representam uma ameaça para a segurança da nação. Ao assumir identidades falsas e utilizar a tecnologia mais avançada, essa equipe de agentes altamente capacitados trabalha de forma secreta, colocando suas vidas na linha de fogo para alcançar seus objetivos. O agente especial “G” Callen (Chris O’Donnell) é um camaleão que se transforma em quem for preciso para se infiltrar no mundo do crime. Seu companheiro é o agente especial Sam Hanna (LL Cool J), ex-oficial da Marinha dos EUA e que lutou no Afeganistão e no Iraque.

A equipe tem a ajuda de Henrietta “Hetty” Lange (Linda Hunt), encarregada de supervisionar o pessoal e fornecer-lhes todas as ferramentas necessárias, desde as câmeras de micro-vigilância até os veículos. A agente especial Kensi Blye (Daniela Ruah) é a brilhante filha de um oficial assassinado, e que vive para a adrenalina do trabalho secreto. Marty Deeks (Eric Christian Olsen) é um detetive secreto experiente da polícia de Los Angeles, que foi recrutado por Hetty para a equipe. Armada com os mais avançados equipamentos de alta tecnologia e enviada regularmente a situações de perigo. Essa forte unidade se apoia entre si para fazer o necessário para proteger os interesses nacionais.

No inédito desta sábado, O trem maluco, um agente de Segurança Nacional desaparece ao ir atrás de uma célula terrorista que tentava atravessar a fronteira com o México. Callen vai se passar por um paciente psiquiátrico para se infiltrar em um manicômio e descobrir o que teria acontecido com o agente.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.