Header Ads

Confira o resumo da semana de "Belaventura" de 16 a 20 de outubro


Resumo da Semana "Belaventura". (Imagem/Divulgação)
Confira o resumo da semana de "Belaventura" de 16 a 20 de outubro. Mesmo em guerra, Enrico (Bernardo Velasco) e Pietra (Rayanne Morais) são aconselhados a se casarem logo. Irada, Selena (Giselle Itié) pede ajuda a Marion (Helena Fernandes) para impedi-los. Na hora do “sim”, ela grita que o casório não pode acontecer.

Segunda-feira, dia 16

Na estalagem, Pietra está tímida diante de Enrico. Matriona, Quixote e Tácitus observam. Ariela está visivelmente contente. Enrico pede que Pietra confie nele e que conte tudo o que sabe para o rei. Mistral vai ao castelo de Valedo para convocar Marion e Leocádia para uma audiência com o rei. Arturo diz à Brione que Gonzalo é um refugiado de Terragalon que no passado invadiu Belaventura e que um dia ele será expulso. Brione repreende Arturo e diz que ele não tem conhecimento a respeito. Jacques entra e já desarma Arturo. Carmona pede a Corinto que vá até a vila dos plebeus e peça perdão a Tácitus em seu nome. Na floresta, Joniel luta com os homens de Fergau, Falstaff consegue fugir. Biniek chega e pede que parem. Os homens obedecem e todos se espantam ao ver que Severo e Fernão estão com Biniek. Severo diz a Joniel que ele tem a decisão de morrer ou servir à casa de Valedo. Matriona consola Tiana que está preocupada com Joniel. Pietra caminha ao lado de Enrico e diz que está com medo. Cedric encontra com Leocádia e Marion e diz que elas precisam ser bem convincentes para se salvarem. Selena está aos prantos e encontra Enrico e Pietra. Enrico leva as duas para seu quarto. Selena diz a Enrico que o rei deu a notícia a ela que Gauvaine morreu e que nunca poderá realizar seu sonho juntos. Enrico lamenta. Enrico sai do quarto para comunicar que já está no castelo. Selena se aproxima de Pietra e se apresenta. Selena diz que ouviu do próprio rei que seria bem melhor que nunca mais ela voltasse para o castelo e Pietra se surpreende. Tácitus recusa a desculpa da princesa e pede que Corinto retransmita a mensagem. Otoniel pressiona e Marion fica confusa e revela que Pietra estava como prisioneira. Brione conversa com Jaques sobre as atitudes de Arturo que se voltou contra eles. Severo chega e manda fechar o castelo impedindo que ninguém mais entre. Fernão ajuda Joniel a andar. Gonzalo se surpreende ao ver o pai. Brione chocada diante de Severo e Fernão. Joniel levanta e parte para cima de Gonzalo e diz que a culpa é dele e Severo o detém. Tiana encara Falstaff e pede notícias de Joniel. Accalon diz à parteira Morgana que sabe sobre o rapto dos bebês e quer que ela conte toda a verdade. Leocádia e Marion estão diante de Otoniel e já reagem à chegada de Merlino, com Mistral.É quando Enrico entra com Pietra e todos reagem preocupados. Otoniel agradece pela presença de Pietra. Enrico diz que é chegado o momento da verdade aparecer, na grande tensão de todos.

Terça-feira, dia 17

Pietra está diante de Otoniel e Enrico pede para interrogar Merlino que quer saber sobre o antídoto. Merlino diz que não sabe responder e Pietra diz que estava presente quando Marion admitiu que Leocádia comprou o veneno e o antídoto para Merlino por um alto valor, e por esse motivo estavam devendo uma grande quantia à Ordem Pura. Leocádia se antecipa e diz que é verdade e todos se surpreendem. Severo pede que Brione se proteja e ela diz que os soldados do rei já estiveram no castelo. Severo diz que tomará as devidas providências. Tiana aflita e chorando, é consolada por Matriona, Quixote e Tácitus por não saber notícias de Joniel. Severo está agitado dinate de Biniek e diz que a ordem é espalhar o terror em todo o reino imediatamente. Pietra diz que é inocente e que tem duas testemunhas, Bartolion e Accalon que estavam presentes quando ela reproduziu o antídoto. Otoniel ordena aos guardas que prendam Marion e Leocádia na torre. Severo ataca Jacques com golpes de espada que se esquiva. Gonzalo e Brione treinam com adagas. Severo luta com Jacques que o fere com a espada. Severo chama Jacques de traidor e que ele é uma vergonha para a casa de Valedo. Tácitus e Gregor caminham com cuidado pela floresta a procura de Joniel. Carmona está chocada diante de Corinto que revela que Tácitus não aceitou seu pedido de desculpas. Otoniel está perturbado, Enrico e Pietra o observam com preocupação. Merlino ao lado e Bartolion também por ali. Otoniel não permite que Merlino se retire e garante à Pietra que nada de mal irá acontecer a ela. Otoniel pede desculpas por todo sofrimento que passou no reino, e agradece também por ter salvo a vida de Lizabeta. Otoniel desembainha a espada e encosta no peito de Cedric e diz que sabe muito bem o que deve fazer e que não precisa dos conselhos de um traidor e que seu tempo no castelo acabou.

