Home Top Ad

Programa esportivo Stadium apresenta novidades na TV Brasil

Share:

Novo identidade - Divulgação TV Brasil
Em novo horário de segunda a sábado, às 21h, o programa Stadium tem cenário, identidade visual e vinhetas atualizadas que estrearam com a nova programação da TV Brasil no dia 10 de abril.

Tradicional atração esportiva da emissora pública, há mais de 40 anos no ar, a produção é apresentada, ao vivo, pelo jornalista Paulo Garritano. As modalidades olímpicas e paralímpicas têm destaque na cobertura esportiva.

As novidades do Stadium conferem descontração e imprimem um ritmo mais jovem ao programa que tem 30 minutos de duração. Diariamente no estúdio, o apresentador recebe ao menos um convidado para um bate-papo informal. São atletas, técnicos e comentaristas que contam histórias e revelam curiosidades sobre a prática esportiva.

Um dos diferenciais do programa é a abordagem mais analítica sobre os assuntos atuais e o aprofundamento nas pautas. "A proposta é investir na informação, mas privilegiar a análise. Ir além do factual", explica Paulo Garritano.

O Stadium investe em matérias especiais e conteúdos poucos discutidos na mídia comercial sobre o esporte amador, além de abrir espaço para modalidades olímpicas. "O programa tem compromisso de inserir o esporte paralímpico na sociedade", completa o jornalista.

A produção esportiva da emissora pública também busca a inclusão. Desde 2016, o Stadium promove mais acessibilidade na telinha ao apresentar a interpretação dos conteúdos na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Divulgação TV Brasil
Matérias e entrevistas do programa deste sábado (13/4)

Na edição especial deste sábado (13/4), às 21h, na TV Brasil, as principais reportagens do Stadium, conduzido por Paulo Garritano, mostram o difícil processo de renovação do judô nacional e a situação do futebol feminino no país. O programa destaca a preparação da seleção brasileira para a Copa do Mundo que acontece na França em junho.

Para investigar o andamento das iniciativas que visam aperfeiçoar o judô nacional, o Stadium conversa com o atleta Daniel Cargnin, da categoria até 66 kg, e com o gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô, Ney Wilson Pereira. Eles abordam a importância da modalidade, uma das que tradiconalmente traz mais medalhas para o país em Jogos Olímpicos. A proximidade da competição no Japão, em 2020, berço do esporte, pauta a entrevista.

O fraco desempenho da seleção feminina de futebol nos jogos preparatórios para a Copa do Mundo deste ano assunto quem acompanha o esporte. A equipe liderada pela craque Marta perdeu as últimas nove partidas que disputou. O experiente treinador Marcos Gaspar, técnico do time sub-18 de futebol feminino do Flamengo comenta esse retrospecto negativo e aborda a importância de se investir nas categorias de base no país para a formação de novas atletas da modalidade.

Histórico

Considerado um dos programas esportivos mais longevos da televisão brasileira, o Stadium está no ar há mais de 40 anos, desde 1977, primeiro na TV Educativa do Rio de Janeiro e, desde 2008, na TV Brasil, emissora que a sucedeu.

A revista eletrônica já foi transmitida diariamente, chegou a ser semanal e, em novembro de 2016, voltou a ser diária. A atração faz parte da história do esporte nacional ao acompanhar a trajetória de novos talentos desde as categorias de base e apresentar a cobertura sobre nomes consagrados.

O Stadium busca mostrar, sob uma perspectiva diferente, as atividades que movimentam o mundo do esporte. O programa incentiva a participação de atletas que ainda não têm reconhecimento, mas que representam grandes promessas de conquistas para o país.

Com participação ao vivo de repórteres, atletas, técnicos e comentaristas, a produção aborda esportes de todas as modalidades, dos radicais aos de aventura, passando pelos olímpicos e paralímpicos.