Home Top Ad

Recordar é TV relembra estilo inconfundível de Ciro Monteiro

Share:

Divulgação TV Brasil
O Recordar é TV que a TV Brasil leva ao ar neste sábado (2), às 21h30, resgata uma preciosidade dos arquivos da antiga TVE-RJ, ainda em seus primórdios. Exibido em 1973, o programa ‘Especial Ciro Monteiro’ homenageia o sambista carioca de estilo único.

Com direção de Geraldo Casé, a atração foi gravada em preto e branco, em comemoração aos 60 anos de Ciro Monteiro. O episódio conta com a participação luxuosa de Carminha Mascarenhas, Albino Pinheiro, Manoel Alves, Elke Maravilha, Lúcio Alves e Sérgio Cabral.

Em um bate-papo descontraído sobre a vida e a obra do sambista, os convidados cantam junto com ele sucessos como “Se acaso você chegasse” e “Falsa baiana”, músicas imortalizadas na voz do homenageado. 

Durante o programa, o cantor e compositor fala sobre o início de carreira na rádio Philips, a convite de Sílvio Caldas, que o chamou para substituir o parceiro Luís Barbosa. Ciro relembra ainda da gravação de seu primeiro sucesso, em 1938: “Se acaso você chegasse”, de Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins.

Sempre acompanhado da singela caixinha de fósforo para marcar o ritmo, era um sambista ágil com as palavras, de humor espontâneo e, segundo o poeta Vinícius de Morais, um dos maiores intérpretes de samba de todos os tempos. A voz macia, cheia de gírias, fez Ciro se consagrar com um estilo espirituoso, alegre e sincopado.