Home Top Ad

Canal VIVA - Destaques da programação de 16 a 22 julho

Share:

(Imagem/Divulgação)
Conheça os destaques da programação do Canal VIVA de 16 a 22 de julho.

SEG 16 > 9:30
A FEITICEIRA

Endora não perde uma oportunidade para provocar Darrin. E não seria diferente quando ele estava à procura de uma “Miss Jasmine” para a conta de perfume de sua empresa. A modelo Jannine Fleur é a escolhida e Samantha descobre que Jannine é uma bruxa que Endora pediu para conquistar Darrin. A feiticeira avisa Jannine para se afastar de Darrin.

Darrin e Larry vão ao apartamento de Jannine para discutir detalhes da campanha “Miss Jasmine”. Jannine aproveita e coloca sonífero nas bebidas. Larry adormece e Darrin se torna amoroso. Assim que Darrin começa a beijar Jannine, Samantha usa sua bruxaria, e Darrin aparece para Jannine como um peixe grande e feio. Quando a campanha é concluída, Samantha transforma a imagem de “Miss Jasmine” em uma caricatura de Jannine.

TER 17 > 21:15
SAI DE BAIXO

“O Céu Pode Espernear” é o episódio do Fim de Ano da família mais louca do Largo do Arouche. Caco Antibes (Miguel Falabella) rouba o dinheiro do presépio vivo do local, e toda a culpa cai em Ribamar (Tom Cavalcante), que era o responsável por cuidar da quantia. O porteiro também interpreta um jumento na representação.

Mas as falcatruas de Caco não param. Ele arranja uma amante e faz planos de levá-la para Manhattan com as economias que estavam no colchão de Edileuza (Cláudia Jimenez), deixando a doméstica em desespero. O loiro ainda presenteia sua sogra Cassandra (Aracy Balabanian) com cheques sem fundo. Tudo de propósito, claro, para ela passar vergonha no shopping. Nem mesmo Magda (Marisa Orth) escapa das armações de Caco.

E para interromper todas essas maldades, o anjo da guarda do 171, interpretado por Lima Duarte, chega ao apartamento. Sua intenção é transformá-lo em um bom homem até a meia-noite. A missão parece quase um milagre.

QUA 18 > 22:15
OS NORMAIS

No episódio “Casal Que Vive Brigando Não Tem Crise”, Rui (Luiz Fernando Guimarães) batalha pela atenção de Vani (Fernanda Torres), que só quer saber de assistir novela. Ele tenta, em vão, já que a noiva não desgruda o olho da televisão.

A campainha toca e é Maristela (Graziella Moretto) pedindo socorro a Rui. A professora aceitou o convite de Fabiana (Maria Fernanda Cândido) para um jantar, mas acha que a amiga é lésbica e não quer ir sozinha. Rui é convocado para servir de namorado fake da moça e aceita de primeira, crente que realizará o sonho de ver duas mulheres juntas. Vani, que só pensa em novela, nem repara a intenção dele.

Após a saída de Rui, Bernardo (Selton Mello) aparece na casa do casal pedindo para assistir ao capítulo da novela com Vani. Enquanto Rui faz de tudo para ver as amigas juntas, Bernardo entra em discussão com a noiva do amigo sobre fidelidade.

QUI 19 > 17:00
ENCONTRO COM FÁTIMA BERNARDES

Os convidados do dia são os atores Deborah Evelyn, Juliana Paiva, David Lucas, o treinador e ex-jogador de vôlei Giovane Gávio e o grupo musical Melanina Carioca. No quadro “Quem tem razão”, o debate é em torno de um casal que discorda acerca da adoção do chip no uniforme escolar de seus dois filhos. O chip informa aos pais, por mensagem de texto, quando os jovens entram e saem da escola. Enquanto a mãe enxerga o chip como uma forma de controlar a educação dos filhos de forma segura, o pai acha a medida desnecessária e diz que a ideia da vigilância é assustadora. O bate-papo conta com a participação de uma psicóloga.

A discussão é seguida por uma conversa entre Fátima e o professor Ormandino Barcelos, responsável pela criação de um projeto que pretende formar cidadãos. Sem patrocínio, esse projeto do Instituto Ideal Brasil atende crianças e adolescentes de 10 a 18 anos com oficinas de atletismo. Ormandino chama atenção para o fato de que mais de 80 por cento dos jovens não têm pais: “eu sou o pai, eu sou o irmão, eu sou o treinador.”

Para finalizar o programa, uma apresentação do conjunto Melanina Carioca.

