Header Ads

Se a fusão entre AT&T e Time Warner não acontecer, SKY e Esporte Interativo podem ser vendidos


A novela sobre a fusão da AT&T e Time Warner continua. (Imagem/Divulgação)
Segundo o jornalista Guilherme Amado, do jornal O Globo, Se a fusão entre o grupo AT&T e Time Warner não for concretizada aqui no Brasil, abriria a possibilidade da venda da segunda maior operadora de TV paga e dos canais Esporte Interativo que pertencem ao grupo Turner. 

Todos que acompanham o caso sabem, que a AT&T enfrenta dificuldade na conclusão dessa compra por conta de muita burocracia que existem aqui no país e os órgãos regulatórios entre outros entidades não se mostram muito favoráveis a essa fusão.

Uma das possibilidades bem avançadas no negócio de fusão da AT&T e da Time Warner no Brasil, caso as autoridades não aprovem o acerto, é a venda da SKY e do Esporte Interativo e a manutenção do atual CEO da Sky, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, como CEO da Time Warner, programadora, entre outros, da HBO.

Vale ressaltar, que a Time Warner é responsável por vários canais na TV paga como Cartoon Network, HBO, Esporte Interativo entre outros. E a AT&T é a dona da SKY aqui no Brasil. A lei não permitem que uma empresa seja programadora e dona de uma operadora de TV paga ao mesmo tempo. Tudo isso, casando um impasse na conclusão do negócio. 

O negócio, uma operação de R$ 8 bilhões por ano, está tenso.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.