Header Ads



Nova série original "The Deuce" da HBO trata o sexo com um produto movimenta bilhões dólares


Nova série trata o sexo com um grupo que vale bilhões. (Imagem/Divulgação)
The Deuce, a nova série original da HBO, aborda o momento em que o sexo se tornou um produto que movimenta bilhões de dólares nos Estados Unidos, no qual o centro do comércio do corpo era o coração de Nova York. Estrelada por James Franco e Maggie Gyllenhaal, a primeira temporada de The Deuce, composta por oito episódios, estreia em 17 de setembro, às 21h, no canal HBO.


O nome da série é uma alusão à gíria local para a lendária rua 42, na Times Square. The Deuce acompanha o crescimento da cultura da pornografia em Nova York do início dos anos 70 até meados dos anos 80. É mostrado o mundo do comércio sexual em que a revolução, que proporcionou mais liberdade sexual, e as novas definições legais do que era obsceno criaram condições para o surgimento de uma indústria bilionária, que agora é um elemento fundamental da cultura norte-americana.
A série mostra donos de bar, garçons, prostitutas, cafetões, policiais e outros personagens da vida noturna em um universo de sexo, crimes e violência, quando o negócio da pornografia começa a ascender das casas de massagem e das produtoras de filmes apoiadas pela máfia até ocupar um espaço de legitimidade e importância cultural.
Embora The Deuce tenha sido criada como uma série de ficção, ela é fruto de muita pesquisa do produtor Marc Henry Johnson, que conta a ascensão e a queda da indústria do sexo e o funcionamento desse submundo por meio das histórias reais das vidas de dois irmãos gêmeos. Eles acabam trabalhando para a família de mafiosos Gambino no centro da cidade e alcançam alguma projeção por conta própria. Essas histórias – reveladas por um dos irmãos que faleceu poucos meses antes do início da filmagem do episódio piloto – são um eixo fundamental da narrativa, ampliada com pesquisas adicionais e entrevistas com outras pessoas que participaram desse universo.
Além do trabalho na serie The Wire, os criadores David Simon e George Pelecanos colaboraram na série de drama Treme, também da HBO. Simon é escritor, jornalista e produtor; entre seus outros trabalhos para a HBO estão The Corner, Generation Kill e Show Me a Hero. Pelecanos é autor de 20 aclamados livros, como “The Double” e “The Turnaround”, além de roteirista e produtor de filmes. Ele também é autor e coprodutor da série da HBO The Pacific.
James Franco interpreta os gêmeos idênticos Vincent e Frankie Martino e Maggie Gyllenhaal está no papel da prostituta Candy. O elenco conta ainda com Gary Carr (Downton Abbey) como o cafetão C.C.; Margarita Levieva (The Blacklist) como Abigail “Abby” Parker, uma ex-estudante universitária que virou garçonete; Lawrence Gilliard Jr. (The Wire, da HBO) como o policial Chris Alston; Dominique Fishback (Show Me a Hero, da HBO) como a prostituta Darlene; Emily Meade (The Leftovers, da HBO) como a prostituta de 20 anos Lori; Gbenga Akinnagbe (The Good Wife) como o cafetão Larry Brown; Chris Bauer (The Wire, da HBO) como Bobby Dwyer, mestre de obras que é cunhado dos irmãos Martino; Chris Coy (Banshee, do Cinemax) como o barman Paul Hendrickson; Natalie Paul (Show Me a Hero) como a repórter Sandra Washington; e Michael Rispoli (Família Soprano, da HBO) como o integrante da máfia Rudy Pipilo.
Michelle MacLaren (Breaking Bad e Game of Thrones, de HBO), produtora executiva do episódio piloto, dirigiu o primeiro e o último episódio da temporada. O ator e produtor executivo James Franco também dirigiu dois episódios. Colaboradores de Simon, Pelecanos e Noble de longa data, Ernest Dickerson, Uta Briesewitz, Alex Hall e Roxann Dawson também assumem a direção de alguns episódios de The Deuce.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.