SEX 20 > 21:15
TOMA LÁ DÁ CÁ

No episódio “Os Politicamente Esquecidos”, Moacira (Débora Duarte), prima de Deise (Norma Bengell), vai ao condomínio Jambalaya tirar satisfação com os moradores que tratam sua parenta com preconceito. Com medo da confusão, Dona Álvara (Stella Miranda) fica amiga da moça e a convida para comandar a recém-criada SEPOCOJA – Secretaria do Politicamente Correto do Jambalaya.

Uma notícia bombástica agita o condomínio: Bozena (Alessandra Maestrini) está grávida! Por conta da novidade, ela faz uma série de exigências: não fazer horas extras, não trabalhar domingos e feriados, um enxoval e uma alimentação balanceada.

SEX 20 > 23:15
A VIDA COMO ELA É

O Sacrilégio”. Marcio (José Mayer) tem uma relação totalmente com a mãe, interpretada por Laura Cardoso. Quem vai sofrer com isso é Diná (Giulia Gam), futura esposa de Marcio. Mas ela acaba aceitando as intromissões da sogra que, depois do casamento, ainda vai morar com o casal. A gota d´água será na lua de mel, quando a senhora vai interromper os dois, sofrendo com uma gastrite. “Uma das duas terá que sair daqui. Ou morrer”, desabafa Diná.

SAB 21 > 19:00
DONOS DA HISTÓRIA

Neste episódio de “Donos da História”, Antônio Calmon, dramaturgo que escreveu sucessos como Vamp, Top Model, O Beijo do Vampiro e Armação Ilimitada, conta como foi a sua trajetória. Ney Latorraca e Claudia Ohana falam sobre o autor.

Calmon se mudou ainda na infância para o Rio de Janeiro. Quando tinha 10 anos, os planos da família era que ele fosse padre. Depois, diplomata. Na sequência, aceitaram com dificuldade que fosse sociólogo. “Minha família só se conformou quando entrei para a Globo. Foi quando também perdi 80% dos meus amigos cineastas intelectuais. Com pornochanchada eles já torceram o nariz. Hoje em dia, não. Mas para a minha família, a Globo me deu respeitabilidade”, recorda.

Sua carreira começou no cinema, como assistente de direção de profissionais como Cacá Diegues e Glauber Rocha. Seja exercendo o papel de diretor ou roteirista, Calmon reúne em sua filmografia produções como “Eu Matei Lúcio Flávio” (1979), “Menino do Rio” (1982), “Garota Dourada” (1984) e “O Quatrilho” (1995).

Ingressou na Globo em 1985, para ser um dos roteiristas de “Armação Ilimitada”, a convite de Daniel Filho. “O André de Biase e o Kadu Moliterno queriam fazer um programa de esportes radicais. Tentaram por dois anos e não saiu. O Daniel resolveu fazer um programa meio “Saturday Night Live”, o “Armação Ilimitada”, que virou um enorme sucesso. Era para ser um programa infanto-juvenil, mas virou uma coqueluche nacional. Acho que poderia ter continuado mais, mas acabou na hora certa porque todo mundo já estava cansado de fazer”, relembra Calmon, que neste mesmo ano colaborou com o seriado “Tarcísio & Glória”.

Seu trabalho como novelista começou em 1989, com a emblemática “Top Model”. Calmon comenta que, de repente, ficou sem ter o que fazer na TV Globo e Daniel o colocou em novelas. Foi então que o diretor foi trabalhar ao lado do já consagrado autor de teledramaturgia Walther Negrão e acabaram fazendo “Top Model”.

Durante o bate-papo, o autor conta ainda que a ideia de se fazer a novela “Vamp” surgiu de uma simbiose de várias coisas. “Primeiro, vi o filme “Festa dos Vampiros” e fiquei com ele na minha cabeça. Comecei a pensar numa novela de vampiros, uma comédia. Lembro que estava indo com Daniel Filho para Los Angeles. Quando o avião levantou voo o Daniel estava meio apavorado e aprovou que eu fizesse uma novela de vampiros. Disse então para eu ir escrevendo e mostrar. Ficamos algumas semanas em Los Angeles e comecei a anotar. Claro que não podia ser uma novela de vampiros, tinha que ser com trama que levasse a casais e relações de amor, entre pessoas normais”, relembra.

De acordo com o novelista, o trabalho revela o que a pessoa é. “Não adianta você querer se fingir que é politicamente correto ou incorreto. Se sou politicamente correto meu trabalho vai revelar isso. Se sou um mau caráter, ele vai revelar isso. Você se revela no que você faz. Tive uma determinada formação, pode-se dizer que passei por um monte de experiências. Você tem que ser fiel a você mesmo. Só isso”, finaliza.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.