Header Ads

Na semana de aniversário de Vinicius de Moraes, estreia no Curta! “Vinicius, um rapaz de família”


Canal homenageia o Vinicius de Moraes. (Imagem/Divulgação)
Na véspera do dia em que comemoraria mais um aniversário, Vinicius de Moraes, um dos principais nomes da música popular brasileira, é reverenciado pelo Curta!. Na Quarta de Cinema, 18, às 20h, estreia na faixa “A Vida é Curta” o documentário “Vinicius de Moraes, um rapaz de família”. Com o olhar afetivo da filha Susana Moraes, que dirige a produção, a obra mostra o artista na intimidade: o homem que colecionou títulos, de poeta até diplomata, e que vivia cercado de amigos como Oscar Niemeyer, Ferreira Gullar e Tom Jobim. Longe de ser uma biografia linear, oficial, “Vinicius de Moraes, um rapaz de família”, é, segundo o cineasta Walter Salles, “uma das experiências mais originais do documentário brasileiro das últimas décadas". 

Na sequência da faixa “A Vida é Curta”,  será exibido “Nelson Cavaquinho”. O cotidiano do sambista é revelado pelo diretor Leon Hirszman. A produção ganhou o prêmio destaque do júri no Festival Brasileiro de Curta-Metragem, em 1971, e foi montada pelo amigo de Hirszman e também cineasta Eduardo Escorel.

Ainda na Quarta de Cinema, às 23h, o episódio inédito da série “Luz & Sombra: Fotógrafos do Cinema Brasileiro” traz Affonso Beato, fotógrafo brasileiro radicado nos Estados Unidos. Fundador da Associação Brasileira de Cinematografia, a ABC, Beato conta como começou sua carreira como assistente de câmera de Ricardo Aronovich, em “Os Fuzis” (1964), de Ruy Guerra, e virou fotógrafo a partir da parceria com o diretor Glauber Rocha em “O Dragão da Maldade contra o santo Guerreiro” (1969). Affonso Beato relembra, ainda, passagens significativas da carreira que o levaram até trabalhos com alguns dos principais realizadores do cinema mundial, como Jim McBride, Carlos Diegues, Walter Salles e Pedro Almodóvar. Ele fala ainda sobre seu trabalho na TV Globo e com Jayme Monjardim em “O Tempo e o Vento” (2012) e “Maysa: Quando fala o coração” (2009). 

A eleição emblemática da escritora Rachel de Queiroz para a cadeira de número 5 da Academia Brasileira de Letras, é um dos destaques do episódio inédito da série exclusiva do Curta!, “Imortais da Academia”, na Quinta do Pensamento, 19, às 23h30. Primeira mulher a tomar posse na Casa de Machados de Assis, Rachel de Queiroz publicou o seu primeiro romance, “O Quinze”, quando tinha apenas 20 anos de idade. A obra, que narra a saga nordestina em busca de sobrevivência na grande seca de 1915, é considerada um marco na literatura brasileira e um dos principais títulos da escritora. Além de Rachel de Queiroz, o episódio de “Imortais da Academia” destaca  ainda  o atual ocupante da cadeira, José Murilo de Carvalho, considerado um dos maiores historiadores brasileiros da contemporaneidade.

Já na Sexta da Sociedade, 20, às 21h, é vez da série “Arqueologias, em busca dos primeiros brasileiros”. No episódio “Amazônia 10 milhões”, o diretor Ricardo Azoury desvenda a região e suas particularidades, como alguns costumes e estruturas organizacionais indígenas. Através de depoimentos de pesquisadores e de arqueólogos, a produção revela como a arqueologia ajuda a entender a ocupação das populações em regiões tropicais ao longo de milênios. “Arqueologias, em busca dos primeiros brasileiros” é uma produção da Escrevendo Filmes financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual.

O cantor, compositor e músico Paulinho Moska fala sobre suas influências e inspirações musicais e interpreta versões para canções de sucesso na série exclusiva do Curta!, “As Canções da Minha Vida”, na Segunda da Música, 16, às 23h15. O artista canta "Terra", de Caetano Veloso, "Enrosca", que ficou famosa na voz de Fábio Jr., "Sonhos", de Peninha, e “Nuvem Passageira”, sucesso único de Hermes Aquino. Entre suas composições autorais, ele apresenta “Tudo Novo de Novo”. Com direção de Bruno Levinson e produção da Raccord, “As Canções da Minha Vida” traça um panorama sobre as canções que marcaram e influenciaram importantes nomes da música brasileira.

Na Terça das Artes, 17, às 23h30, o episódio inédito da série exclusiva “Caçadores da Alma” investiga as linguagens narrativas que surgem na fotografia a partir da viagem criativa e artística, além das diferentes técnicas de registro. O cineasta Silvio Tendler apresenta depoimentos e trabalhos de renomados artistas da fotografia, como Orlando Azevedo, Bob Wolfenson, Vilma Slomp, Cris Bierrenbach e Walter Firmo.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Tecnologia do Blogger.