Header Ads

Discovery estreia a série inédita 'Ilha dos Crocodilos: Caçadores do Tesouro Perdido'


Nova série 'Ilha dos Crocodilos: Caçadores do Tesouro Perdido'. (Imagem/Divulgação)
Escondido na remota ilha de Bougainville, na costa da Papua Nova guiné, repousa um tesouro bem guardado: uma das maiores reservas de ouro de que se tem notícia. No sistema de águas fluviais que o cerca, há incontáveis crocodilos ferozes com comprimentos que chegam a ultrapassar os sete metros; são os guardiões da ilha e do ouro.

A partir de domingo, 4 de junho, às 23h10, o Discovery documenta a aventura de Farley Dean enquanto ele tenta explorar a ilha e estabelecer a prática da mineração no local, valendo-se de novas técnicas e muita coragem. Em oito episódios de uma hora, a série ILHA DOS CROCODILOS: CAÇADORES DO TESOURO PERDIDO (Legend of Croc Gold) acompanha a equipe do minerador enquanto seus membros driblam o perigo, encaram o desconhecido e se esquivam de ataques de crocodilos, esperando a recompensa do esforço hercúleo: o pote de ouro de Bougainville.

Farley trabalhava com a mineração no Alasca e presenciou o recente colapso no setor, que afetou todos os que atuavam naquela região. Diante da falência, ele decidiu ousar em uma empreitada regida pela lógica do tudo ou nada: ou os relatos sobre o tesouro se confirmam e eles conseguem extraí-lo, ou o esforço em vão pode coloca-los em uma armadilha mortal, rendidos pela voracidade dos crocodilos.

Obstinado, ele diz que não sairá da ilha até que encontre o ouro e possa explorá-lo. Ao lado dos filhos, Meghan e Bryce, e do braço-direito Ian Rose, Farley assume a missão de sua vida: com o consentimento das comunidades locais, irá desenvolver métodos de mineração que não causem danos ecológicos, sem despejar químicos poluentes, e dividindo os lucros com os habitantes da ilha – diferente das práticas extrativistas e predatórias que fazem parte do passado de Bougainville e que geraram confrontos violentos.

A equipe de Farley tem a responsabilidade de cumprir a promessa feita às comunidades locais enquanto se protege de ataques de crocodilos sorrateiros que caminham pelo leito das águas escuras:

Farley Dean: empreendedor que há trinta anos trabalha na mineração, ele vê na ilha a oportunidade de desenvolver um novo negócio familiar.

Meghan Dean: filha de Farley, ela vive a rotina da mineração desde criança e, na ilha, é a responsável por registrar cada grama de ouro retirada nos diferentes locais de operação.

Bryce Dean: é filho de Farley e sempre trabalhou com o pai. Deixou a família, com dois filhos pequenos, no Alasca e pretende voltar da ilha com a segurança financeira garantida.

Ian Rose: braço direito de Farley, não dispensa trabalho pesado e tem a confiança da família Dean.

Ben Daniels: já era membro da equipe de Farley no Alasca e nasceu “contaminado” pela febre do ouro. Apesar da juventude, é um minerador experiente.

Todd Beach: é o capitão da embarcação que explorará as águas fluviais da ilha. Nunca trabalhou na extração de ouro, mas tem vasta experiência no comando de embarcações.

Jim Greene: especialista em crocodilos que saiu da Flórida para integrar a equipe de Farley. Ele cuida da segurança da equipe e aproveita para aprender sobre os crocodilos de água salgada que habitam a ilha.

O primeiro episódio apresenta Farley, sua equipe e os motivos que o fizeram deixar o Alasca em busca do desconhecido no meio do Pacífico. Três semanas depois, a equipe chega à ilha, território esculpido pelo magma incandescente e pela atividade tectônica, onde humanos estão em evidente desvantagem. Wendle, o guia local que conduzirá  Meghan, Ian e Ben até a primeira base de operações, alerta que qualquer desatenção pode ser fatal. Todd e Jim passam por maus bocados enquanto estão a caminho do rio onde começam as tentativas de extração.

O primeiro grande desafio encarado por Farley é uma tensa reunião com os líderes das comunidades locais – Farley precisa se comprometer a zelar pela ilha, minimizando os impactos ambientais da mineração. Qualquer vacilo será punido pelos mesmos que deram sua confiança ao americano.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.