Home Top Ad

Rosângela expulsa Florisval de casa em 'Totalmente Demais'

Share:

Divulgação Globo/Pedro Curi
Os dias de “Don Juan do subúrbio” de Florisval (Ailton Graça) estão contados. Nas cenas que vão ao ar nesta terça-feira, Rosângela (Malu Galli), cansada de viver entre tapas e beijos com o motorista de Carolina (Juliana Paes), o expulsa de casa. A mãe de Jonatas (Felipe Simas), Jennifer (Lellezinha), Wesley (Juan Paiva) e Bola (Cauê Campos) agora está decidida a conseguir seus direitos na justiça. Quer que o mulherengo pague pelo menos a pensão de Jennifer e Wesley, fruto do relacionamento com ele. 
Forte e determinada, ela conta com o total apoio de seus herdeiros. Jonatas é quem vai procurar um advogado para ela entrar na justiça contra o ex. Apresentada por ele a Zé Pedro (Helio de La Peña), Rosângela está decidida a colocar Florisval na cadeia, se ele não pagar o que lhe deve. 
ENTREVISTA MALU GALLI
1) Qual foi a sua reação ao ver que a novela voltaria à grade no cenário atual? Como será reviver aqueles momentos?
Fiquei muito feliz.  Estava triste por ter que interromper ‘Amor de Mãe’, apesar de concordar com a decisão necessária e acertadíssima. Vai ser muito gostoso rever aqueles momentos. Fomos felizes neste trabalho.

2) O que significou ‘Totalmente Demais’ em sua carreira? Como a encaixa em seu hall de bons trabalhos?
Foi um momento importante, pois fazer uma personagem popular era uma coisa que ainda faltava na minha trajetória na TV. Acabo sendo escalada para núcleos ricos, etc, e foi muito bom defender esta mãezona batalhadora e apaixonada. Tenho orgulho do resultado da parceria com Ailton, Felipe, Lelle, Juan e Cauê.
3) Fale um pouco sobre o perfil do seu personagem e com quem se envolvia.
Rosângela é uma mãe guerreira como a  maioria das mães neste Brasil. Cuida sozinha da sobrevivência da família e aprendeu a não esperar nada de homem, apesar de ainda ser apaixonada por Florisval... É a contradição em pessoa, como somos todas...Divertida, dramática, exagerada... É uma figura típica dos dramas latinos. Me inspirei nas brasileiras, nas espanholas, italianas...
4) Tem alguma lembrança marcante/divertida daquela época?
Uma lembrança engraçada foi meu primeiro dia de gravação com este que hoje eu chamo de irmão: Ailton Graça. Nós tínhamos uma cena de beijo que terminava em gritaria e vassouradas de Rosângela em Florisval. Eu perguntei: Posso bater? Ele disse: Bate! Na hora da cena eu fui com tudo e gritando junto, descendo a rua da cidade cenográfica, tanto que não ouvi o "corta" da direção. Ailton, com aquele vozeirão, gritou: "Ele disse cortaaaaaa! E foi uma gargalhada geral dos figurantes e da equipe e ficamos amigos ali para a vida toda.
5) O que o público pode esperar ao rever essa história?                                  
O público vai se emocionar e se divertir. É uma fábula contemporânea deliciosa.
6)Assim como alguns outros atores, você permanece no ar durante a quarentena enquanto ‘Amor de Mãe’ não retorna. Parou para pensar nisso? Existe algum ponto em comum entre as duas personagens ou realmente são completamente opostas ?
As personagens são opostas e similares! Pode isso? Pode, sabe por quê? Porque são destemperadas e apaixonadas, mas enquanto Lídia é a imagem da aristocracia, Rosângela é mãe solo e boleira! Amo isso!