Header Ads

Canal VIVA - Destaques da programação de 29 de Maio a 04 de Junho


Destaques da programação Canal Viva. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação Canal Viva de 29 de maio de 4 de junho.

SANDY & JUNIOR
segunda-feira, dia 29 de maio, às 11h

A previsão de uma “noite de lua azul” coloca toda a galera do Cema (Centro Educacional Mário de Andrade) em polvorosa e com os corações abertos para o amor.

No episódio “Ciranda Cirandinha”, este fenômeno raro é motivo para a realização de uma festa. A turma realiza um sorteio que define os pares da noite. Na hora da escolha, Junior não está presente e fica de fora. Ele nem se importa, porque está andando nas nuvens por causa da professora Ana (Tatiana Thome). O músico a convida para o evento. Ela aceita, mas, para decepção de Junior, aparece com Miguel (Marcos Damigo). Já Sandy forma par com Gustavo (Paulo Vilhena), o que deixa Patty (Fernanda Paes Leme) toda enciumada.

SAI DE BAIXO
terça-feira, dia 30 de maio, às 21h

O clima cinematográfico baixa no apartamento do Largo do Arouche em “Luz, Câmera, Armação!”. No episódio, que conta com a participação especial do ator Roberto Battaglin, Vavá (Luis Gustavo) está com uma filmadora na mão e uma ideia na cabeça: quer fazer um filme e escolhe Magda (Marisa Orth) como protagonista.

Em um ensaio, na rua, Magda é atropelada por Ivo Torres, um famoso ator de telenovelas interpretado por Battaglin. Caco (Miguel Falabella), pensando em tirar proveito da situação e ganhar um bom dinheiro, sugere que Ivo atue na produção dirigida por Vavá.

A DIARISTA
sexta-feira, dia 2 de junho, na faixa das 21h30

Em “Aquele do Dinheiro”, Marinete (Claudia Rodrigues) é contratada para um serviço na casa de Rúbio (Chico Anysio), um viciado em dinheiro e jogo. A diarista passa o dia inteiro com sua bolsa a tiracolo. Dentro, uma quantia que ela achou e nem imagina ser de uns assaltantes.

A confusão aumenta quando Nete esconde a grana no vaso de samambaia da sala e desce para comprar pão. Na volta, ela se dá conta de que a planta sumiu. A patroa, esposa de Rúbio, devolveu à vizinha. Marinete e Rúbio invadem a casa de Ruth, a dona da planta, em busca do dinheiro perdido, e causam uma série de confusões.

ESTAÇÃO GLOBO
sábado, dia 3 de junho, às 12h

Ivete Sangalo abre o programa com a animada “A Galera”. Depois de sacudir a plateia, ela convida a dupla sertaneja Bruno & Marrone, que canta “Pra Não Morrer de Amor”. O pagode também ganha destaque no palco da atração com o Sorriso Maroto, que escolhe o hit “Tenho Medo”. Em seguida, os mineiros do Skank se apresentam com “Seus Passos” e “Não Vou Ficar”, em parceria com Ivete.

Nesta edição do programa, é a vez do ator Lázaro Ramos pedir uma música para a apresentadora: “canta Luiz Caldas!”. Ivete não só acata o desejo do amigo, também baiano, como chama o próprio Luiz Caldas ao palco. Juntos, soltam a voz com as clássicas “Fricote” e “Haja Amor”.

A edição conta com mais convidados: Calcinha Preta, Alcione, Cheiro de Amor, Leonardo e Sandy & Junior. Ivete se empolga e canta com a dupla o sucesso “Enrosca”.

GENTE INOCENTE
domingo, dia 4 de junho, às 10h30

Em 2001, Mauricio Mattar fazia sucesso na pele de Dom Fernão de Avelar, na novela “A Padroeira”, quando enfrentou as “ferinhas” do “Gente Inocente”.

“Como você se sente sendo um vilão pela primeira vez?”, pergunta Pedro Lucas. “Em primeiro lugar, fico feliz de poder fazer um trabalho diferente de tudo aquilo que já fiz. Na verdade, esse vilão está trazendo uma alegria enorme, porque a resposta que estou tendo do publico é totalmente diferente das que já recebi”, explica o convidado.

