Header Ads

Canal VIVA - Destaques da programação de 8 a 14 de maio


Destaques da programação Canal Viva. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Viva de 08 a 14 de Maio.

20 ANOS DE “POR AMOR”: NOVELA ESTREIA NA SEGUNDA
segunda-feira, dia 8 de maio, às 23h30

No ano em que completa duas décadas, “Por Amor” ganha mais uma exibição no VIVA. A partir de segunda, dia 8 de maio, a trama de Manoel Carlos ocupa o lugar de “Pai Herói”, às 23h30, com horário alternativo às 13h30.

A novela enfatiza a multiplicidade de temas delicados, que vão desde o racismo até a bissexualidade, e reúne crônicas do cotidiano como o amor incondicional de uma mãe pela filha. Regina Duarte é a Helena da vez – ao todo, a atriz interpretou três escritas por Maneco – e, assim como na vida real, é mãe de Gabriela Duarte, que vive a personagem Maria Eduarda. Ao longo do folhetim, o autor evidencia ainda mais a questão “o que você faria por amor?” com a polêmica troca de bebês entre as duas.

Ambientada no Rio de Janeiro, com destaque para o Leblon, bairro característico das obras do autor, a produção é composta por personagens emblemáticos. Coube a Susana Vieira eternizar Branca Letícia, a vilã de cabelo loiro platinado e de humor inconfundível. “Por Amor” ainda conta com as armações da descontrolada Laura (Vivianne Pasmanter) para arruinar o relacionamento de seu ex Marcelo (Fábio Assunção) com Maria Eduarda. Já o casal Milena e Fernando, interpretado por Carolina Ferraz e Eduardo Moscovis, virou sensação com as cenas do tórrido romance proibido. Paulo José é o alcoólatra Orestes que, renegado pela filha mais velha, Maria Eduarda, consegue conforto nos braços da mais nova, Sandrinha, papel que revelou o talento de Cecília Dassi – na época com sete anos. A comédia e o drama também são representados por Françoise Forton como a divertida emergente Meg e Regina Braga na pele da batalhadora Lídia.

Com elenco renomado dos estreantes aos veteranos, a novela traz nomes como: Antonio Fagundes, Ângela Vieira, Beatriz Lyra, Carlos Eduardo Dolabella, Carolina Dieckmann, Cássia Kis Magro, Elizângela, Eloísa Mafalda, Marcelo Serrado, Marco Ricca, Murilo Benício, Maria Zilda Bethlem, Odilon Wagner, Otávio Augusto, Tonico Pereira, Umberto Magnani e Vera Holtz. Em “Por Amor”, Ingrid Guimarães, Mônica Martelli e Babi Xavier iniciavam suas carreiras em novelas.

Quando o assunto é trilha sonora, a italiana “Per Amore”, na voz de Zizi Possi, é indissociável à trama e figura entre os principais hits da novela. Outras músicas que repercutiram com a trama: “Só Você” (Fábio Jr.), “Palpite” (Vanessa Rangel), “Nem um Dia” (Djavan), “How Could An Angel Break My Heart” (Toni Braxton), “Fora da Lei” (Ed Motta), “Stay With Me” (Jocelyn Enriquez) e “As Long as You Loved Me” (Backstreet Boys).

“Por Amor” tem direção geral de Paulo Ubiratan e Ricardo Waddington, e direção de Paulo Ubiratan, Ricardo Waddington, Alexandre Avancini, Ary Coslov e Edson Spinello. A trama foi ao ar em 2010, no lançamento do VIVA, e fez sucesso nas tardes do canal, garantindo 1º lugar no total de indivíduos e no público adulto durante seu horário principal (16h30). Comparado ao período de estreia no canal, o potencial de alcance da novela cresce 126%.*.

FAMÍLIA DINOSSAUROS
terça-feira, dia 9 de maio, na faixa das 9h

O episódio “Curso Por Correspondência” traça um paralelo divertido entre um programa de televisão dos dias de hoje, apresentado por um paleontólogo, e cenas da família Da Silva Sauro.

Enquanto o estudioso visita um local supostamente habitado por dinossauros, imagens que contradizem a opinião do especialista são mostradas. Segundo ele, o período jurássico era aterrorizante e os animais, agressivos e perigosos. Para ilustrar as críticas do apresentador, cenas engraçadas, principalmente de Baby aprontando com Dino, são exibidas. “O tricerátops era o mais temido de todos”, comenta o especialista. E a teoria está correta já que o Sr. Richfield era o chefe carrasco de Dino. A maior surpresa do especialista é uma caixa, que ele não imagina que funcionava como a televisão dos dinossauros.

Em seguida, o episódio mostra uma cena do passado: Dino de frente para o aparelho. “Agora, temos TV por assinatura”, fala o chefe da família. Todo animado com a novidade, ele zapeia atrações com o controle remoto.

ZORRA TOTAL
quarta-feira, dia 10 de maio,

Neste episódio, Fernandinho (Lúcio Mauro) tenta, mais uma vez, controlar os comentários constrangedores da esposa, Ofélia (Claudia Rodrigues). O casal recebe Lobinho (Leonardo Brício), filho de um amigo de Fernandinho. Estudante de informática, o rapaz estava aprimorando seus conhecimentos, estudando nos Estados Unidos. Não demora muito para Ofélia fazer uma pergunta inoportuna: “Cadê seu balcão de informações?”. Lobinho estranha a dúvida e diz que trabalha com computação. A situação fica ainda pior, já que Ofélia entende que o convidado acabou de ofende-la com uma palavra chula.

