Header Ads

A operadora regional Algar Telecom prepara também lançamento da sua plataforma online


Operadora Algar prepara lançamento da sua plataforma 'VID+'. (Imagem/Reprodução)
A mineira Algar Telecom também estuda lançar uma plataforma de vídeo pela internet. Chamada VID+, o serviço começará a ser testado entre os funcionários da empresa e com alguns clientes nas próximas semanas. Se tudo correr bem, a intenção é vender um pacote com banda larga e o serviço de streaming na área de concessão da companhia ainda este ano.

“Acredito que será a oportunidade de compor um bundle (pacote) sem a participação da TV linear. O bundle de TV linear, pelo limite do bolso, tende a atrair menos clientes. Enquanto com o OTT conseguimos endereçar um mercado maior e entrar numa faixa de renda de clientes que têm o interesse, mas ainda não são assinantes de nenhum plano [de TV]”, afirmou Márcio da Silva, diretor de negócios de varejo da Algar Telecom. Ele participou do evento NexTV Series, que acontece hoje, 19, em São Paulo (SP).

Para colocar o produto em pé, a Algar realizou uma série de pesquisas e definiu que o posicionamento da marca será mais jovial, sem menção à marca institucional da operadora mineira. Assim, depois de comercializar o pacote banda larga + streaming, a ideia é tornar o serviço independente para que seja acessível no país todo.

“Na primeira fase, que compreende a esse ano, o foco total é na base de clientes da Algar. Depois, numa segunda fase, ainda sem data, a ideia é ter um meio de pagamento e uma forma de esse produto ser comercializado sozinho ou através de parcerias”, contou Silva ao Tele.Síntese.

O preço da assinatura ainda não foi definido. O conteúdo da plataforma foi licenciado da Vubiquity, que detêm direitos para revender programas de 650 estúdios e programadoras, entre os quais, Disney, Fox, Warner Bros, Turner, para exploração digital.

“É um acordo para a distribuição via OTT, que não interfere nos nossos compromissos da TV por assinatura tradicional. A expectativa é ter acesso aos principais conteúdos e que a gente tenha uma janela muito curta entre o lançamento no cinema e o fornecimento em pay per view de um filme. Estamos buscando esse diferencial”, acrescentou.

A Algar, conforme os dados mais recentes da Anatel, referentes a fevereiro, tem 96,8 mil assinantes de TV paga, e vem encolhendo. Em um ano, perdeu 7% da base. Na banda larga fixa, são 502 mil assinantes, com crescimento em 12 meses de 8,75%.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.