Header Ads

Revolta da Vacina, Lei Áurea e Canudos são temas de 'A História Bêbada', no Comedy Central


Revolta da Vacina, Lei Áurea e Canudos são temas do próximo episódio. (Imagem/Divulgação)
Na próxima segunda-feira, dia 22 de maio, às 23h, no Comedy Central, Alex Baldin, comediante, Juliana Oliveira (diretamente do The Noite) e o comediante (e também historiador) Fábio Gueré narram marcos da história do Brasil de uma maneira um tanto quanto embriagada. Desta vez, a Revolta da Vacina, a determinação da Lei Áurea e também a Guerra de Canudos ganham suas novas versões em episódio inédito de ‘A História Bêbada – Drunk History’.

Originalmente, a Revolta da Vacina aconteceu no ano de 1904 e se você não lembra dos detalhes, fique tranquilo(a),  pois Alex Baldin vai te contar o acontecido que marcou o Rio de Janeiro (depois de tomar 6 cervejas e 5 negronis). Mesmo com o caos instalado na região, a comunidade não estava muito à vontade com essa história de ser vacinado, afinal ninguém sabia mesmo o que tinha na medicação. E, segundo Alex, a força policial não deixou barato e seguiu com sua missão de exterminar as pestes e doenças que as pessoas contraíam na época.

Já a Juliana Oliveira, depois de 2 doses de tequila, 1 negroni e 3 cervejas, contou sua versão – MEGA ATUAL – da Lei Áurea, que de cara ia se chamar “Lei Auréola”, que para a MC Bel (Princesa Isabel) faria muito mais sentido. Virada na cachaça e pronta para interpretar sua narrativa, Juliana mencionou que naquela época, inclusive, já rolava baile funk, ir ao trabalho de ressaca e até a dancinha do ‘Bole Bole’.

E por fim, a Guerra de Canudos foi narrada por Fábio Gueré, que voluntariamente ingeriu 10 Jägermeister e 4 cervejas antes de desenrolar seu talento histórico. A guerra é longa e a história meio trágica, mas Fábio focou na veracidade (SQN) da história de Antonio Conselheiro, que marcou o país, antes mesmo de perder sua cabeça, literalmente.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.