Header Ads

No próximo episódio de 'A História Bêbada – Drunk History', conta história da Guerra dos Farrapos


Novo episódio de 'A História Bêbada – Drunk History'. (Imagem/Divulgação)
No próximo episódio de ‘A História Bêbada – Drunk History’ – com exibição inédita nesta segunda, 01 de maio, às 23h, no Comedy Central – o estilista Alexandre Herchcovitch e os comediantes Léo Lins e André Santi dividem com a audiência suas versões (nada sóbrias) de três importantes momentos da história do Brasil.

Léo Lins, que integra o elenco do programa ‘The Noite com Danilo Gentili’, tomou alguns negronis antes de narrar umas das passagens mais emblemáticas do início do século XX: a famosa Revolta da Chibata. Entre um gole e outro (além das babadas e gargalhadas desenfreadas), o comediante conta em detalhes como o grumete João Cândido liderou a rebelião bem sucedida dos marinheiros, que só se ferravam na mão do governo e, de saco cheio dos maus tratos, resolveram enfrentá-lo.

Em seguida, André Santi narra a trajetória da guerreira Chiquinha Gonzaga, precursora da música popular brasileira que no século XIX enfrentou tudo e todos para ser feliz. Depois de beber cachaça, Long Island Ice Tea, Jack & Coke, Bourbon, Gin Fizz e scotch whisky (sim, foi tudo isso mesmo, mas ele derrubou metade), o comediante conta como Chiquinha contrariou os padrões da sociedade para se tornar a primeira grande referência musical do Brasil, autora da primeira marchinha de carnaval da história: ‘Ó Abre Alas’.

Pra fechar o episódio com chave-de-ouro, um dos maiores nomes da moda brasileira, Alexandre Herchcovitch, conta como foi a Guerra dos Farrapos, liderada por Bento Gonçalves, movimento separatista que pretendia promover a independência do Rio Grande do Sul do resto do Brasil. Depois de umas boas caipirinhas, o estilista não perde a compostura para relembrar a insatisfação dos gaúchos com os altos impostos alfandegários e os outros motivos que impulsionaram a Farroupilha, além do derradeiro encontro de Bento Gonçalves e Garibaldi, na prisão. Mas no final, como todos sabem, tudo acabou em chimarrão.

‘A História Bêbada - Drunk History’ é uma atração diferente de tudo aquilo que você já viu até hoje e funciona da seguinte maneira: enquanto um artista convidado divide com a audiência, entre um drink e outro, sua versão de um fato histórico do Brasil, um grupo de atores interpreta a narrativa. Ou seja, todas as histórias são baseadas em fatos reais, entretanto, deve-se considerar que todos os narradores terão consumido algumas doses de álcool. E aí, a tal liberdade “etílico-poética” toma conta da cena.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.