Header Ads

Canal Brasil - Destaques de filmes de 04 a 10 de setembro


Destaques de filmes Canal Brasil. (Imagem/Divulgação)
Confira os filmes em destaques na programação do Canal Brasil de 04 a 10 de setembro.

SEGUNDA-FEIRA, 04 DE SETEMBRO

“É TUDO VERDADE”: MANTER A LINHA DA CORDILHEIRA SEM O DESMAIO DA PLANÍCIE (2017) (84’)
- Horário: 22h
- Classificação: 12 anos
- Inédito e exclusivo
- Direção: Walter Carvalho

Sinopse: O documentarista e fotógrafo Walter Carvalho acompanhou durante sete anos o cotidiano do escritor Armando Freitas Filho e conheceu profundamente sua obra e intimidade. Os dizeres “manter a linha da cordilheira sem o desmaio da planície” foram transcritos para uma dessas páginas aleatórias como o início de um verso, mas a poesia nunca foi terminada. 

A coprodução do Canal Brasil acompanha com grande atenção as minúcias do trabalho do protagonista, revelando vida e trajetória. Os momentos mais emocionantes focam a verve artística desse grande mestre das palavras e a produção alterna entre momentos de descontração, como o reconhecimento da personalidade hipocondríaca, e vales de intensa profundidade dramática, com destaque para a leitura da carta da amiga e poetisa Ana Cristina Cesar, endereçada a Armando pela autora pouco antes de ela cometer suicídio em 1983.

A conversa sobre poesia ocupa a maior parte da narrativa e cada tomada revela a admiração do cineasta pelo trabalho do escritor. O bate-papo com Ferreira Gullar também rende momentos singulares do encontro de dois grandes gênios das palavras, e Armando faz questão de prestar sua reverência a Carlos Drummond de Andrade e João Cabral de Melo Neto.

TERÇA-FEIRA, 05 DE SETEMBRO

GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO
- Horário: Terça, 20h45

A partir das 20h45 – 15 minutos antes do início da cerimônia –, o público acompanha a transmissão, apresentada por Simone Zuccolotto e com comentários dos críticos Luiz Zanin e Roger Lerina. Kiko Mollica e Maria Clara Senra registram a chegada dos convidados no tapete vermelho. A direção fica a cargo de Marcus Vinícius Cezar.

Sinopse: Na 16ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro – promovido pela Academia Brasileira de Cinema –, serão laureadas as melhores produções nacionais e estrangeiras de 2016, assim como os profissionais que participaram de suas realizações. Transmitida ao vivo pelo Canal Brasil – na TV e na Internet, pelo Canal Brasil Play –, a cerimônia de entrega dos troféus acontece no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O evento terá direção de Bia Lessa contará com uma homenagem ao ator Antonio Pitanga e à cineasta Helena Ignez. O intérprete contabiliza 57 atuações na sétima arte, entre obras cruciais como Villa-Lobos, uma Vida de Paixão (2000), de Zelito Vianna; Zuzu Angel (2006), de Sergio Rezende; e O Homem Que Desafiou o Diabo (2007), de Moacyr Góes. Ícone do cinema marginal, Helena Ignez atuou em filmes como O Assalto ao Trem Pagador (1962), de Roberto Farias, e O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rogério Sganzerla, além de ter dirigido Canção de Baal (2007) e Ralé (2016). 

A cinebiografia musical Elis (2016) lidera o número de indicações, com 12, sendo seguida por Aquarius (2016), de Kleber Mendonça Filho, presente em 11 categorias. Coproduções do Canal Brasil também ganham destaque na festa. Boi Neon (2016), concorre a 10 prêmios, incluindo o de melhor filme; BR 716 (2016) compete como melhor comédia; e Big Jato (2016) como melhor edição, roteiro adaptado e trilha sonora original. Cinema Novo (2016), Cícero Dias, o Compadre de Picasso (2016), Eu Sou Carlos Imperial (2016) e Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil (2016) disputam como melhor documentário.

