Home Top Ad

Canal Brasil - Filmes em destaque na programação de 04 a 10 de fevereiro

Share:

FOTO: Divulgação Canal Brasil
Conheça os filmes em destaque na programação do Canal Brasil de 04 a 10 de fevereiro.

Querido Embaixador (2017) (105’)
Horário: SEGUNDA, DIA 04, ÀS 19H25
ESTREIA
Direção: Luiz Fernando Goulart
Classificação: 16 anos

Sinopse: Afastado da direção de longas-metragens desde o documentário “Mestre Bimba – A Capoeira Iluminada” (2005), o cineasta Luiz Fernando Goulart retorna para contar a história de Luiz Martins de Souza Dantas, embaixador brasileiro na França entre 1922 e 1944, condecorado pelo governo de Israel em 2003 com o título de “Justo entre as Nações” – honra atribuída a quem assistiu os judeus perseguidos pelos regimes autoritários na Segunda Guerra Mundial. A coprodução do Canal Brasil, Globo Filmes, GloboNews e Toscana Audiovisual é estrelada por Norival Rizzo, Alice Assef, Miriam Mehler, Felipe Rocha e Isio Ghelman.

A cinebiografia foge dos padrões convencionais do gênero documental e mescla imagens de arquivo, entrevistas e encenação. A película caminha pela história do diplomata Souza Dantas (Norival Rizzo), nomeado embaixador na França após período na Itália. Acostumado com as regalias e as amizades influentes que a posição lhe oferecia, a autoridade aproveitava a vida ao lado de Madeleine (Alice Assef), uma jovem atriz. A realidade de luxo muda de figura quando os horrores da Segunda Guerra transformam o cotidiano do país. Mesmo proibido pelo governo de Getúlio Vargas, o “Oskar Schindler Tupiniquim” forneceu mais de mil vistos irregulares para judeus e outras minorias europeias perseguidas pelo nazismo e pelo fascismo e a caminho de uma morte iminente.

Yonlu (2018) (87’)
Horário: TERÇA, DIA 05, ÀS 22H
INÉDITO E EXCLUSIVO 
Direção: Hique Montanari
Classificação: 14 anos

Sinopse: Vinicius (Thalles Cabral) é um adolescente de 16 anos conturbado pelas típicas dores do amadurecimento surgidas a essa época da vida. Depressivo, o jovem passa os dias trancado no próprio quarto gravando as muitas músicas por ele compostas, com grande destreza em diversos instrumentos e habilidade com as palavras. Sua rotina artística, na qual assume o pseudônimo Yonlu, é interrompida basicamente pelo colégio e pelas sessões de terapia com um psicanalista (Nelson Diniz), com quem desabafa sobre os muitos desalentos sofridos. Apesar do comportamento angustiado e das letras melancólicas do paciente, o psicólogo acredita não se tratar de alguém com a real capacidade e vontade de tirar a própria vida. O cenário muda, no entanto, quando o garoto encontra na internet comunidades virtuais de assistência para potenciais suicidas.

Tungstênio (2018) (80’)
Horário: QUARTA, DIA 06, ÀS 22H
Direção: Heitor Dhalia
Classificação: 16 anos

Sinopse: O tungstênio é o mais pesado elemento químico da tabela periódica passível de utilização por seres humanos, sendo amplamente utilizado para fazer bombas. As duas características do metal inspiram título e roteiro da internacionalmente premiada e traduzida história em quadrinhos de Marcello Quintanilha, recheada de personagens explosivos de personalidades destrutivas, carregadores de fardos complexos e dilemas densos. O diretor Heitor Dhalia – especialista em trazer para o cinema publicações do gênero, como Nina (2004) e O Cheiro do Ralo (2006), ambas de Lourenço Mutarelli – dirige a adaptação do texto nesta coprodução entre o Canal Brasil e a Paranoid Filmes estrelada por Fabrício Boliveira, Samira Carvalho, José Dumont e Wesley Guimarães.

