Header Ads

Canal Brasil - Destaques da programação de 30 de outubro a 05 de novembro


Destaques da programação Canal Brasil. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal Brasil de 30 de outubro a 05 de novembro.

SEGUNDA-FEIRA, 30 DE OUTUBRO

“É TUDO VERDADE”: HU (2011) (77’)
Horário: Segunda, dia 30, às 22h05
Classificação: Livre
Inédito e exclusivo
Direção: Pedro Urano e Joana Traub Csekö

Sinopse: O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, mais conhecido como HU do Fundão, começou a ser projetado em 1951, durante o governo Getúlio Vargas. Com a promessa de oferecer dois mil leitos dispostos em 220 mil m², a construção da megaestrutura de concreto nunca foi finalizada por completo. Depois de anos de obras paralisadas, uma reavaliação do espaço decidiu pela inauguração parcial do local, no dia 1º de março de 1978. Após um abalo estrutural e interdição do edifício, um parecer técnico decidiu pela implosão da área sul do hospital, realizada no dia 19 de dezembro de 2010. Intrigados pela história da importante unidade de saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro, os cineastas Pedro Urano e Joana Traub decidiram transformá-la em um documentário.

Laureado com o Prêmio Aurora de melhor filme pelo júri jovem na Mostra de Cinema de Tiradentes em 2012, o documentário mostra um prédio dividido ao meio. De um lado, um hospital universitário em pleno funcionamento. Do outro, ruínas e entulhos de uma obra abandonada. Opostos separados por uma porta lacrada. Filmado às vésperas da implosão da ala sul, batizada como “perna seca”, o longa busca mostrar a relação estabelecida entre a sociedade, o edifício e sua representação para a saúde e educação públicas brasileira. Através de entrevistas com médicos, alunos residentes, engenheiros, arquitetos e pacientes da unidade, o documentário apresenta uma metáfora de vida e morte de um projeto modernista deficitário que, sustentado por contradições, se perdeu no tempo.  

O registro da implosão é um final inevitável para um filme que retrata um prédio, literalmente ou não, à porta da UTI. Seguindo a solidez proposta desde a primeira sequência, as imagens da destruição do local, considerado um verdadeiro cemitério urbano, são extremamente marcantes para o espectador, a essa altura já envolvido com a história e particularidades do imponente hospital. 

TERÇA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO

COMEBACK (2017) (88’)
Horário: Terça, dia 21, às 22h
Classificação: 16 anos
Inédito e exclusivo
Direção: Érico Rassi

Sinopse: Nelson Xavier dedicou mais de 50 anos da sua vida ao cinema brasileiro. Morto em maio aos 75 anos, o ator se despediu da tela grande com um trabalho premiado, pelo qual recebeu o Redentor na edição de 2016 no Festival do Rio. 

Amador (Nelson Xavier) é um pistoleiro aposentado com saudade dos dias de glória em que era temido nos arredores da pequena cidade onde vive. A idade avançada não lhe traz mais o vigor para cometer os assassinatos de outrora e o tipo físico não o torna uma figura potencialmente temida. O jagunço guarda de forma nostálgica um grande livro de recortes com reportagens publicadas sobre seus feitos, entre chacinas em bares e cadáveres encontrados, e mostra com orgulho a quem lhe pergunta sobre o passado. Suas atividades agora são bem menos intensas, mas ele continua na ilegalidade oferecendo máquinas de caça-níquel a donos de restaurantes e botequins a mando de um antigo colega de trabalho.

O desejo de ser novamente reconhecido como um bandoleiro sinistro por todos começa a aumentar quando ele é procurado por um jovem (Marcos de Andrade), neto de um antigo amigo empolgado em entrar para a vida do crime, e por dois cineastas interessados em produzir uma película sobre seus feitos. Mesmo com todas as adversidades trazidas pela idade, ele planeja seu retorno – ou comeback, como sugere o título da obra – e pretende dizimar seus inimigos. 

QUARTA-FEIRA, 01 DE NOVEMBRO

BELA DONNA (1998) (110’)
Horário: Quarta, dia 1º de novembro, às 22h
Classificação: 18 anos
Direção: Fabio Barreto

Sinopse: No final da década de 30, Frank (Andrew McCarthy) chega ao vilarejo de Morro Branco, no exuberante litoral cearense, com sua jovem esposa, Donna (Natasha Henstridge), para trabalhar em um empreendimento petrolífero. Apesar das diferenças culturais, ela integra-se rapidamente à paisagem e aos hábitos da região. Logo conhece Nô (Eduardo Moscovis), um pescador jovem e atraente. Nô é filho de Mãe Ana (Florinda Bolkan), uma espécie de líder religiosa da comunidade tão temida quanto respeitada.

