Header Ads

‘Saia Justa Por Aí’ gravado em Recife será exibido nesta quarta-feira no GNT


‘Saia Justa Por Aí’ gravado em Recife será exibido nesta quarta. (Imagem/Divulgação)
A primeira edição de 2017 do “Saia Justa Por Aí” foi gravada em Recife, na noite de ontem. Com plateia formada por convidados e inscritos no site do canal, que lotaram o Teatro RioMar Recife, as Saias Astrid Fontenelle, Mônica Martelli, Taís Araújo e Pitty receberam a cantora Karina Buhr e a blogueira de moda Camila Coutinho para um bate-papo descontraído no sofá do programa. O resultado será exibido para todo Brasil hoje, dia 10, às 21h30, no GNT.

A primeira convidada da noite, Karina Buhr - baiana na certidão de nascimento, mas criada em Recife - é considerada uma das mais influentes artistas da cena pop atual, com três discos solo lançados. O tema de abertura do programa abordou os diferentes hábitos do dia e da noite, usando Recife como exemplo de cidade que sabe explorar bem os dois fusos. “Quem não é do Nordeste, acha que a região é uma grande praia. Eu conheci Recife no contexto noturno. A cidade tem uma noite extremamente efervescente”, afirmou Pitty.

Na sequência, as Saias falaram de um momento fatídico do relacionamento: o término e o luto. Perguntada se a composição musical é sua válvula de escape para estes momentos, Karina contou: “De vez em quando alguém me diz que ajuda, mas a mim não”. No entanto, Taís rebateu: “Vocês tocam no lugar que só a música consegue tocar”, brincou.

Segunda convidada da noite, Camila Coutinho conversou com as apresentadoras sobre autoestima. Elas debateram sobre como a relação com a cidade em que vivemos influencia em nossa identidade e nos faz sentir pertencentes àquele lugar, geográfica e interiormente. “O Pernambucano acredita no que está produzindo. A gente é muito orgulho. Consegue preservar o tradicional e trazer o novo. Produzimos conteúdo diferente e seguimos nele mesmo que as pessoas não acreditem naquele momento e o reconhecimento venha só depois”, explicou Camila.

Ainda sobre o tema, Taís contou que encontrou sua autoestima na escola e na sua ancestralidade. “Foi voltando lá atrás na história que consegui, com maturidade, entender que me contaram tudo de maneira distorcida e que aquela gente que falavam que não tinha valor, tinha sim muito valor. Ninguém fala, por exemplo, que André Rebouças foi um negro. Ele é nome de umas das maiores avenidas de São Paulo e do maior túnel do Rio de Janeiro. Hoje, eu posso mostrar para o meu filho e dizer que esse cara era igual a gente”, desabafou.

Ao longo do episódio especial, o GNT preparou uma surpresa. Desta vez, Caio Braz foi o mestre de cerimônia e fez um esquenta com a plateia antes de começar a gravação. A ação foi transmitida, ao vivo, pelo Facebook do canal. No “Invasões Bárbaras”, Caio Braz e Barbara Gancia visitam pontos turísticos de Recife, durante o dia e à noite. Ainda no quadro, a jornalista conhece o artesanato local e a arte popular de Recife.

O projeto “Saia Justa Por Aí” já passou, em 2016, por Brasília, Fortaleza e Porto Alegre. Em 2017, além de Recife, o programa itinerante será levado para Belo Horizonte e Campinas. O Saia Justa está presente na grade do canal desde 2002 e com atual formação desde fevereiro deste ano.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.

Adblock Detectado

Você gosta desse site? Então, desative seu bloqueador de anúncios.

Se você quer que este site continue no ar é necessário que você desative o bloqueador.

Muito obrigado, O Universo da TV!

×