Header Ads

A&E - Destaques da programação de 4 a 10 de dezembro


Destaques da programação A&E. (Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do canal A&E de 04 a 10 de dezembro. O canal estreia a minissérie O Assassinato de Laci Peterson (5) e a segunda temporada de Escravos da Cientologia (6).

Outros destaques do canal são os últimos episódios das temporadas de Desaparecidos e NCIS: New Orleans. Serão apresentados ainda Acumuladores Compulsivos e o longa vencedor do Oscar, Crash: No Limite (10).

4/12, segunda-feira, 20h

No episódio de Acumuladores Compulsivos, homem coleciona bolas de boliche e equipamentos de ginástica

Os personagens de Acumuladores Compulsivos (Hoarders), série exclusiva do A&E, parecem pessoas comuns, mas escondem transtornos que muitas vezes os levam a perder família, amigos, dignidade e também a liberdade. Eles fazem de suas casas ambientes insalubres, pois acumulam objetos que não têm nenhuma utilidade, transformando os espaços em verdadeiros lixões. Muitos estão prestes a serem despejados ou sofrerem intervenção de entidades de saúde pública, em virtude de denúncia de vizinhos incomodados com tamanha sujeira e desordem.

Ao contrário de colecionadores, são pessoas que sofrem do transtorno mental conhecido como colecionismo. Elas têm uma condição patológica séria e participam do programa com tratamento específico para cada caso, sempre com a orientação qualificada de terapeutas, na tentativa de recuperá-las desse transtorno.

No episódio de hoje, Carrie foi abusada por membros de sua própria família por muito tempo, e isso a fez desenvolver uma compulsão por comprar tudo aquilo que lhe sirva como proteção. James afirma que não é um acumulador, mas sua casa está cheia de bolas de boliche e equipamentos de ginástica.

ESTREIA - 5/12, terça-feira, 22h30

A&E estreia minissérie sobre um crime que chocou os Estados Unidos

O julgamento de Scott Peterson é retratado em O Assassinato de Laci Peterson (The Murder of Laci Peterson), minissérie original em seis episódios que o A&E estreia nesta terça. Em formato de documentário, a produção aborda um caso que destruiu uma família e foi acompanhado pelo país. Esse episódio definiu uma era e ajudou a entender o sistema de justiça criminal dos Estados Unidos – e como influências externas podem afetar esse sistema.

O mistério do desaparecimento de Laci Peterson na noite de Natal de 2002 chamou a atenção da nação. Grávida de oito meses, ela sumiu sem deixar rastros. Os corpos dela e do bebê apareceram quatro meses depois nas praias da Baía de São Francisco, causando um frenesi midiático tanto em nível local como nacional. Até este dia, ninguém sabia exatamente quando, onde ou como ela tinha sido morta, embora o seu marido Scott Peterson tenha sido condenado à morte por seu assassinato, mesmo sem evidências ou testemunhas.

Na última década, detalhes suspeitos vieram à tona, como testemunhas ignoradas, falhas no trabalho da polícia e júris não qualificados, lançando dúvidas sobre o que teria acontecido a Laci e se Scott seria realmente o assassino. O Assassinato de Laci Peterson traz um novo olhar para o caso, reexaminando as evidências circunstanciais e avaliando a influência da mídia na investigação e solução do crime. A série traz novas entrevistas com Scott Peterson, concedidas dentro da cadeia, e seus familiares. Além disso, a produção apresenta uma extensa lista de depoimentos de testemunhas oculares, especialistas, advogados, policiais, jornalistas e detetives (profissionais e amadores) envolvidos no caso.

No episódio de estreia, Busca desesperada, Laci Peterson está grávida de oito meses e desaparece misteriosamente em Modesto, Califórnia. Imediatamente, uma intensa busca e uma investigação policial são iniciadas. E o principal suspeito é o seu marido, Scott.

ESTREIA – 6/12, quarta-feira, 20h50

Em sua nova temporada, Escravos da Cientologia traz mais casos impactantes de abuso, perseguição e extorsão

Escravos da Cientologia, a reveladora série vencedora de um prêmio Emmy em 2017 como Melhor série Informativa/Especial, está de volta ao A&E nesta quarta-feira. A segunda temporada apresenta novos depoimentos de ex-membros da Cientologia, que tiveram suas vidas significativamente afetadas pela prática dessa igreja. Sob o comando da atriz Leah Remini, que deixou a instituição em 2013, a série traz à tona histórias terríveis vividas por aqueles que abandonaram a igreja e tiveram coragem de falar abertamente sobre suas experiências.

