header ads

"Cidade Partida" discute temas polêmicos da nossa sociedade na segunda temporada no Canal Brasil


"Cidade Partida" discute temas polêmicos da nossa sociedade em nova temporada no Canal Brasil. (Imagem/Divulgação)
Convidados com opiniões divergentes abordam temas polêmicos em alta na sociedade e nas redes sociais. Esse é o mote de "Cidade Partida", que estreia a segunda temporada no Canal Brasil dia 20 de fevereiro ás 21h, com direção de Jefferson Oliveira Don. Em uma mesa-redonda composta sempre por José Junior como mediador, Luis Erlanger, responsável pelos dados jornalísticos, e Elisa Lucinda, que encerra cada episódio como uma poesia, o trio recebe dois convidados com argumentos contrários sobre assuntos como apropriação cultural, pena de morte, acolhimento de refugiados, adoção por casais homossexuais, arte urbana, identidade de gênero, feminismo, entre outros. Os dois primeiros programas estarão disponíveis no Canal Brasil Play, inclusive para não assinantes, no dia 18.

No episódio de estreia, a pergunta da vez é "delação premiada faz justiça?". O promotor de justiça Roberto Livianu e o advogado Wadih Damous expõem seus pontos de vista, discutem a forma como ela está sendo aplicada e as vantagens e desvantagens para o Estado de Direito. A atração levanta ainda questões como "é justo trocar informações por impunidade?" e "a sociedade se beneficia com a delação?". Para terminar, Elisa Lucinda recita a poesia de sua autoria "Só de Sacanagem", escrita em 2004.

Postar um comentário

0 Comentários