Header Ads

Discovery exibe o documentário original inédito 'Mosquito: Uma Ameaça No Ar'


Documentário original inédito 'Mosquito: Uma Ameaça No Ar'. (Imagem/Divulgação)
A Discovery utiliza seu alcance mundial para chamar a atenção para o principal agente causador de mortes na história moderna: o mosquito. A crise de proporções planetárias que esses pequeninos insetos podem causar ganha destaque com a estreia simultânea e global do documentário original MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR, na quinta-feira, 6 de julho, às 23h10.

Notícias recentes em diversos países relatam surtos de doenças como zika, malária, vírus do Nilo Ocidental, febre amarela, chikungunya e dengue. Além das manchetes, existe uma história mais ampla, um motivo que conecta essas doenças e serve de causa comum: a expansão incessante e acelerada das populações de mosquitos em todo o mundo, impulsionada por fatores como o aumento do tráfego internacional de pessoas e bens, e o aumento da temperatura que gera ambientes favoráveis à proliferação dos insetos.

MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR lança um olhar oportuno e detalhado sobre esta criatura tão pequenina quanto perigosa, que protagoniza mudanças imprevisíveis e sem precedentes. Narrado na versão original em inglês pelo ator indicado ao Oscar®, Jeremy Renner ("The Town", “The Hurt Locker”), o filme narra a crescente ameaça global que esse pequeno animal representa e as possíveis implicações letais que podem surgir se não houver um esforço de combate coordenado e mundial.

O documentário traz entrevistas com alguns dos principais especialistas no assunto, incluindo o ex-diretor do CDC (unidade americana de controle e prevenção de doenças), Dr. Thomas Frieden, e Bill Gates, copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates. Gates salienta que os recursos necessários para combater o que pode vir a ser um surto pandêmico devem ser prioridade internacional para a área da saúde. O Brasil também está presente no especial, como um dos países que está à frente do combate às doenças causadas pelo inseto.

"Por mais de trinta anos, a missão da Discovery é incitar a curiosidade dos espectadores, estimular o diálogo e encorajar a atitude diante de tópicos críticos, por meio de nossas histórias e marcas presentes em mais de 220 países e territórios", afirma David Zaslav, presidente e CEO da Discovery Communications. " MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR é um alerta mundial para a necessidade de decisões importantes ​​no enfrentamento de uma ameaça cada vez mais urgente. Somos uma empresa orientada por objetivos, por isso estamos orgulhosos em aproveitar a força de nossos serviços televisivos e digitais ​​em todas as partes do planeta, convocando cidadãos e líderes à ação ".

"O Discovery faz o seu melhor ao revelar um problema global e mostrar os efeitos para os indivíduos e suas comunidades locais", diz Rich Ross, presidente do grupo de canais Discovery, Animal Planet, Science Channel e Velocity. "A propagação de doenças transmitidas por mosquitos – incluindo em locais onde esses animais nunca foram considerados ameaça – pode mudar o mundo como o conhecemos. MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR joga luz em uma questão com rápidos desdobramentos, dando ao público as ferramentas para entender e se preparar para o novo contexto ".

Os mosquitos matam mais de 750 mil pessoas por ano, muitas delas crianças. Alterações ambientais drásticas, como as mudanças climáticas e a facilidade de deslocamentos internacionais de pessoas e bens, aumentaram a ameaça que os mosquitos representam, acelerando sua propagação pelo mundo.

Com imagens captadas em quatro continentes, MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR entrelaça entrevistas com especialistas a depoimentos de homens, mulheres e crianças que convivem com receio de que a próxima picada possa ser fatal.

Os primeiros casos de zika vírus em humanos saíram da África rumo à Malásia, em 1967. Quarenta anos depois, o zika teve seu primeiro surto na Micronésia, causando a disseminação da doença pelas Ilhas do Pacífico e para o Brasil, em 2014. Foi relatado em dezembro de 2015 o primeiro caso de zika em Porto Rico. Um ano depois, mais de 34 mil pessoas carregavam a doença. Agora, mais de 2,5 bilhões de pessoas correm o risco de um possível surto dessa doença, o que custará à economia global mais de 500 bilhões de dólares.

Esses números alarmantes projetam o que pode acontecer se as autoridades internacionais na área da saúde não se mobilizarem para uma ação conjunta. E, embora haja progressos em relação à pesquisa e tratamento de doenças transmitidas por mosquitos, metade da população mundial sofre o risco de contrair malária e outras doenças mortais.

MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR traça os perfis de pai e filho que vivem em uma aldeia no Quênia. O pai não sabe por que, mesmo com os cuidados de proteção contra malária, ambos contraíram a doença, e leva seu filho nas costas até o hospital, negligenciando os cuidados com sua própria saúde. O filme destaca ainda a figura de Leslie Meiners, uma mãe de Nova York que contraiu o vírus do Nilo Ocidental sem ter saído de seu bairro, o Queens. "Eu nunca pensei que isso fosse acontecer comigo. O vírus do Nilo Ocidental nesta sociedade moderna", afirma Meiners no filme. "É como jogar roleta russa. E eu perdi "

MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR também destaca a história de um casal de Miami. Scott e Lindsay Fuhrman têm uma filha, mais um bebê a caminho, e decidiram aderir a uma quarentena em casa por receio de contrair zika. "É verão em Miami e estamos com medo de sair”, explica Lindsay. A família está frustrada, sentindo que seus legisladores os decepcionaram. "Nosso governo falhou", afirma Scott. "Eles achavam que isso era uma fantasia. Todos nós vimos a ameaça se aproximando e eles se recusaram a nos ajudar. "

Também entre as histórias contadas no documentário está a de Ane Juliana Araújo, jovem mãe brasileira que cuida de um bebê nascido com as sequelas atribuídas ao zika, enquanto teme que a doença possa afetar o feto que leva em seu ventre.

Ex-diretor do CDC, Frieden diz que "há muitas doenças que podem ser transmitidas por mosquitos. Nós teremos que desenvolver novos e melhores meios combinados para frear o mosquito e criar proteção não apenas contra a zika ... mas também contra o que está por vir ".

Além da transmissão mundial, a Discovery e a CARE2 colaboram em uma petição que convoca cidadãos de todo o mundo para pedir que seus líderes e autoridades locais ajam no combate às doenças. Antes da transmissão global para mais de 220 países e territórios onde a Discovery Networks está presente, MOSQUITO: UMA AMEAÇA NO AR terá uma pré-estreia no prestigiado AFI Docs Film Festival, em 15 de junho.

O filme será exibido com a bandeira da Discovery Impact, uma série de documentários pioneiros com foco no impacto da humanidade no meio ambiente, e em iniciativas locais que podem contribuir para a solução de problemas globais.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.