Home Top Ad

Saiba porque The New Pope, série do italiano paolo sorrentino, é visualmente imperdível

Share:

Divulgação Fox Premium
A sequência de The Young Pope, composta por nove episódios de uma hora, The New Pope mergulha de volta nos corredores místicos do Vaticano. A série continua o debate sobre o fanatismo religioso e retoma a conversa sobre milagres, a fronteira entre o sagrado e o profano, os mistérios da fé e os problemas e escândalos do mundo real que assombram a Igreja.

Mas não apenas o enredo cativante torna a produção única. Com movimentos elegantes de câmera, fotografia admirável e detalhes requintados em seus cenários e figurinos, The New Pope é uma jóia para os amantes de histórias com uma mística e beleza visual que somente o italiano Paolo Sorrentino pode oferecer.

A duração das filmagens desta nova produção do diretor vencedor do Oscar® foi de 22 semanas e participaram mais de 100 atores e 9000 pessoas de 65 países.

O FOX Premium revela os detalhes de uma das produções mais esperadas que chega ao Brasil nesta sexta-feira, 17 de abril, às 22h30 no Fox Premium 1, com episódios inéditos todas as semanas e também disponibilidade no app da FOX para assinantes premium.

O VESTUÁRIO

Divulgação Fox Premium

Divulgação Fox Premium

Os renomados estilistas italianos Carlo Poggioli e Luca Canfora foram encarregados de criar 4.500 peças que carregavam 12.000 metros de tecido e 1.100 pares de sapatos, além de 300 preciosas cruzes para cardeais e bispos, 200 cruzes para freiras, monges e ordens religiosas com 350 anéis preciosos para cardeais e bispos e também 450 solidéus.

AS ROUPAS FABRICADAS PARA JUDE LAW

Na ficção, o ator interpreta o papa Pio XIII, o primeiro pontífice americano e o mais jovem da história chamado Lenny Belardo. Na primeira parte da história, o mordaz e imprevisível Pio XIII navega pelas disputas de poder do Vaticano, questionando a honestidade de seus cardeais e declarando abertamente seu desejo de revolução.

Nesta temporada, Law ostenta peças exclusivas desenhadas por Armani, sapatos produzidos por Louboutin, várias batinas feitas pelo alfaiate do Vaticano Ety Cicioni e capas de chuva bordadas com pedras Swarovski que levaram o trabalho de quatro pessoas por três meses.

O VESTUÁRIO DE JOHN MALKOVICH

Nesta nova parte, o ator se coloca no lugar de Sir John Brannox, um aristocrata inglês moderado, charmoso e sofisticado que chega ao trono papal adotando o nome de João Paulo III depois de um fatal ataque cardíaco que deixou Pio XIII (Jude Law) em coma.

20 trajes civis foram criadas para o ator pelo sofisticado alfaiate napolitano Cesare Attolini. As vestes eram feitas de tecidos produzidos por uma variedade de empresas, como a Rubelli, que ainda usa teares antigos. Outros belos tecidos foram recuperados em algumas das lojas mais famosas de Como. Para uma das peças em particular, foi usado um veludo de seda no qual as costureiras venezianas Adriana e Aglaia Minelli imprimiram placas de madeira com um método antigo e totalmente artesanal usado há muito tempo pela artista de moda do século XX, Maria Monaci Gallenga. As roupas clericais foram produzidas pelo alfaiate Ety Cicioni com sapatos Louboutin.

OS SETS

Divulgação Fox Premium

Divulgação Fox Premium

Os desenhos dos cenários foram responsabilidade da designer de produção Ludovica Ferrario ("A Grande Beleza"). A criação dos cenários foi um desafio de proporções monumentais. Um mundo completamente fictício foi construído, que precisava transmitir credibilidade e reproduzir as proporções do imponente Vaticano.

A construção da Basílica de São Pedro levou aproximadamente 8 meses de trabalho, dos quais 10 semanas foram dedicadas apenas à pintura. O total de metros quadrados de áreas reconstruídos foi de 2900 ao ar livre e 400 metros quadrados de interiores. Por sua vez, a reconstrução do interior e exterior da Capela Sistina (Sala Régia) levou seis meses de trabalho, da pesquisa à restauração conservadora, e 20 pessoas participaram da construção, tanto de móveis quanto de cenografia.

A construção da Capela Sistina e da Basílica de São Pedro envolveu a colocação de mármore falso complexo, para o qual foram utilizados mais de 50 tipos de materiais. Diferentes técnicas foram trabalhadas nas colunas, as pilastras, a entrada da basílica com revestimento de ouro, o piso, os retábulos e as esculturas, como por exemplo, a reprodução da Pietà por Michelangelo e todo o Baldaquino, no altar, de Bernini.