QUARTA-FEIRA, 06 DE SETEMBRO

GONZAGA - DE PAI PRA FILHO (2012) (120’)
- Horário: 22h
- Classificação: 12 anos
- Direção: Breno Silveira

Sinopse:  Um pai e um filho, dois artistas, dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos; um de direita, o outro de esquerda. Encontros, desencontros e uma trilha sonora que emocionou o Brasil. Esta é a história de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, e de um amor que venceu o medo e o preconceito e resistiu à distância e ao esquecimento.

QUINTA-FEIRA, 07 DE SETEMBRO

CAZUZA - O TEMPO NÃO PÁRA (2004) (98’)
- Horário: Quinta, 22h
- Classificação: 16 anos
- Direção: Sandra Werneck, Walter Carvalho

Sinopse: Inspirado no emocionante e corajoso depoimento Só as Mães São Felizes, de Lucinha Araújo (Marieta Severo), mãe de Cazuza (Daniel de Oliveira), o filme abrange pouco mais de dez anos da vida louca, vida breve do cantor – do início de sua carreira no Circo Voador, em 1981, ao estrondoso sucesso e shows apoteóticos com o Barão Vermelho, a carreira solo, a relação com os pais, amigos, amores e paixões, e a coragem com que enfrentou os últimos anos, vítima de HIV, até sua morte, em 1990.

SEXTA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO
CINEMÃO: O QUATRILHO (1995) 992’)
- Horário: Sexta, 22h
- Classificação: Livre
- Direção: Fábio Barreto

Sinopse:  Quatrilho conta a história de relação de dois jovens casais de imigrantes: Teresa (Patrícia Pillar) e Ângelo (Alexandre Paternost); Pierina (Glória Pires) e Mássino (Bruno Campos). Na luta pela sobrevivência diante de um novo mundo, surge o inesperado amor entre Mássimo e Teresa. Apaixonados, os dois reagem contra as traições familiares e culturais e partem para um novo destino, deixando para trás seus parceiros e suas histórias. Quatrilho é o nome de um jogo de cartas em que os participantes precisam trair seus parceiros para se sagrarem vencedores. que narra a saga dos imigrantes italianos entre as décadas de 1910 e 1930.

SÁBADO, 09 DE SETEMBRO

“MALU DE BICICLETA” (2011) (90’)
- Horário: Sábado, 22h
- Classificação: 14 anos
- Direção: Flavio Tambellini

- Sinopse: : Luiz Mário (Marcelo Serrado) é um empresário mulherengo, que trabalha com a noite paulistana e coleciona casos amorosos. Apesar disto, não consegue realmente se envolver com nenhuma delas. Um dia, no Rio de Janeiro, é atropelado de bicicleta por Malu (Fernanda de Freitas) na ciclovia do Leblon. Eles logo se envolvem e vivem um romance perfeito, que apenas é abalado devido a uma enigmática carta de amor.

DOMINGO, 10 DE SETEMBRO
“CONE SUL”: ABRIR PORTAS E JANELAS (2012) (96’)
- Horário: Domingo, 22h
- Classificação: 14 anos
- Inédito e exclusivo
- Direção: Milagros Mumenthaler

Sinopse:  Marina (María Canale), Sofia (Martina Juncadella) e Violeta (Ailín Salas) foram criadas pela avó, Alicia, em uma casa antiga em Buenos Aires, capital da Argentina – o roteiro não explica o motivo da orfandade precoce. Pela segunda vez em tão pouco tempo, as jovens perdem novamente as referências paternais após o infarto da idosa e precisam entender forçosamente os percalços e as dificuldades da vida adulta. Cada moça lida de forma distinta com o falecimento da matriarca da família. Marina, a mais velha, acaba por assumir o posto e as funções de maior responsabilidade da residência. Sofia, mais ativa, busca ignorar o luto entre o trabalho e a faculdade e ainda traz um pouco da rebeldia do fim da adolescência. A caçula Violeta adota um comportamento praticamente letárgico e passa a maior parte dos dias vagando entre o sofá e a cama.

A coprodução entre Argentina e Suíça conquistou público e crítica nos festivais de Locarno (Suíça), Havana (Cuba), Munique (Alemanha), Guadalajara (México) e Mar de Plata (Argentina).

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.