Header Ads

GNT estreia a nova série de humor "Edifício Paraíso" em Junho


Nova série 'Edifício Paraíso'. (Imagem/Divulgação)
Uma noite turbulenta e cheia de acontecimentos revela os conflitos de cinco casais moradores do mesmo prédio. Assim é “Edifício Paraíso”, a nova série de ficção que estreia no GNT no dia 5 de junho, às 23h, com direção de Pedro Amorim e roteiro de Fernanda Young e Alexandre Machado. A série, em 15 episódios - exibidos de segunda a sexta, durante três semanas - é um diálogo acalorado que mostra diferenças e semelhanças entre os casais que, apesar de vizinhos, não se conhecem.

Yasmim (Samya Pascotto) e Rodrigo (Thiago Rodrigues) vivem a história de um jovem casal de namorados que começa a quebrar o pau no meio de uma noite de amor, porque ele não obedeceu às ordens de sua parceira durante o sexo. Estressada, Yasmim reclama e Rodrigo revida. A discussão parece não ter fim e o apartamento 101 vira um emaranhado de emoções. 

Ele é professor e ela, atriz. O estopim da briga dos moradores do 201, Fábio (Ícaro Silva) e Clara (Lucy Ramos), é apenas um comentário sobre a música alta dos vizinhos de cima. Como todo casal já saturado dos problemas do relacionamento, qualquer motiva basta para começar a discussão e tirar a limpo as pendências do passado. 

Já no apartamento 301, Bia (Taina Müller) e Marcelo (Michel Melamed) estão muito bem, obrigado, até que ele decide tomar uma cervejinha ao chegar em casa após um jantar entre amigos. Bia critica o fato e isso desencadeia um verdadeiro drama.  

Alugado para encontros extraconjugais de Vera (Fernanda Young) e Tadeu (Guilherme Fontes), a atmosfera do apartamento 401 muda bruscamente quando ele conta para a amante que se separou da mulher. Vera entra em pânico com a nova "responsabilidade” e o casal coloca à prova o sentimento que os une.

Interpretando o casal homoafetivo da trama, Katia (Chandelly Braz) e Soraia (Marisa Orth) vivem aparentemente um relacionamento maduro. Moradoras do apartamento 501 e casadas há três anos, Katia se aborrece profundamente com sua parceira ao saber que ela foi receber um prêmio gastronômico e não a convidou para acompanhá-la. Soraia acha o motivo da discussão irrelevante, mas Katia insiste no bate-boca e o clima esquenta.

Com diálogos inteligentes, sarcásticos e bem-humorados, os esquetes apresentam diferentes histórias, mas com a mesma lógica matrimonial: amor, brigas, reconciliação, sexo, discussões e muita diversão. "É um espelho para nos identificar e rir ou chorar de nós mesmos”, adianta Fernanda Young.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.