O filme traz quatro personagens em momentos de crise cujas trajetórias se cruzam em Salvador, explicitando os demônios da terra de todos os santos. Richard (Fabrício Boliveira) é um policial violento e de métodos pouco ortodoxos para realizar seu trabalho. Casado com Keila (Samira Carvalho), o oficial coloca o relacionamento em risco diversas vezes por manter uma rede de amantes sem saber da intenção da esposa em pedir o divórcio. Ney (José Dumont) é um sargento reformado do exército revoltado com a falta de ordem na capital baiana e saudoso do tempo quando era considerado uma autoridade. Sem saber dos trabalhos escusos de Caju (Wesley Guimarães), o militar aposentado causa um rebuliço na praia ao perceber dois homens pescando com bombas e conecta a história dos envolvidos na trama.

Árido Movie (2006) (120’)
Horário: QUINTA, DIA 07, ÀS 22H
Direção: Lírio Ferreira
Classificação: 16 anos

Sinopse: Jonas (Guilherme Weber) é o repórter do tempo de uma grande rede de TV, que mora em São Paulo mas está indo para sua cidade-natal, localizada no interior do nordeste. O motivo é a morte de seu pai (Paulo César Pereio), com quem teve pouquíssimo contato e que foi assassinado inesperadamente. Jonas enfrenta problemas para chegar à cidade, até que recebe carona de Soledad (Giulia Gam), uma videomaker que está fazendo um documentário sobre a água no sertão. Ao chegar ele encontra uma parte da família a qual não conhecia até então, que lhe cobra que se vingue da morte do pai.

As Boas Maneiras (2018) (135’)
Horário: SEXTA, DIA 08, À 0H15
Direção: Juliana Rojas e Marco Dutra
Classificação: 14 anos

Sinopse: Ana (Marjorie Estiano) vive sozinha em seu apartamento após ser abandonada pela família e amigos por engravidar fora de seu então noivado. Ela contrata Clara (Isabél Zuaa), uma mulher negra e pobre para ajudar quando o neném nascer. A partir daí o roteiro dá sinais a respeito da natureza intrigante do bebê. Os tons azulados e as imagens noturnas prevalecem na tela, ampliando o clima de mistério, ao mesmo tempo em que a gestante exibe uma drástica mudança comportamental. A jovem dá à luz uma criança em uma das cenas mais impressionantes da película. A história inicia um novo capítulo alguns anos depois, acompanhando a saga dessa criatura (interpretada por Miguel Lobo).

Pendular (2017) (108’)
Horário: SÁBADO, DIA 09, ÀS 22H
Direção: Julia Murat
Classificação: 16 anos

Sinopse: Um galpão abandonado é o único cenário do longa-metragem e resume a totalidade do universo de dois artistas casados: Ela (Raquel Karro) é uma dançarina e precisa de espaço para praticar os passos dos seus espetáculos e Ele (Rodrigo Bolzan) construiu um ateliê para elaborar suas esculturas. Apenas uma fita laranja separa os ambientes de trabalho e os muitos espaços vazios são preenchidos com poucos móveis, diferente do esperado em uma residência comum. Mesmo sendo uma moradia e um escritório pouco usuais, os protagonistas recebem amigos, transformam o lugar em um campo de futebol e misturam de forma orgânica o âmbito privado com a criação artística e profissional, observando um ao outro a partir de uma parede simbólica.

Paraísos Artificiais (2012) (96’)
Horário: DOMINGO, DIA 10, ÀS 23H50
Direção: Marco Dutra
Classificação: 16 anos

Sinopse: Erika (Nathalia Dill) é uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara (Lívia de Bueno). Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando (Luca Bianchi) e o trio vive um momento intenso mas logo se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterdã, onde se apaixonam. Só que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco depois de se conhecerem, anos antes.