Nesta segunda temporada, a série acompanha Leah Remini e o também ex-membro da Cientologia Mike Rinder, enquanto apresentam histórias impactantes de abuso, angústia, extorsão e assédio, vividas por pessoas que deixaram a instituição. O objetivo é ajudar aqueles que sofreram com a igreja e tentar alertar quem ainda faz parte dela. Os casos incluem a perda de entes queridos por suicídios, a experiência de ter crescido na organização paramilitar da igreja (The Sea Organization – A Organização do Mar) e o depoimento terrível da vivência pessoal do cineasta ganhador do Oscar Paul Haggis (Crash, Menina de Ouro).

No episódio de estreia, O espírito imortal, Leah Remini continua com sua missão de expor a Cientologia e ser a porta-voz de suas vítimas. Mirriam e Saina cresceram juntas na igreja e agora, em busca de justiça, compartilham suas dolorosas histórias de abandono e abuso sexual.

FINAL DE TEMPORADA – 6/12, quarta-feira, 23h15

Segunda temporada de Desaparecidos termina nesta quarta com dois casos de crianças levadas para Israel

A produção nacional Desaparecidos série de grande sucesso do A&E, em sua segunda temporada seguiu apresentando casos de pessoas que sumiram sem deixar rastros. Segundo estatística, a cada 11 minutos uma pessoa desaparece no país. Grande parte desses casos permanece sem solução por anos, e alguns podem até revelar finais trágicos e surpreendentes.

Em cada episódio, a série traz dois casos de pessoas desaparecidas. Depoimentos de policiais, investigadores, amigos e parentes, além de dramatização, mostram a luta dos familiares que nunca perdem a esperança de encontrar seus entes queridos. No final do programa, é revelado qual caso foi solucionado. Além disso, é divulgado um telefone de contato, para que os telespectadores deem informações e possam colaborar com as investigações ainda em andamento.

Lior e Charlotte, título do último episódio da temporada, mostra o drama de Lior, um jovem que foi adotado em Israel ainda bebê. Já adulto, ele e sua família adotiva descobriram que a adoção tinha sido fruto de uma fraude. Ele decide, então, aprender português para tentar encontrar a família biológica, e vem ao País para investigar seu passado em busca da verdade. No outro caso, Charlotte foi criada na França por uma família adotiva abusiva, e atravessou um oceano rumo ao Brasil. Ela precisava encontrar as suas raízes. As duas histórias são fruto de tráfico de crianças.

FINAL DE TEMPORADA - 9/12, sábado, 21h35

No último episódio da terceira temporada de NCIS: New Orleans, equipe recebe ajuda do FBI

NCIS: New Orleans acompanha a rotina de agentes especiais do departamento do Serviço de Investigações Criminais e Navais enquanto desvendam crimes relacionados  a militares, em uma das cidades mais festivas dos Estados Unidos. A diversidade cultural de New Orleans é um dos diferenciais da produção, também repleta de ação.

Quem lidera os investigadores é o agente especial Dwayne Pride (Scott Bakula, de Behind the Candelabra), um nativo determinado a fazer o que é correto. Seus parceiros são os agentes especiais Christopher Lasalle (Lucas Black), que brinca o tempo todo, mas também trabalha pesado; e Meredith ‘Merry’ Brody (Zoe McLellan), uma interrogadora carismática e durona, que veio do departamento de Great Lakers em busca de um recomeço. Dando suporte a eles, está a médica legista Dra. Loretta Wade (CCH Pounder), tão excêntrica quanto esperta. A colorida e turística cidade de New Orleans é um imã para pessoas que estão em busca de diversão e, quando os excessos são seguidos de problemas, o time de Pride entra em ação.

No episódio final da terceira temporada, Justiça poética, a equipe de NCIS pede a ajuda do Diretor-Adjunto do FBI para acabar com o plano macabro do Prefeito Hamilton.

10/12, domingo, 18h

Vencedor de três Oscar®, Crash: No Limite é a atração da faixa A&E Movies deste domingo

Aclamado pela crítica e vencedor de prêmios, entre eles, três Oscar® (filme do ano, roteiro original e edição), o drama Crash: No Limite é o destaque de hoje do A&E. Na trama, as vidas de diferentes cidadãos da cidade de Los Angeles (interpretados por grande elenco) se misturam, em histórias que envolvem perdas, redenção e questões sociológicas e raciais.

A descoberta do corpo de um homem brutalmente assassinado ao lado de uma via fará com que as vidas de várias pessoas se cruzem, de maneira casual. Entre esses personagens, estão um policial veterano e racista, seu companheiro novato e idealista, uma dona-de-casa esposa do fiscal do distrito, um comerciante iraniano e um casal de negros bem-sucedidos.

Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.