QUINTA-FEIRA, 02 DE NOVEMBRO

ÓRFÃOS DO ELDORADO (2015) (96’)
Horário: Quinta, dia 02, às 22h
Classificação: 16 anos
Direção: Guilherme Cezar Coelho

Sinopse: Após um período longe, Arminto Cordovil (Daniel de Oliveira) retorna para a casa do pai e logo reencontra Florita (Dira Paes), a atual amante dele, com quem teve um caso no passado. Quando o patriarca morre, cabe a Arminto assumir os negócios da família, apesar de seu pouco interesse pelo assunto. Até que, em um bar, ele se encanta por uma cantora (Mariana Rios). Após uma noite de amor, Arminto passa a procurar por ela em todo lugar.

SEXTA-FEIRA, 03 DE NOVEMBRO

“CINEMÃO”: ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE (2012) (100’)
Horário: Sexta, dia 03, às 22h
Classificação: 10 anos
Direção: Roberto Santucci

Sinopse: Roberto Santucci levou mais de três milhões de pessoas aos cinemas em 2012 com essa comédia estrelada por Leandro Hassum e Danielle Winits. Tino (Leandro Hassum) é um personal trainer que teve a sorte de ganhar um prêmio de R$ 100 milhões na loteria. Ele é casado com Jane (Danielle Winits) há 16 anos, em um relacionamento que lhe gerou dois filhos. Durante todo esse tempo, o casal não investiu ou guardou um centavo da bolada milionária recebida, gastando tudo sempre que possível. O estilo de vida displicente e de regalias infinitas, no entanto, tem um prazo limitado, e eles enfrentam dificuldades financeiras.

A saída para a crise de dinheiro do casal parece estar no vizinho Amauri (Kiko Mascarenhas) um burocrático consultor de finanças que também enfrenta tempos turbulentos no casamento com Laura (Rita Elmôr). A primeira ideia de Tino é pedir a Vander (Rodrigo Sant’anna) que assalte as joias de Jane para arrecadar dinheiro, mas o furto não acontece. Para piorar a situação, o casal descobre que um terceiro filho está a caminho, e Jane não pode receber nenhuma notícia ruim durante a gestação. Buscando alavancar grana e garantir o sossego da esposa, o personal trainer se envolve em várias confusões e finge que tudo continua bem. Para isso, conta com ajuda do melhor amigo, Adelson (Aílton Graça), e dos filhos.

SÁBADO, 04 DE NOVEMBRO

O AUTO DA COMPADECIDA (2000) (95’)
Horário: Sábado, dia 04, às 22h
Classificação: Livre
Direção: Guel Arraes 

Sinopse: As aventuras dos nordestinos João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos do pequeno vilarejo de Taperoá, no sertão da Paraíba. A salvação da dupla acontece com a aparição da Nossa Senhora (Fernanda Montenegro). Adaptação da obra de Ariano Suassuna.

DOMINGO, 05 DE NOVEMBRO

“CONE SUL”: LOS HONGOS (2014) (104’)
Horário: Domingo, dia 05, às 22h
Classificação: 16 anos
Inédito e exclusivo
Direção: Oscar Ruiz Navia

Sinopse: Vencedor do prêmio especial do júri no Festival de Locarno (Suíça) e exibido como parte da programação de mostras em Havana (Cuba) e Mar del Plata (Argentina), o filme traz tonalidades dramáticas aos dilemas de dois jovens da periferia da cidade, cheios de questionamentos sobre a realidade em que estão inseridos e reunidos pelo amor à arte de rua, sempre transgressora aos olhos das autoridades. 

Ras (Jovan Alexis Marquinez) é um adolescente natural de um bairro pobre do terceiro maior município colombiano. O menino trabalha na construção de um edifício em uma firma de engenharia civil durante o dia, mas aproveita as noites para se dedicar à sua real paixão: pintar um grande mural de arte urbana nas paredes da cidade, trazendo cor às tonalidades cinzas do lugar. As longas jornadas em ambos os ofícios praticamente o impedem de ter uma noite de sono e ele tem devaneios ainda acordado. Com pouco dinheiro para finalizar o tão desejado painel, o jovem rouba pequenas quantidades de tinta da obra, mas acaba por ser descoberto e consequentemente demitido. Sem um tostão no bolso e nem perspectiva de concluir o desenho, o garoto sai à procura de Calvin (Calvin Buenaventura), um grafiteiro com acesso à educação formal de artes plásticas.

Os traços de Ras funcionam como válvulas de escape para lidar com os problemas de seu cotidiano de pobreza e quase nenhuma esperança na vida. Calvin tem uma situação financeira mais confortável, mas lida com a iminente morte da avó, com câncer, e com a dificuldade no relacionamento com o pai. Juntos, eles vão enfrentar a austeridade do estado na repressão à uma forma de expressão tida como marginal e exorcizar os próprios demônios. Nas paredes incolores de uma grande cidade, eles destilam brilho não apenas para o município, mas também para suas próprias vidas até não ser mais possível distinguir criador e criatura.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.