Entre outros destaques do “Zorra Total”: o impaciente Saraiva (Francisco Milani), a dupla Santinha (Nair Bello) e Epitáfio (Rogério Cardoso), Alberto Roberto, e o “Rosto a Rosto” com Alberto Roberto entrevistando Agnaldo Timóteo.

SANDY & JUNIOR
quinta-feira, dia 11 de maio, às 11h

No episódio “Nem Tudo que Brilha É Ouro”, Talita (Talita Cantori) e Duda (Vitor Morosini) se inscrevem para o “Calouro de Ouro”, atração de TV que premiará o melhor candidato com um contrato profissional. Com a ajuda de Boca (Igor Cotrim), que se oferece para auxiliá-los, eles viram ‘Jandy e Sunior’, inspirados em Sandy e Junior. A dupla fica obcecada pela disputa e não para de seguir seus ídolos. Talita e Duda chegam a invadir a casa dos músicos.

Quando Sandy e Junior descobrem o plano das crianças, acham a maior graça e decidem colaborar com os ensaios. No dia da apresentação, ainda dão uma força para os pequenos, cantando junto com eles. A plateia vai à loucura com o show improvisado.

TOMA LÁ, DÁ CÁ
sexta-feira, dia 12 de maio, às 21h

Marília Pêra interpreta Ivone, uma mãe de santo doida, no episódio “Boi Sonso, Marrada Certa”. Mário Jorge (Miguel Falabella), Celinha (Adriana Esteves), Rita (Marisa Orth) e Arnaldo (Diogo Vilela) estão em clima de superstição.

Cismado com os estranhos acontecimentos que têm pairado sobre o Jambalaya, o quarteto recebe uma sugestão de Copélia (Arlete Salles): que uma amiga sua visite o ambiente das famílias, para tentar descobrir o motivo das más energias. É quando Ivone entra em cena. Durante um momento de transe, ela passa mal e vai parar no hospital. Parece que sua chegada trará mais problemas ainda à vida dos casais.

DOBRADINHA GLOBO DE OURO
sábado, dia 13 de maio, a partir das 21h30

Na noite de sábado, o VIVA relembra duas edições do “Globo de Ouro”, comandadas por Claudia Raia e Cesar Filho, que contam com as participações de Roberto Carlos e de consagrados nomes do cenário musical brasileiro.

Roberto Carlos lidera as paradas de sucesso do primeiro programa. “A favorita do mês é do Rei”, diz Cesar Filho, ao anunciar “Se Diverte e Já Não Pensa em Mim”. A atração traz números variados como: Patricia Marx cantando “Certo ou Errado”, Lulu Santos com “Lei da Selva”, Angélica e a emblemática “Vou de Táxi”, e Fábio Jr. com o hit “Caça e Caçador”. Na vez de Wando, Claudia Raia descreve o cantor como “o artista que faz tudo por amo”.

Na edição seguinte, Roberto Carlos abre o “Globo de Ouro” com “Se o Amor se Vai”. “Ninguém canta o amor como ele”, comenta o apresentador Cesar Filho. O programa reúne destaques como as apresentações de Gilberto Gil, Rita Lee, Oswaldo Montenegro, Os Paralamas do Sucesso e Simone.

DONOS DA HISTÓRIA
domingo, dia 14 de maio, às 18h30

Antes de descobrir a vocação como autor, Aguinaldo Silva era jornalista. Para as câmeras do VIVA, o convidado da semana recorda momentos marcantes da trajetória profissional, comenta obras e personagens icônicos – como “Tieta” (1989), no ar no canal – e descreve sua história de vida desde Carpina, em Pernambuco.

O estilo de criação de Aguinaldo em suas obras tem marcas registradas: as vilãs icônicas e o realismo fantástico. Ao programa, comenta a inspiração para a criação de uma de suas principais antagonistas: Nazaré Tedesco (Renata Sorrah), de “Senhora do Destino” (2004), em exibição no “Vale a Pena Ver de Novo”, na Globo. “Quando resolvi criar a Nazaré, precisava de uma vilã que fosse poderosa e, ao mesmo tempo, bem humorada, engraçada, para cima. E, claro, que fizesse as maiores sandices! Ela mata três ou quatro pessoas. Preciso me apoiar, me inspirar em alguém. Então, tinha uma figura na vida real na qual me inspirei vagamente, mas no que me inspirei mesmo foi nos desenhos animados do “Tom & Jerry”. Aquele negócio do gato que faz de tudo para acabar com o rato, mas sempre se dá mal. A Nazaré é um pouco assim, ela faz tudo para destruir a Maria do Carmo (Susana Vieira), já que ama realmente a filha que roubou. Só que ela nunca consegue chegar lá.”. O autor ainda destaca o final da personagem como emblemático. “Ela se joga porque percebe que nunca vai ganhar. É o único momento triste dela. O problema é que a gente não sabe se ela morreu ou não… Era uma personagem bem humorada até na morte!”, brinca Aguinaldo.

O programa conta com depoimentos de atrizes que fazem parte da carreira do autor: Renata Sorrah, Lilia Cabral e Betty Faria.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.

Adblock Detectado

Você gosta desse site? Então, desative seu bloqueador de anúncios.

Se você quer que este site continue no ar é necessário que você desative o bloqueador.

Muito obrigado, O Universo da TV!

×