Quarta-feira, dia 18

Cedric está tenso, Otoniel segue com a espada em seu peito. Enrico, Pietra, Merlino, Mistral e o Bartolion em alerta. Pietra questiona e Cedric responde que apenas cumpriu ordens ao levar sua mãe que era procurada pela Ordem. Marion está furiosa diante de Leocádia. Arturo discute com Severo por ter colocado Gonzalo para comandar a tropa. Joniel diz a Gonzalo que não tem escolha e terá de enfrentar o rei. Tácitus e Gregor conversam com Matriona, Quixote e Tiana e dizem que encontraram os Errantes que falavam sobre um ataque. Dulcinéa interrompe e diz que o rei precisa ser avisado e todos concordam. Severo está irritado diante de Joniel e Gonzalo e diz que precisa resgatar sua esposa e mãe. Severo sugere que Gonzalo entre no castelo disfarçado. Jacques entra e diz que seu plano se depender dele, não dará certo. Severo manda prender Jacques. Otoniel proíbe Cedric de sair do castelo. Cedric reage, surpreso, mas controla sua revolta. Lizabeta pede a Enrico que interceda por Jacques para que não pague pelos erros da família. Enrico aceita desde que ela aceite ser sua dama de honra do seu casamento. Lizabeta se surpreende. Carmona discute com Otoniel que está chocada com a notícia do casamento de Enrico. Carmona pega uma trouxa de roupa e diz a Otoniel que vai embora. Páris está aflito e agitado, secando o suor da testa e olhando para a decoração do palecete para o sarau. Tamar vem de dentro e é elogiada por Inesita e Páris que dizem que ela está deslumbrante. Polentina e Fubaldo chegam para o sarau e percebem que chegaram muito cedo. Tiana é presa no castelo de Valedo e diz que não é invasora e quer apenas falar com Gonzalo. Joniel chega na hora e manda soltá-la. Tiana conta a Joniel que há uma ameaça de invasão dos Errantes à Vila. Carmona chora e Enrico pede que ela permaneça no castelo. Carmona chega ao palacete de Páris e alguns plebeus a olham, curiosos. Polentina pergunta à Carmona se ela vai impedir o sarau, e ela responde que veio para ficar. Páris se surpreende. Severo está sentado em seu trono diante de Biniek e Joniel. Severo pergunta como estão os preparativos para o plano. Biniek diz que está tudo certo, os Errantes já estão organizados e espalhados pelos quatro cantos do reino. Pietra está deitada, adormecida. Quando ela desperta assustada, já tendo a boca tampada por alguém. É Cedric.

