Header Ads

SKY pode ser proibida de atuar no Brasil na TV paga por conta da fusão da AT&T e Time Warner


SKY pode ser proíba de atuar no Brasil por causa da fusão da Time Warner e AT&T. (Imagem/Divulgação)
O parece da Ancine virou pauta do telejornal da Record 'Jornal da Record' na noite de ontem dia 17, que comentou sobre o futuro da segunda maior operadora do país a SKY e de grandes canais que atuam por aqui também.

A fusão de duas grandes companhias americanas, a AT&T, dona da Sky, e a Time Warner, produtora de televisão responsável por canais como HBO e CNN, pode impedir que a Sky continue no Brasil. O parecer da Ancine, responsável pelo audiovisual brasileiro, diz que o negócio fere a legislação, prejudica o mercado e o consumidor. Já técnicos da Anatel alegam que a relação não resultaria em nenhuma preocupação de concorrência, de mercado. A última palavra ficará com o Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica; o órgão será o responsável por avaliar se essa compra não afeta a concorrência entre as empresas brasileiras.

A nota técnica encaminhada pela Ancine ao Cade ainda conclui que a integração dos negócios de dois dos principais grupos do setor pode “resultar em efeitos anticompetitivos no segmento de TV por assinatura brasileiro”. Caso a contrariedade à operação chegue às últimas consequências, uma opção seria a da companhia se desfazer de canais pagos da Time Warner no Brasil – CNN, HBO e Cartoon Network estão entre eles. 

Outra opção seria a de se desfazer da operação da Sky, uma possibilidade apontada por analistas depois da compra da DirecTV pela AT&T. Tela quente A concentração de mercado da qual a Ancine se refere é consequência da dimensão de negócio conquistada pela holding AT&T depois da compra do grupo DirecTV. Trata-se de uma aquisição recente, de julho de 2015, concluída por 49 bilhões de dólares, e que atribuiu à AT&T milhares de assinantes a mais, além de um lucro bem maior – o faturamento global atingiu 146,8 bilhões de dólares em 2015. 

No Brasil, a oferta dos canais da companhia é feita pela segunda maior empresa de tevê por assinatura do país, a Sky, em número de assinantes, dona de 28,3% do mercado. Por outro lado, a Time Warner é uma empresa do grupo Time Warner, cujo faturamento bruto mundial chegou a 28,1 bilhões de dólares no último ano. É a segunda em número de assinantes no Brasil, com uma fatia de 24,4%. O conglomerado possui o maior número de canais com programação distinta, 33, sendo 23 também ofertados em versão HD, entre eles o HBO e Cartoon Network.

Clique em aqui, e leia o parece da Ancine compra a aquisição e o futuros de grandes canais da TV paga. Veja a reportagem exibida pelo canal abaixo:



Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.