Header Ads

Odair José interpreta clássico de Caetano Veloso em série exclusiva do Curta!


Odair José interpreta músicas de Caetano Veloso. (Imagem/Divulgação)
No episódio desta semana da série exclusiva do Curta! “As Canções da Minha Vida”, na Segunda da Música, 10, às 23h30, o cantor e compositor Odair José, famoso pelo seu estilo musical popular-romântico-brega, revela sua trajetória. O músico abre o programa cantando “Uma Vida Só" (Pare de Tomar a Pílula), composição sua e de Ana Maria, conta como se dá seu processo de criação e lembra o período da censura. “A sensação da censura, de você ser proibido de falar determinada coisa da forma como você está falando, é muito ruim. Além da censura do governo, o Odair José era muito proibido pela hipocrisia de uma sociedade totalmente hipócrita. Talvez seja uma das piores censuras. E existe até hoje”, relata o cantor.

Durante o programa, Odair relembra também seu encontro com Raul Seixas, com músicos da Jovem Guarda e da Bossa Nova e apresenta versões de "Corina, Corina" e "Ritmo de Chuva", ambas de Demétrius. Além dessas, interpreta "Alegria, Alegria", clássico de Caetano Veloso e, para ilustrar sua relação com o cantor Ataulfo Alves, canta "Nos Meus Tempos de Criança".

Com 13 episódios, a série “As Canções da Minha Vida” traça um panorama sobre as canções que marcaram e influenciaram o repertório de importantes nomes da música brasileira. Produzida pela Raccord, com direção e roteiro de Bruno Levinson, a série é financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual.

Na Terça das Artes, 11, será exibido o primeiro episódio da série “Andy Warhol”, de Ric Burns. A produção apresenta o retrato de um dos mais famosos e controversos artistas da segunda metade do século XX, através de um compilado de entrevistas gravadas e filmagens raras, cobrindo cinco décadas de sua vida, do final dos anos 40 até sua morte em 1987.

Na Quarta de Cinema, 12, a série "Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro" traz a carreira do diretor de fotografia Luiz Carlos Saldanha, conhecido por ter trabalhando com alguns dos principais nomes do cinema brasileiro e internacional, como Nelson Pereira dos Santos, Wladimir Herzog, Leon Hirszman, Glauber Rocha, Bertolucci, Paolo Brunatto e Antonio Gadez.

Na faixa “A Vida é Curta!”, três produções que apresentam histórias curiosas de diferentes regiões do Brasil: “Contos da Maré”, “A Outra Margem” e “Malha”. O curta “Contos da Maré”, de Douglas Soares, aborda as lendas urbanas, memórias de uma família e do local onde moram.  Já “A Outra Margem”, de Nathália Tereza, conta a história de Jean, um agroboy do Centro-Oeste brasileiro que, num sábado à noite, escuta na rádio local um programa em que as pessoas deixam mensagens de amor. Para finalizar, “Malha”, de Paulo Roberto de Souza Junior, mostra a violenta materialização de um festejo popular, a malhação do Judas, no interior da Paraíba. 

Inédita e exclusiva do canal Curta!, a série “Mish Mash – A Presença Judaica no Brasil” estreia na Sexta da Sociedade,14, às 23h30. A cada semana, serão apresentados dois personagens de origem judaica, suas histórias e contribuições profissionais para o país. O primeiro episódio traz como convidados a escritora Noemi Jaffe, filha de judeus vindos da Iugoslávia, e Jacó Guinsburg, dono da editora Perspectiva. Noemi resgata a história de sua família, que sobreviveu aos horrores da guerra. Um esforço que se estende à sua obra, na qual também está presente a questão do holocausto. Por sua vez, Jacó Guinsburg lembra a infância no Bom Retiro, seu envolvimento com a política, o papel da literatura em sua vida, além da carreira como crítico, professor e editor.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.