Home Top Ad

Diretor russo Karen Shakhnazarov revela sua visão de mundo no Singulares da TV Brasil

Share:

(Imagem/Divulgação)
O cineasta Karen Shakhnazarov é o entrevistado desta quinta (16) do programa Singulares, às 21h15, na TV Brasil. O diretor viveu de perto um dos momentos mais emblemáticos do século XX: o auge e a queda do sistema comunista na Rússia.

Com cerca de quatro décadas de trajetória no universo do cinema, o convidado comenta os principais longas-metragens de sua carreira, analisa o papel do diretor na realização de um filme, além de explicar como a cultura soviética influenciou a sua arte.

Trajetória com reconhecimento internacional

Karen Shakhnazarov estudou na Universidade Panrusa Guerásimov de Cinematografia, em Moscou, na Rússia, apontada como a primeira escola de cinema oficial da Europa. Em mais de 30 anos de sétima arte, o cineasta dirigiu cerca de vinte filmes, maioria de longa-metragem.

Premiado em diversas ocasiões, o produtor, roteirista e diretor russo teve dois de seus filmes selecionados para concorrer a uma vaga no Oscar, entre eles o aclamado "Tigre Branco" (2012). A obra representou a Rússia na disputa pela estatueta de Melhor Filme Estrangeiro.

Paralela à sua carreira de cineasta, Shakhnazarov dirige o histórico estúdio Mosfilm, apontado como uma das maiores empresas produtoras de conteúdo audiovisual da Europa atualmente. O estúdio fomentou o cinema soviético de mestres da sétima arte como Serguei Eisenstein e Andrei Tarkovsky.

Filmografia teve sessão com clássicos na programação dda TV Brasil

Em fevereiro, a emissora pública reformulou sua faixa de cinema com a apresentação de grandes produções da sétima arte de segunda a quinta-feira, sempre às 23h45. O horário contempla sucessos do cinema brasileiro com reconhecimento internacional e filmes estrangeiros premiados.

Naquela oportunidade, a estreia da sessão Cine Mundial, às segundas com longas do exterior, levou ao ar o elogiado "Tigre Branco" (2012), primeiro filme da Mostra Karen Shakhnazarov. Com elementos de ação, drama e fantasia, a trama é ambientada no final da Segunda Guerra Mundial, em meio ao avanço das tropas soviéticas sobre Berlim.

Concentrada na filmografia do diretor russo, a seleção reuniu ainda outras quatro produções do cineasta: "Noite de Inverno em Gagra" (1985), "A Filha Americana" (1990), "Sonhos" (1993) e "Cidade dos Ventos" (2007).

Viagem ao país para o lançamento de "Anna Karenina: a história de Vronsky"

Este ano, Karen Shakhnazarov veio ao Brasil para promover o lançamento de seu novo filme "Anna Karenina: a história de Vronsky" (2018). Adaptação do romance de Liev Tolstói e de "Notas de um médico sobre a Guerra Russo-Japonesa" de Vikenty Veresaev, o clássico já foi protagonizado por atrizes como Greta Garbo, Vivien Leigh, Tatiana Samoilova e Keira Knightley.

Na versão recente realizada por Shakhnazarov, a trágica história de amor e adultério traz uma peculiaridade. A obra apresenta uma perspectiva diferente para a trama: o roteiro do experiente diretor russo conta a história do ponto de vista do conde Vronsky.

Durante sua estadia no país, entre o final de maio e o início de junho, o cineasta gravou esse depoimento exclusivo para o programa Singulares da TV Brasil.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.