Home Top Ad

Wagner Moura fala sobre "Marighella" no "Cinejornal" do Canal Brasil deste sábado

Share:

Imagem/Divulgação Canal Brasil
Wagner Moura é o entrevistado deste sábado, dia 26, no “Cinejornal” do Canal Brasil. Às vésperas de embarcar para a Alemanha para exibir pela primeira vez “Marighella”, sua estreia como diretor de cinema, no Festival de Berlim, o ator se encontrou com Simone Zuccolotto, em São Paulo, e conversou sobre a experiência. Adaptação do livro "Marighella - O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo", de Mário Magalhães, o filme é uma cinebiografia do ex-deputado, poeta e guerrilheiro brasileiro assassinado pela ditadura militar em 1969 e tem Seu Jorge, Adriana Esteves, Bruno Gagliasso e Humberto Carrão no elenco.

Sobre a escolha de Berlim como palco para primeira exibição do filme, Wagner comenta: “Eu acho Berlim, entre os grandes festivais de cinema, o mais interessante do mundo. É o mais progressista, o mais politizado. O cinema brasileiro tem uma trajetória bonita lá dentro: já ganhamos com ‘Central do Brasil’, com ‘Tropa [de Elite]’... tem uma história de ‘urso’ no cinema. Eu tenho uma história em Berlim porque eu estive lá com ‘Tropa 1’, com ‘Tropa 2’ e com ‘Praia do Futuro’. Então eu achei que era natural mandar o nosso filme e nós ficamos muito felizes com a seleção de ‘Marighella’ para a mostra principal”.

No Rio, a repórter Maria Clara Senra entrevistou o diretor Marcio Debellian e o historiador Luiz Antonio Simas, em um bar da Zona Norte, pouco antes da pré-estreia de “Fevereiros” – documentário que registra a vitória da Mangueira, em 2016, que teve um enredo homenageando Maria Bethânia. Além de filmar a escola e os preparativos do barracão, essa coprodução do Canal Brasil também acompanhou a cantora nas festas da Nossa Senhora da Purificação, na Bahia.

O programa mostra ainda um pouco da história de “Tito e os Pássaros”, Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg. A animação brasileira, que ficou entre os nove finalistas mas não entrou na lista final do Oscar 2019, foi indicada ao Annie de melhor longa-metragem independente de animação. A cerimônia acontece em Los Angeles no dia 02 de fevereiro.