Quinta-feira, dia 19

Pietra está apavorada diante de Cedric que a ameaça entregá-la para ser queimada igual sua mãe. Pietra grita por socorro e Cedric desfere um tapa no seu rosto. Enrico agradece Otoniel por ter acreditado em Pietra. Marion reclama na prisão sobre o tratamento que está recebendo. Biniek negocia com Severo e quer uma garantia. Brione entra apressada e os Errantes já seguram Brione. Severo encara Biniek. Otoniel manda chamar Merlino e diz a ele que está banido de Belaventura. Carmona no sarau, bebe de sua taça, amargurada. Tamar a olha, condoída. Cedric leva Pietra junto de si encostando uma adaga em seu pescoço. Selena surge por trás. Marion e Leocádia se encaram, quando a porta se abre e Fernão aparece vestido de soldado de Belaventura. Selena lança uma adaga e acerta o braço de Cedric. Pietra consegue se desvencilhar e corre na direção de Selena. Cedric escapa dali. Gonzalo avisa a Accalon que o castelo está sendo atacado e pede para avisar o rei. Cedric alcança a carroça em que estão fugindo Leocádia e Marion. Carmona ordena que Tácitus dance com ela e aceite seu pedido de desculpas. Paris questiona que ela deve dançar com ele que é o noivo. Carmona já dança e estende a mão para Tácitus. Todos aplaudem e ficam na expectativa. Daros captura Marion e lamenta a Enrico que não conseguiu evitar que os outros fugissem. Jacques sentado no chão, cabisbaixo, acorrentado. Brione entra chorando e brigando com um soldado, que tenta impedir sua entrada. Brione abraça Jacques, muito nervosa. Jacques diz que vai protegê-la e que ela deve tomar cuidado até mesmo com Arturo. Marion fica diante de Otoniel, Enrico, Accalon, Daros e Mistral. Marion se joga aos pés de Otoniel, dramática. Carmona e Páris gargalham, visivelmente embriagados. Falstaff invade a casa de Quixote e pergunta pela mulher grávida dele. Severo pergunta de Marion à Leocádia que fica tensa. Marion revela a Otoniel que Severo está preparando um ataque junto com os Errantes e que eles precisam buscar alianças e reforçar a guarda de Belaventura, mas Otoniel diz que irá atacá-los antes. Bartolion sugere a Enrico e Pietra que devem se casar imediatamente, antes da guerra começar. Enrico e Pietra se olham, confusos.

Sexta-feira, dia 20

Bartolion se aproxima de Enrico e Pietra, que seguem surpresos. Enrico questiona se precisam mesmo se casar e Bartolion aconselha que é justamente em tempos de guerra que atitudes de amor devem ser valorizadas e incentivadas. Severo quer saber de Cedric quais são os próximos passos de Otoniel contra ele. Otoniel pede a Mistral que assegure que a população esteja segura e não entre em pânico e pede para levar Marion de volta a torre. Marion diz que não pode ser tratada assim e já provou que está do lado do rei. Matriona discute com Quixote por ter expulsado Falstaff com um facão, é quando Tácitus entra carregando Carmona sobre o ombro. Carmona o chama de ogro e grita para que a coloque no chão. Corinto entra correndo, ofegante e diz que vai levá-la para casa. Carmona diz que não vai a lugar nenhum. Carmona abaixa a cabeça e chora. Dulcinéa sente dores e Lizabeta está com ela. Elia traz algo para Dulcinéa se alimentar. Gonzalo encontra com Jacques na prisão. Jacques pede que o ajude a sair dali. Enrico diz à Pietra que não vê a hora de tê-la como esposa. Enrico sorri e beija Pietra, carinhoso. Selena está supresa diante de Bartolion e Otoniel e diz que não parece adequado casar Enrico no momento de guerra. Tácitus coloca Carmona na cama e se levanta para sair, mas ela o segura e diz que não quer ficar sozinha. Carmona e Tácitus se beijam. Enrico e Pietra conversam com Elia que querem uma cerimônia simples para o casamento. Selena está irritada e anda de um lado para o outro diante de Daros e diz que é um absurdo realizar o casamento do príncipe num momento como esse. Cedric sugere a Severo que Pietra seja queimada na fogueira. Chega o dia do casamento de Enrico e Pietra. Na sala do trono, Bartolion se aproxima, se coloca diante de Enrico. Mistral se coloca diante da porta. Pietra entra, linda. Gonzalo diz à Brione para deixarem Belaventura. Brione pede para que não tenha que escolher. Joniel conversa com Tiana sobre reconstruir o reino de Terragalon e Tiana diz que seria uma loucura. Brione resiste, mas aceita partir com Gonzalo. Selena visita Marion na prisão. Selena diz à Marion que Enrico e Pietra estão se casando e que se ela tem alguma coisa que impeça esse matrimônio que fale imediatamente. Severo e Cedric estão diante da mesa, onde há um mapa de Belaventura. Cedric e Severo comemoram com uma taça e brindam. Alguns instantes e Cedric passa mal e cai no chão. Bartolion vai sacramentar a união de Pietra e Enrico e Selena interrompe e diz que o casamento não pode acontecer, para espanto de todos.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.