Quando as crianças perguntam se ele se acha bonito, Mauricio responde: “Acredito que eu reúna algumas qualidades, lógico, também tenho defeitos, mas gosto de ser bonito pelo que sou por dentro. O físico vai envelhecer… se não tivermos algo bacana no interior para ficar, você passa e a beleza vai, e não cultivou nada. Ai passou tudo e você não serviu para nada nessa vida.”.

DONOS DA HISTÓRIA
domingo, dia 4 de junho, às 18h30

O universo ficcional de Benedito Ruy Barbosa é vasto: desde as tramas rurais brasileiras até as histórias das paixões quase impossíveis e as sagas familiares. Com 86 anos, mais de 50 dedicados à carreira, o autor também tem seu perfil marcado pela criação de heróis que conquistam o público. Benedito é natural de Gália, interior de São Paulo. Seu primeiro livro foi Fogo Frio, que virou peça teatral em 1959. Em seguida, iniciou a carreira como jornalista e roteirista.

Como novelista, passou pelas emissoras Excelsior, TV Tupi e Record. Em 1971, foi contratado como assessor especial pela TV Cultura e assinou a obra “Meu Pedacinho de Chão”, coproduzida com a Globo. A história virou remake em 2014, também pelas mãos de Benedito. Ainda na década de 1970, o autor escreveu “O Feijão e o Sonho” (1976), “À Sombra dos Laranjais” (1977) e “Cabocla” (1979). Em 1986, estreou um dos principais sucessos de sua carreira: “Sinhá Moça”. A trama ganhou remake vinte anos depois.

Em 1990, após uma breve passagem pela Rede Manchete com “Pantanal”, Benedito retornou a Globo e se consolidou como um dos transformadores da teledramaturgia brasileira inserindo de vez o ambiente rural nas novelas. Entre seus clássicos: “Renascer” (1993), “O Rei do Gado” (1996), “Terra Nostra” (2000), “Esperança” (2002) e “Velho Chico” (2016).

“FERA RADICAL” ESTREIA DIA 5 DE JUNHO
segunda-feira, dia 5 de junho, às 14h30

Um grande sucesso dos anos 1980 chega ao VIVA em junho: “Fera Radical” (1988). Escrita por Walther Negrão – com colaboração de Luiz Carlos Fusco, Ricardo Linhares e Rose Calza -, a novela tem a vingança como enredo principal e figura a lista das 10 mais pedidas pelos assinantes do canal, desde 2013. O folhetim estreia dia 5 e será exibido de segunda a sábado, às 14h30, com horário alternativo na faixa de 1h, substituindo “Torre de Babel”.

“Fera” e “radical” formam a combinação perfeita que simboliza a personalidade de Cláudia, a primeira protagonista de Malu Mader em novelas. Cheia de atitude, a motoqueira carrega todo o rancor de um passado marcado por injustiças e as fortes lembranças do extermínio de sua família. Quinze anos depois, a moça retorna à fictícia Rio Novo – Vassouras serviu como cenário da novela -, sua cidade natal, disposta a se vingar dos suspeitos pelo crime: os fazendeiros Altino Flores (Paulo Goulart) e Donato Orsini (Elias Gleizer).

A atuação de Yara Amaral como Joana, a matriarca da família Flores e principal rival de Cláudia, também é um destaque à parte na produção. A vilã foi o último trabalho da atriz na TV, que faleceu no naufrágio do Bateau Mouche, no Rio de Janeiro, no réveillon de 1988/89.

O elenco é composto por: Alexandra Marzo, Carla Camurati, Chica Xavier, Cláudia Abreu, Cláudia Magno, Cleide Blota, Denise Del Vecchio, Evandro Mesquita, George Otto, José Mayer, Laura Cardoso, Luiz Maçãs, Milton Gonçalves, Older Cazarré, Raul Gazolla, Rodrigo Santiago, Tato Gabus Mendes, Thales Pan Chacon, entre outros.

“Fera Radical” é inspirada na peça “A Visita da Velha Senhora”, de Friedrich Dürrenmatt, assim como “Cavalo de Aço” (1973), também de Negrão. O folhetim tem direção de Gonzaga Blota e Denise Saraceni, e direção geral de Blota.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.