Home Top Ad

'Caminhos da Reportagem' da TV Brasil discute masculinidades contemporâneas

Share:

Divulgação TV Brasil
A edição inédita do programa Caminhos da Reportagem deste domingo (31), às 19h30, na TV Brasil, aborda a masculinidade. A equipe da produção entrevista homens de várias faixas econômicas e sociais para traçar um panorama e entender as transformações dos homens no século XXI.

Sete em cada 10 homens não falam de seus maiores medos com os amigos, segundo pesquisa realizada pela ONU com 20 mil pessoas em todo Brasil. Eles são maioria atrás das grades – 96% da população carcerária – cometem mais suicídios – 4 vezes mais que as mulheres – e foram criados para serem os provedores da família brasileira.

Os profissionais da emissora pública consultam o fundador e editor-chefe do site "Papo de Homem", Guilherme Valadares. Ele conta que se comove em palestras com o relato de homens criados para não chorar, beber muito e não falar de seus medos.

O Caminhos da Reportagem ouviu pessoas que fazem as mesmas queixas. São homens que foram educados para não jogar bola ou dirigir como mulher, para revidar com as agressões com a mesma moeda, para não chorar e para ser um homem "de verdade".

Rodas de conversa entre eles tem surgido em São Paulo, em grupos que discutem a mudança de paradigmas, atitudes em relação ao mundo que os condena com termos como masculinidade tóxica. Por que afinal, qual é o maior medo dos homens? "Serem comparados com as mulheres", diz o professor Fábio Mariano, PUC/SP.

Com reportagem da jornalista Paula Abritta, o programa da TV Brasil conversa com o advogado Rafa Rios que enfrentou preconceito quando se tornou florista e com Oga Mendonça que fala sobre os desafios de ser homem negro e a "obrigação" de ser o provedor da casa.